Só o amor pode salvar da dor

Página 5 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Set 20, 2014 8:20 pm

Na Espanha

Dulce tinha acabado de acordar eram 11 horas da manhã, Lili já estava acordada inclusive estava na rua procurando uma peruca para dar a idola para que ela pudesse sair na rua tranquila. A dona do bar deixou um recado a ruiva avisando que já voltava e que tinha um achocolatado em cima da mesa do computador porque sabia que pela hora ela ia acordar tarde e era preferível almoçar direito. A ruiva depois de ler o recado levanta para pegar uma roupa e vê seu celular com dez chamadas não atendidas todas de Christopher. Dul então imediatamente retorna a ligação.

Dul (com a voz rouca sabendo que fez merda): Chris!
Chris (bravo): Bom dia Dulce Maria.
Dulce (manhosa): Já chegaram amor?
Chris (bravo): Chegamos sim Dulce, inclusive você deveria está aqui também.
Dul (manhosa): Me desculpa Chris não fica bravo.
Chris (bravo): E como quer que eu fique? Se me fez de besta pedindo água e fugindo de mim me deixando preocupado.
Dulce (manhosa): Desculpa sua Bebê, por favor?
Chris (bravo): Não adianta manha Dulce estou muito chateado e não vai me amolecer como sempre consegue.
Dulce (triste): Tudo bem eu vou desligar então. Tchau amor espero que me perdoe volto daqui a dois dias. (ela suspirou pesarosa) Ah e se quiser me ligar meu celular vai está ligado sempre para você.
Chris (bravo): Ok tchau Dulce (a ruiva já ia desligar o celular quando Ivalu pediu para falar com ela). Espera a Ivi quer falar com você.
Dul (ela suspira triste): Ok.
Ivi (seria): Dul.
Dul (ela suspira fungando): Oi Ivi me desculpa? Fiz você ir me pegar de besta, eu esqueci de te ligar. Eu ... droga sou uma idiota mesmo me perdoa? (ela funga de novo).
Ivi (ela sorri com pena da amiga): Não chora Bebê está perdoada.
Dul (triste): Ele está muito bravo né?
Ivi (sorrindo): Um pouquinho mais nada que dois dias sem você (Ivi piscou para ele) ou até algumas horas não passe (Christopher assentiu dizendo que assim era). Fica tranquila que não vou deixar ele sozinho para nenhuma oferecida vir para cima dele (ele gargalhou e ela também, Dulce riu timidamente). Prometo.
Dul (triste): Está certo, bom eu preciso desligar daqui a pouco da meio dia e não tomei café da manhã.
Ivi (sorrindo): Tudo bem. Escuta quero que me ligue se precisar de alguma coisa ou se apenas quiser conversar, seja a hora que for entendeu Dul? Hoje não precisa me ligar porque já estamos nos falando agora. Pode deixar que eu ligo mais tarde. Tchau fique com Deus e juízo nessa cabecinha vento que você tem.
Dul (triste): Entendi não se preocupe vou esperar sua ligação hoje a noite e sim ligarei todos os dias para dizer que estou bem, não se preocupe estou na casa da Lili, Chris sabe quem é. Fica com Deus também. Beijos. Diz para o Chris que amo d+ ele e que estou mandando beijos. Tchau.
Ivi (sorrindo): Tchau (ela suspirou tirando o sorriso do rosto ficando seria e devolvendo o celular de Christopher). Estou preocupada com a Bebê, apesar dela parecer tranquila sei que está sofrendo. Tenho certeza que ela ficou por lá para não ter que passar o Natal com a família porque se ela passasse comigo ou com você poderíamos convidar eles também.
Chris (chateado): Droga não tinha pensado nisso Ivi, eu ainda briguei com ela eu sou mesmo um idiota.
Ivi (ela sorri se compadecendo do Christopher): Nada haver você estava nervoso e preocupado (Chris assentiu dizendo que assim era). Alguém precisava dizer que ela agiu mal e dessa vez foi você (ele assentiu concordando). Não podemos deixar a Dul fazer besteira e passar a mão na cabeça dela por mais que justifique, se é que tem justificativa os atos dela.
Chris (cansado): Tem razão. Bom chegamos preciso ir estou morto. Qualquer noticias que souber dela me avisa e se eu souber de algo também te aviso (ele sorri). Feliz Natal para você e sua família. A gente se fala (ele abraça Ivi) tchau.
Ivi (sorrindo): Feliz Natal para você e para sua família também. Nos falamos sim tchau.

Christopher chegou em casa e foi direto para cama. Ivalu assim que chegou em casa se deitou também, mas tarde quando acordou ela informou a família da ruiva que a mesma não tinha voltado da Espanha. Todos ficaram chocados e tristes, pois nunca passaram um Natal longe da caçula da casa, mas nada podiam fazer nada a não ser se conformar. O resto do dia foi tranquilo para todos no México.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Set 20, 2014 8:46 pm

Na Espanha Dulce estava no bar com Lili ajudando com os drinques pelo menos durante aquelas horas ela se divertiu com os bêbados que foram aparecendo. A ceia natalina foi aconchegante para ruiva  e muito divertida, as sobrinhas da amiga ficaram encantadas pela presença de Dulce e com o cabelo ruivo dela. Além da ruiva eles também estavam enlouquecidas esperando pelo papai noel.

No México a ceia da família Saviñón não foi a mesma coisa sem a caçula mais seguiu de forma tranquila. Apesar de sentirem a falta da Dulce ficaram aliviados por ela não está lá já que Denise marcou presença e pela sua frustração por não ver a prima, Blanca teve certeza que sua sobrinha iria aprontar se sua filha tivesse ali, agradeceu a Nossa Senhora de Guadalupe por sua Bebê não está lá. O Natal de todos outros foram tranquilos e divertidos como todos os anos. Christopher e Ivalu estavam com saudades da ruiva e sempre se comunicavam acertando a viagem e repassando notícias um para o outro já que a Dulce se dividia em turnos para ligar cada vez para um dos dois.

26 de dezembro

Dulce se encontrava no aeroporto espanhol esperando a hora de embarcar, Lili fazia companhia e curtia os últimos momentos ao lado da idola. O vôo estava no horário e decolaria as dez e meia da noite horário local enquanto no México Christopher, Ivalu e alguns amigos das duas estavam reunidos na casa da ruiva acertando os últimos preparativos para viagem. Chris ria de uma besteira que Bianca tinha acabado de falar, olhou o relógio e levantou teclando os números do telefone da namorada.

Chris (sorrindo): Bebê!
Dul (sorrindo): Oi Amor estou com saudades contando as horas para ver você.
Chris (sorrindo): Também estou com saudades Bebê (ele olhava as irmãs de Dul, Ivi e amigos delas conversando). Olha estou te ligando para saber o número do seu voo e a que horas chega?
Dul (sorrindo): O número do voo é1825 e eu chego ai 23 horas.
Chris (sorrindo): Está certo anotei aqui as 23 horas estarei te pegando no aeroporto. Quero que me espere na sala de desembarque Dul (Christopher pede que ela esperasse por ele no salão de embarque porque sabia que repórteres podiam aparecer por lá).
Dul (curiosa): Mas por quê? Não posso sair da sala e te encontrar no saguão?
Chris (ele comtinua sorrindo apesar de preocupado): Bebê faz o que estou te pedindo sim.
Dul (sorrindo): Ok. Eu vou te esperar na sala de embarque.
Chris (sorrindo): Obrigado. Vem com Deus, te amo.
Dul (sorrindo): Fica com ele, também te amo.  

Dulce mal desligou o telefone e já começavam a chamar seu voo, ela se despediu de Lili em meio ao choro de ambas com a promessa de manterem contato e de se reencontrarem assim que possível, a ruiva abraçou Lili forte e logo em seguida embarcou rumo ao México. A ruiva estava ansiosa para encontrar Christopher, apesar de está cansada ela não conseguiu dormir de imediato, em boa parte da viagem assistiu filme e leu Fortaleza Digital e somente assim conseguiu adormecer. Dul só acordou quando a aeromoça a chamou avisando que tinha chegado, ela espreguiçou – se, pegou sua mochila e desceu do avião. Ao chegar sala a desembarque passou os olhos pelo saguão e viu que ele não estava ali, a ruiva suspirou e seguiu a procura de sua mala. Chris sorriu abertamente ao entrar no saguão e ver uma cabeleira vermelha impaciente esperando sua bagagem, ele chegou perto dela e sussurrou.  

Chris (sorrindo): Posso ajudar com a mala senhorita?

Dulce imediatamente virou com um sorriso lindo dirigido a ele, Christopher sorriu de volta lhe dando um abraço apertado e sussurrando não podemos nos beijar agora, mas é o que eu mais queria fazer nesse momento. Eles então suspiraram enfadados por não poderem se beijar se afastando em seguida.

Chris (sorrindo): Ivi está esperando a gente lá fora com suas irmãs.

O sorriso de Dulce fechou na hora, Christopher percebeu e logo tratou de afastar qualquer birra por parte da ruiva para não causar tristeza e mal estar entre as irmãs.  

Chris (serio): Só vieram suas irmãs estávamos juntos e elas fizeram questão de pegar você com a gente, por favor, Bebê sem birra.  

Dul fez um bico enorme, Chris suspirou. Ela fez ouvido de mercador, pegou sua mala colocando num carrinho e foi em direção a saída do saguão.

Chris (serio): Dulce me espera.
Dul (seria): Não estou a fim de me estressar e nem brigar com você (ela suspira tentando manter a calma com ele). Acabei de chegar de viagem e estou cansada.
Chris (serio): Nem eu Bebê (ele estica mãos chamando – a). Vamos vem.
Dul (seria): Não entendeu Chris (ela colocou as mãos na cintura). Eu não vou no mesmo carro com elas e consequentemente com você (ele suspira pensando o que fazer para convence – lá). Estou indo de táxi. Só preciso saber para onde? Porque afinal não sei se já tenho uma casa só Ivi pode responder se já tenho uma ou não. Qualquer coisa vou para algum hotel, mas para casa com elas eu não vou.

Dulce saiu andando para sair da área de desembarque que dava para o saguão do aeroporto, assim que abriu a porta a ruiva tomou um susto com a quantidade de repórteres e fãs que a esperavam, ela ficou estática e precisou que Christopher a puxasse para trás, mas mesmo assim três repórteres conseguiram entrar no salão aonde os dois se encontravam.

Repórter 1: Dulce, não passar o Natal com sua família significa um rompimento definitivo com eles?
Repórter 2: Como foi seu Natal sozinha?
Repórter 3: Para onde vai agora já que definitivamente não quer conversa com sua família?  

A ruiva ficou atordoada e caiu no choro nublando seus olhos, ela sentiu seu namorado lhe abraçar forte e quando deu por si estava em uma sala em algum lugar do aeroporto, Dul chorava forte sentada em um sofá agarrada ao namorado.

Chris (preocupado): Calma Bebê está tremendo (ela não conseguia se acalmar pelo contrário o choro parecia que ia sufoca – lá e era intercalado por soluços). Dul respira fundo, por favor, precisa se calmar.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 11:38 am, editado 2 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Set 20, 2014 8:50 pm

Ivalu entrou ofegante na sala onde os dois estavam, pois veio correndo do carro até ali logo após a ligação do amigo. Ivi ficou com o coração na mão ao ouvir o choro sentindo da amiga e o desespero de Chris tentando acalmá-la. A loira chegou pertinho dos dois se abaixando em frente a eles acariciando as costas da amiga e tentando chamar atenção dela que estava com o rosto enterrado no peito dele.

Ivi (preocupada): Dul olha para mim (Dulce continuou como estava). Bebê olha para mim, por favor.

A ruiva virou o rosto de lado olhando amiga ainda chorando com o rosto vermelho e molhado pelas lágrimas, Ivi passou a mão no rosto dela e deu um beijo, Dulce pela primeira vez desde a abordagem dos repórteres largou o abraço do namorado e abraçou amiga, Christopher viu uma oportunidade de fazer o que queria desde o começo do episódio para saber o nome dos repórteres que abordaram os dois para ver se Pedro podia tomar alguma medida contra eles, os mesmos estavam detidos em uma sala ao lado onde estava com a namorada. Dul ao perceber que Chris se afastava dela, a ruiva saiu do abraço da Ivi e se virou para se jogar nos braços do namorado que já levantava do sofá.

Dul (ela falou em meio aos soluços): Chris não me deixa sozinha.
Chris (serio): Não vou te deixar só, eu já volto para gente ir embora daqui.
Dul (ela falou em meio aos soluços novamente): Fica comigo, por favor, não me deixa.
Ivi (seria): Eu fico aqui com você Dul, ele já volta.
Dul (soluçando): Não (ela se agarrou a ele com medo dele deixa - lá).

Christopher suspirou vencido por não poder ir atrás dos repórteres, ele não ia de jeito nenhum sair para deixar a namorada mais nervosa. Chris então ajeitou - se melhor no sofá e puxou ela para seu colo a fim de acalma – lá. Ele disfarçadamente sussurrou a Ivalu pedindo que fosse a enfermaria pedir um calmante para dar á namorada enquanto eles esperavam o chamado dos seguranças avisando que o carro dele estava na pista do aeroporto para poder tirar a Dulce de lá. Ivi suspirou assentindo vendo amiga chorar e tremer cortando o coração e deixando os dois com o coração na mão de ver uma das pessoas que mais ama sofrendo. Ela acenou avisando que já voltava e saiu rumo a enfermaria. Ivalu fez o que o amigo pediu e alguns minutos voltou com um copo de suco que continha calmante, a loira encontrou a amiga do mesmo jeito que deixou, Ivi beijou os cabelos ruivos dela e chamou por ela.

Ivi (sorrindo): Bebê olha o que trouxe para você (Dulce levantou a cabeça e viu o copo de suco).
Dul: Não quero Ivi (ela voltou a deitar a cabeça no peito do namorado).
Ivi (sorrindo): Está gostoso toma (Ivi oferece o copo e Dul nega balançando a cabeça negativamente dizendo com gestos que não queria o suco).
Chris (serio): Bebê me pediu para não sair de perto de você e eu fiz o que pediu (a ruiva assentiu dizendo que ela não queria). Agora quero que tome o suco que a Ivi trouxe, eu pedi para ela pegar porque você deve está com sede e ela foi com a maior boa vontade. Toma o suco sim.
Dul (soluçando): Não quero me tira daqui.
Chris (serio): Daqui a pouco a gente vai embora.
Ivi (sorrindo): Não vai mesmo querer tomar o suco?

Dulce afirmou que não e coçou os olhos, Christopher ajeitou a namorada melhor em seu colo deixando que a mesma ficasse de lado e deitada, ele envolveu ela com os braços passando as mãos com carinho pelas costas dela.  

Dul (coçando os olhos): Chris não sou bebê para ficar assim.
Chris (sorrindo): É sim minha bebezinha (ele dá um beijo urso polar nela).
Ivi (sorrindo): Uns com tanto outros com nada e ainda reclama meu Deus (Ivalu olha para o teto falando com Deus). Eu ainda pego um suco para agradar a mesma criatura que reclama dos mimos do namorado que vida injusta (a loira suspira balançando a cabeça negativamente). Se quiser me  dar um homem como esse pode mandar para mim (ela sorri e fica seria). Só não pode ser Chris porque já é dela e não quero briga (ela suspira seria). Ah mais uma coisa se não tiver muita pompa não tem problema, eu me contento com o que o senhor quiser mandar. Amém (ela volta a olhar para os dois ainda seria).  

Christopher caiu na gargalha e Ivalu acabou gargalhando também, Dulce não pode não sorrir apesar de está triste, pois sua amiga conseguia nas piores horas tirar um sorriso mesmo que tímido.

Dul (sorrindo): Prometo que vou cuidar de desenrolar o Eduardo para você (Ivalu sorri assentindo) e aviso logo que para sua felicidade ele tem pompa também.
Chris (ele fica serio fingindo ciúmes): Como sabe que Eduardo possui pompa Dulce Maria andou olhando foi?
Dul (manhosa): Não Chris eu não olhei eu só vi (ela suspira toda errada querendo desfazer o mal entendido), mas não se preocupa só tenho olhos para pompa de oro mais linda do México e que por sorte minha é do meu namorado.
Chris (ele suspira querendo rir): Sei.
Dul (manhosa): Desculpa Chris (ela volta a chorar).
Chris (serio): Desculpo sim se tomar pelo menos metade do suco faz isso por mim?
Dul: Sim faço (ela tomou metade do suco querendo agrada - ló).
Chris (sorrindo): Obrigada Bebê.
Dul (chorosa): De nada.

Logo um segurança pediu a Dulce, Christopher e Ivalu que o seguissem e minutos depois os três já estavam a caminho da casa dos Saviñón junto com Claudia e Bianca. Dul protestou assim que as viu, mas Ivi tratou logo de acalmar a fera explicando que só iam deixar as duas em casa.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 11:47 am, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Set 20, 2014 8:52 pm

Na casa dos Saviñón

Blanca e Fernando conversavam quando viram o carro de Christopher estacionando. Os pais de Dulce foram logo cumprimentar a todos e aproveitaram para ver a filha caçula, mas a pedido de Bianca sem forçar nada porque ela informou a mãe por telefone que a irmã não estava bem e que era melhor não insistir para irritar a mesma. Bibi e Clau logo saíram do carro para abraçar os pais deixando a ruiva adormecida no peito do namorado e de Ivi que tirava as pernas da amiga com cuidado para poder sair do carro.

Blanca (emocionada): Cadê minha caçula?
Clau (seria): Dormindo mãe.
Blanca(emocionada): Não acredito só porque queria abraçar e beijar minha Bebê.
Bibi (seria): Não sei se ia deixar que abraçasse e beijasse ela mãe, Dul estava um caco antes de dormir e só adormeceu porque o Chris prometeu que não ia deixar ela aqui com a gente (Blanca e Fernando lamentaram escutar que sua caçula estava tão magoada a ponto de não querer ficar com eles). Hoje eu entendi e vi como a minha irmã deve está sofrendo. Foi desesperador ver em como a Bebê ficou depois dos repórteres perseguirem ela, e olha que eu já a vi mais calma Ivi disse que esteve mais nervosa (Ivi chegou perto delas).
Ivi (seria): É verdade tia Bebê chorou muito e ficou mal só não se igualou ao dia que descobriu tudo, mas se igualou ao dia do bar. Chris ficou tentando acalmar ela, mas nada adiantava. Eu tive que ir a uma farmácia, comprar um calmante, colocar em um suco com muito custo ela tomou metade e acabou dormindo quase chegando aqui depois que o Christopher prometeu que não íamos deixar ela aqui.
Fernando (serio): Meu Deus Blanca nossa Bebê está sofrendo muito precisamos fazer algo imediatamente (o celular de Claudia começa a tocar, ela pede desculpa e atende).
Clau (seria): Alô Oi Amor.
Flávio (serio): Oi amor. Escuta o que está acontecendo tem um batalhão de repórteres aqui na porta? Estou com medo de entrar e eles entrarem juntos.
Clau (serio): Não acredito (ela suspira falando com Ivalu). Ivi tem um batalhão de repórteres na rua. Será que seguiram a gente?
Ivi (seria): Droga acho que sim preciso avisar ao Chris já venho (Ivalu vai até o carro para falar com Christopher).

Claudia desliga o celular após falar com o namorado e avisar que ela e seus pais estavam indo até lá para ajudá-lo a entrar em casa, já que ele ia passar a noite lá para viajarem antes do almoço.

Ivi (serio): Chris aconteceu um problema fomos seguidos e agora como vamos fazer para sair daqui?
Chris (serio): Podemos fazer como os seguranças do RBD fazem despistaram os repórteres com dois carros, eles seguem um carro e saímos com outro tranquilamente.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 7:45 pm

Nesse momento Flávio estacionava o carro, uma camionete de sete lugares, justo ao lado do carro de Christopher. Ivi olhou o carro e o casal DYC logo a sua frente e teve uma ideia.

Ivi (seria): Por quê não saímos agora mesmo de viagem? A sua mala está aqui no seu carro, a mala da Dul posso fazer agora mesmo, as das meninas estão prontas já, o do Flávio idem, a única coisa que temos que fazer é pegar a minha mala na minha casa. O que acha?
Chris (serio): A ideia seria perfeita Ivi se eu não precisasse fazer também minha mala, as malas que estão ai são da viagem com o RBD. Mas se quiser posso ir lá buscar sua mala e fazer a minha mala enquanto você faz a da Dul? Pode ser? Agora sugiro que o Flávio e a Clau durmam um pouco já que iremos viajar bem tarde.
Ivi (seria): Ah é verdade você precisa fazer sua mala também, mas quanto a você ir fazer sua mala e pegar a minha eu concordo. Vou falar com o pessoal só um minuto e se eles concordarem aviso logo para Flávio e Claudia descansarem (ela se vira para o Flávio que estava junto ao carro dele conversando com a namorada, Bianca e os sogros). Gente estava conversando com o Chris e tivemos a ideia de viajar logo agora para Conzumel, todos juntos no teu carro Flávio. O  que acha? Vocês concordam meninas?
Flávio (serio): Por mim tudo bem.
Bianca e Claudia (serias): Por nos também.
Clau (seria): É bom porque fugimos até do perigo de ser perseguidas e acharem o nosso refugio, ai acabou nossas férias tranquilas.  
Bianca (seria): O único problema é que a mala da Dul não está feita e a do Chris também suponho. A sua está feita?
Ivi (seria): Isso não é problema posso fazer agora. A minha está prontíssima, mas não está aqui. O Chris já se disponibilizou de ir buscar e ir fazer a dele (todos assentiram).
Blanca (seria): Posso dar uma sugestão?
Ivi (seria): Lógico tia que pergunta.
Blanca (seria): Sugiro que vocês tentem despistar os jornalistas agora já que o Chris precisa fazer a mala dele e buscar a mala da Ivi.
Flávio (serio): Tem toda razão Blanca. Eu posso ir, mas seria melhor que meu carro ficasse aqui para ir colocando logo as malas que já estão prontas.
Ivi (seria): Não o Chris falou uma coisa certa se vamos sair ainda hoje, sairemos de madrugada então é melhor que você e Clau tentem descansar um pouco.
Fernando (serio): Tem toda razão Ivi (Blanca, Bianca, Claudia e Flávio concordaram com Ivalu e Christopher), Vamos fazer assim, eu posso pegar a mala da Ivi com o meu carro e enquanto isso o Chris vai para casa com o carro dele e faz a mala. Depois eu passo na casa do Chris e pego ele e volto para cá (todos assentiram). Nisso Flávio e Clau estarão aqui em casa descansando enquanto Bibi e Blanca ajeitam o carro para viagem de vocês e Ivi faz a mala da Dul (todos assentem novamente). Agora Ivi e teu carro? (o senhor procura o carro da afilhada, não encontra e lembra que o mesmo pode está do lado de fora).
Ivi (seria): Acho que está perfeito (ela suspira se animando). Eu vim de táxi já que eu ia buscar eles com o carro do Christopher (Fernando assentiu). Vou avisar ao Chris sobre o que decidimos e ajudar a tirar a Dul do carro para vocês irem resolver as coisas (Blanca, Fernando, Flávio e Bianca assentiram). Depois vou subir para fazer a mala da Dul qualquer coisa me chamem (todos assentiram mais uma vez. A loira então seguiu para falar com Christopher, ela ajudou ao mesmo a por Dul na rede e depois seguiu para quarto da ruiva para arrumar a mala dela).
Blanca (ela sorri ao ver animação da afilhada): Fernando pega a mala que a Dul levou para viagem e leva para área de serviço vou por as roupas para lavar depois (Fernando assentiu e foi fazer o que a esposa pediu). Vocês (a senhora apontou para filha mais velha e o genro) tratem de descansar quando tudo tiver pronto chamo os dois (os dois assentiram, beijaram Blanca e foram deitar). Vamos pegar Bibi sua mala e a da Clau e colocar as duas no carro e em seguida vamos pegar comida para viagem de vocês (Bianca assentiu animada e as duas seguiram para pegar as malas de Bianca e Claudia).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 11:59 am, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 7:50 pm

Aos poucos foram todos saindo para fazer o que foi decidido. Fernando pegou as malas da filha no carro e levou para área de serviço, Christopher tirou a ruiva com todo o cuidado e colocou na rede do deck com ajuda de Ivalu, depois ele e Fernando saíram para fazer o que haviam combinado, Chris foi para casa dele deixar as malas e fazer a mala para viagem de ano novo e Fernando seguiu para casa de Ivalu para pegar a mala dela. Blanca e Bibi cuidaram na organização do carro, primeiro colocaram as malas que se encontravam prontas e em seguida preocuparam – se em pegar comida para viagem (somente para o percurso porque o mercado já se encontrava na casa onde iam ficar) e de vez em quando olhavam Dulce para se certificarem que a mesma ainda dormia e Ivi tratou de arrumar a mala da amiga. Fernando como combinado despistou os jornalistas junto com Christopher durante trajeto e deixou os jornalistas sem saber direito onde ir, em seguida o pai da ruiva e Chris seguiram para seus afazeres. A tarefa foi realizada com eficiência e meia hora após saírem da casa dos Saviñón os dois já estavam de volta, Ivalu tinha acabado de por a mala da ruiva no carro. Bianca e Blanca já tinham arrumado tudo, Bibi e Ivi ficaram então no deck ao lado de Dulce e Blanca como tinha falado antes cuidou das malas da ruiva vindas da viagem. Assim que estacionaram o carro, Christopher pegou a mala dele e Fernando a mala de Ivi colocaram as malas no carro de Flávio. Os dois cumprimentaram Bianca e Ivalu, Chris mirou a namorada que seguia dormindo e olhou Fernando.

Chris (serio): Preciso conversar com o senhor sobre a Dulce.
Fernando (serio): Claro vamos lá no escritório (Christopher assentiu e Fernando sorriu para a filha do meio e para afilhada). Peçam para Clau e o Flávio me procurarem quando acordarem (Bibi e Ivi assentiram). Bom vou logo me despedir de vocês porque depois de falar com ele vou esperar para falar com a Clau e Fávio para me deitar, pois já está tarde. Boa viagem para todos, se comportem e deem um beijo na Dul por mim e cuidem dela, por favor. Até mais e vão com Deus.
Bibi (sorrindo): Pai não somos mais crianças para pedir que nos comporte (ela sorri junto com Ivi), mas fique sossegado vamos nos comportar direitinho e cuidar da Dul também. Te mais pai boa noite (Bianca levanta e beija o pai com carinho) e fiquem com Deus.  
Ivi (sorrindo): Boa noite Padrinho. Se você e a madrinha quiserem passar um dia lá na minha casa sabe que Conzumelândia estão com as portas abertas assim como aqui está sempre para mim certo?
Fernando (sorrindo): Certo Ivi pode deixar vou ver com sua madrinha e avisamos se resolvermos ir (Ivalu também levanta e beija o padrinho). Tchau.
Ivi (sorrindo): Ok tchau padrinho e fiquem com Deus (as duas acenaram. Fernando e Christopher seguiram para escritório para conversarem). Acho bom acordarem o Flávio e a Claudia para quando o Chris terminar de conversar com o padrinho a gente ir.
Bibi (sorrindo): Tem razão vou lá chamar eles e já venho.
Ivi (sorrindo): Não esquece de dar o recado do teu pai (Bianca assentiu e saiu para acordar Claudia e Flávio).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:04 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 7:55 pm

No escritório

Christopher conversou com Fernando contando que ele e Dulce estavam namorando, que já tinha conversado com o sogro a respeito dos sentimentos dele sobre a agora namorada só que não era nada oficialmente falando mesmo que para ele (Christopher) já fosse. Pai da ruiva ficou feliz pelo namoro dos dois e disse que já esperava que isso acontecesse mais cedo ou mais tarde e que tinha todo apoio dele. O senhor pediu que Chris não deixasse a filha fazer nenhuma besteira e que conversasse com ela sobre o relacionamento com a família, pois depois que descobriu que era adotada ela se afastou totalmente e que todos sentiam muita falta dela. O mais novo genro da família disse que podia ficar tranquilo que ia conversar com Dul sobre isso. Após se cumprimentarem mais uma vez Fernando e Christopher deixaram o escritório. Flávio e Claudia ao verem Fernando cumprimentaram o senhor que deu suas recomendações, as mesmas que Ivalu e Bibi escutaram e seguida o senhor seguiu para o quarto. Flávio, Claudia e Christopher voltaram ao deck da frente encontrando Blanca que já tinha desfeito as malas da ruiva, Bianca e Ivalu conversando baixinho para não acordar a caçula da casa.

Chris (sorrindo): Pronto já falei com meu sogrão estou tranquilo agora.
Blanca (sorrindo): Então quer dizer que estão namorando filho?
Chris (sorrindo): Estamos sogrinha e estou muito feliz por isso.
Blanca (sorrindo): Não mais que eu, meus parabéns e bem vindo á família meu amor (a senhora levantou da poltrona beijou e abraçou ao Christopher felicitando o mesmo pelo namoro com Dulce).
Bibi e Clau (as duas sorrindo): Bem vindo cunhadinho (as duas irmãs abraçaram Chris felicitando o mesmo também pelo namoro).
Flavio (sorrindo): A cara que legal parabéns (Flávio também abraça e felicita ao Chris pelo namoro com a ruiva) e boa sorte porque Blanca tem filhas geniosas tiro pela minha (todos rirem inclusive Flávio), sei que o de Bianca também sofre e pelo que vejo da minha cunhadinha caçula acho que ela é a pior das três. (todos riem novamente inclusive Flávio).
Clau (sorrindo cínica): Bom saber que é isso que acha de mim viu seu Flavio hoje você dorme no sofá (Flávio tenta beijar Claudia mais ela afasta o mesmo com a mão, todos sorrirem inclusive os dois. Clau beija o namorado e os dois se afastam, mas ficam de  mãos dadas).
Bibi (sorrindo): Só para constar que meu namorado não costuma reclamar do que tem e isso é intriga de ex - gostosão da família isso sim.
Blanca (rindo): Ih Flávio devia ter ficado quieto.
Chris (sorrindo): Meninas obrigado. Adoro vocês sabem disso não? (as duas acenam que sim). Flávio a Dul é brava Ás vezes mais sou completamente apaixonado por ela, metade da braveza dela é charme e como todo bobo que ama sua mulher acho tudo que minha Bebê faz uma graça e tudo que quero é fazer ela feliz.
Ivi (sorrindo): Bom o momento está lindo mais devemos ir está tarde (Ivalu levanta). Vou buscar o isopor com as bebidas (todos assentem e Ivi vai a cozinha buscar o isopor).  
Flávio (sorrindo): Depois dessa eu ia ficar calado, mas tenho que concordar já são 2 horas da manhã. Tchau minha sogra do coração até mais (Flávio beija a sogra).
Blanca (sorrindo): Até mais Flávio. Tchau minhas filhas (beija Bianca e depois Claudia) se cuidem e qualquer coisa me liguem.
Bibi (sorrindo): Tchau mãe fiquem com Deus e a gente liga para dar notícias (Blanca assente. Bibi beija a mãe mais uma vez).
Clau (sorrindo): Tchau mãe fiquem com Deus (Blanca assente novamente. Clau beija mãe mais uma vez também. Ela e Bibi seguem para o carro com Flávio).
Chris (sorrindo): Até mais sogrinha não se preocupe vai dar tudo certo e eu te ligo para dar notícias da Dul (ele beija a sogra com carinho).  
Blanca (emocionada): Obrigada (ela abraça Chris com carinho). Fico muito tranquila quando está com minha filha, eu sei que vai proteger minha caçula de tudo e de todos sempre que for necessário. Até mais meu filho.
Chris (sorrindo): Pode ter certeza que sim (Blanca sorri em agradecimento por tudo que Christopher estava fazendo por Dulce. Ivi volta nesse exato momento com o isopor e fica ao lado de Blanca). Agora vou  levar esse isopor para carro e depois venho pegar nossa Bebê (a senhora assente, Ivi entrega o isopor ao amigo agradecendo a gentileza do mesmo). Até mais (Christopher com o isopor em mãos leva o mesmo para o carro).
Ivi (sorrindo): Tchau madrinha (a loira beija a madrinha). Eu disse ao padrinho e reforço novamente minha casa está aberta aos dois para irem quando quiserem.
Blanca (sorrindo): Não acho uma boa ideia filha, Dul quer distância de nos e nem sei como vai reagir quando souber que as irmãs também estão indo.  
Ivi (sorrindo): Madrinha vocês precisam parar de ficar vivendo em função do que a Dul vai ou não achar, se quiserem ir vão e acabou se ela vier com birra vou fazer o que disse as meninas, digo a Dul que as irmãs e vocês dois tem o mesmo direito que ela de frequentar minha casa acabou ora mais. Ela pode ficar emburrada na hora mais depois passa, conheço a amiga que tenho e sei que apesar de tudo ela ama demais todos vocês. Pensa nisso bom vou indo beijos.
Blanca (sorrindo): Você tem razão Ivi (Ivalu sorri. Christopher passa pelas duas e pega a Dulce no colo tirando a mesma da rede). Vou pensar pode deixar e conversar com o Fernando sobre ir ou não (a senhora dá dois beijinhos na afilhada, Chris chega perto das duas e para em frente as mesmas, Blanca sorri e beija a filha caçula). Vão com Deus.
Ivi e Chris (sorrindo): Fiquem com ele tchau.
Blanca (sorrindo): Tchau.

Ivalu e Christopher sorriem e seguem para o carro com Chris com Dulce no colo, Ivi e ele se aproximam do veiculo que se encontrava com as portas abertas. Bianca estava sentada no banco de trás, Ivalu sentou ao lado da mesma e ajeitou o banco para Christopher e Dulce se sentasse, Chris então com todo cuidado coloca sua namorada no primeiro banco que era de três lugares para ficar mais confortável e depois se sentou do lado acomodando sua Bebê melhor no banco, Flávio que já se encontrava no banco do motorista ligou o carro e Claudia de co – pilota ligou o som. Dona Blanca acenou de longe e após o aceno da senhora, eles finalmente partiram rumo a Conzumel.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:16 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:01 pm

Meia hora depois Flávio se encontrava concentrado na direção trocando algumas palavras com Claudia que estava ao seu lado, a mesma escutava música baixinho e vez por outra atendia um pedido do namorado. Bibi e Ivi seguiam numa conversa animada colocando os assuntos em dia, Bianca seguia desde do dia 22 no México e apesar já terem se visto durante a organização da viagem não tiveram muito tempo para conversar. Christopher seguia calado escutando música no seu Ipode parecendo uma estátua com medo de acordar sua Bebê, mas infelizmente Dul acabou acordando devido a uma gargalhada de Bibi após escutar Ivi contando sua última balada onde arrumou um carinha que só falava em musculação. Dulce acordou suspirando, levantou o rosto em direção ao de Chris coçando os olhos e falou.

Dul (sonolenta): Chris onde a gente está?
Chris (sorrindo): A caminho de Conzumel Bebê.
Dul (sonolenta): Hum. Que horas são?
Chris (sorrindo): Quase três e meia da manhã.  
Dul (sonolenta): Pensei que só íamos depois do almoço.
Chris (sorrindo): Mudamos de plano e resolvemos ir agora, a Ivi fez uma mala para você, eu fiz a minha, pegamos as outras malas e aqui estamos.  
Dul (sonolenta): Chris eu tive um sonho tão real sonhei que Bianca e Ivi conversavam e a Ivi falava de uma tentativa de ficar numa balada com um cara que só falava de musculação, ai minha irmã começou a gargalhar. Estranho né?
Chris (sorrindo): Não foi sonho Bebê, Bianca está aqui atrás com Ivi (Dulce olha para trás e vê as duas) e Claudia está na frente com Flávio (a ruiva olha para frente e se recosta ao peito do namorado).
Dul (sonolenta): Ah eu pensei fôssemos só eu, você, a Ivi e uns amigos nossos em comum.
Ivi (sorrindo): E por acaso suas irmãs não são nossas amigas? Porque que eu saiba além de irmãs são suas amigas e sempre estiveram com a gente nas nossas férias.

Dulce não respondeu nada magoando suas irmãs, principalmente Bianca por ser a primeira vez que recebia um tratamento hostil da irmã caçula chorava baixinho sendo consolada pela Ivalu, Christopher calado estava calado ficou, Flávio seguia concentrado na direção e em apoiar sua noiva, Ivi foi a única que se pronunciou.

Ivi (seria): Estou muito decepcionada Dulce Maria não esperava uma atitude tão infantil sua, afinal suas irmãs não tem culpa por um erro do passado dos seus pais e mesmo que soubessem de algo, te contar a verdade ou não só cabia aos seus pais e não a elas, e foi isso que a Claudia fez ficou na dela, por mais que achasse que deveria saber das coisas tanto que nem contou nada a Bibi e todo mundo sabe que entre vocês tirando esse assunto delicado nunca teve segredo.  

Ivalu suspirou balançando a cabeça negativamente por sua amiga não ter olhado nos seus olhos enquanto ela falava, por não ter respondido e nem admitido que estava errada. Dulce seguia recostada ao peito de Christopher emburrada, Claudia vendo o silêncio que reinava no carro resolveu perguntar.

Clau (seria): Alguém quer achocolatado?
Flávio (serio): Eu quero amor.
Bibi (seria): Cacau eu quero também.
Ivi (serio): Eu também Cacau.

Dulce olhou Christopher, puxou a camisa dele e disse entre sussurros que queria também achocolatado, o mesmo respondeu que era só ela pedir a irmã. Ela respondeu que não ia pedir e ele disse que não ia ceder a birra infundada dela. A ruiva ficou com uma tromba maior do que já estava, saiu de perto dele e foi para o lado oposto se encostando na janela do carro, Dul passou o resto da viagem ali calada já os outros ficaram conversando.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:21 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:03 pm

Uma hora depois chegaram a Cozumel. A ruiva foi a primeira a descer do carro, pegou a mala e a mochila, entrou em casa e sentou no sofá esperando decidir quem ia ficar em que quarto. Assim que todos estavam na sala ficou decidido que Chris e Dul iam ficar em um quarto, Flávio e Claudia em outro, Ivi no quarto dos pais com Bibi e ainda tinham mais dois quartos vagos para o pessoal que ia chegar no dia seguinte, ou melhor, daqui a algumas horas. Após tudo acertado Dulce seguiu para o quarto deixando todos atônitos com o tamanho da birra dela que desde a conversa com Ivalu estava com um bico enorme, nem boa noite ela deu. Christopher suspirou e começou a aguardar tudo que se encontrava no isopor, Flávio e Claudia foram deitar, Bibi e Ivi ficaram fazendo companhia a ele, o mesmo pegou uma achocolatado depois de tudo ajeitado.

Chris (sorrindo): Vão deitar agora?
Ivi (sorrindo): Eu estou sem sono vou arrumar tudo para o café da manhã.
Bibi (sorrindo): Vou ficar por aqui também fazendo companhia a Ivi.
Chris (sorrindo): Estou indo deixar o achocolatado da birrenta e venho já então.

Christopher foi levar o nescau para namorada, entrou no quarto e ela estava no banho, Chris então deixou o achocolatado na mesa de cabeceira e voltou para sala.

Ivi (sorrindo): Ela está tomando?
Chris (sorrindo): Cheguei no quarto e a Dul estava no banho, deixei lá o achocolatado vamos ver se ela toma.

Vinte minutos depois a ruiva aparece na sala de pijama abrindo a caixinha de achocolatado.

Dul (seria): Bibi podemos conversar?
Bibi (seria): Lógico fala.
Dul (seria): Queria pedir desculpas.
Bibi (seria): Desculpas aceitas (as duas se abraçam com carinho e se afastam sorrindo).

Christopher após Dulce soltar a irmã do meio, puxa ela e a põe no seu colo, a ruiva começa a tomar o leite encostada no peito dele enquanto o mesmo fazia carinho nos cabelos ruivos da namorada.  

Ivi (sorrindo): Que horas são?
Bibi (sorrindo): São quatro horas da manhã acho que vou dormir está tarde.
Chris (sorrindo): Vamos também Bebê?(Dul afirma que sim e ele a pega no colo).
Ivi (sorrindo): Vamos todos então. Terminou de tomar Dul?
Dul (sorrindo): Sim.
Ivi (sorrindo): Me dá então eu coloco no lixo.
Dul (sorrindo): Obrigada (Dulce entrega o achocolatado para Ivalu).
Ivi (sorrindo): De nada boa noite.  
Chris e Dul (sorrindo): Boa noite.
Bibi (sorrindo): Boa noite até amanhã (Christopher e Dulce foram para quarto dormir, Ivalu jogou no lixo o achocolatado e foi se deitar com Bianca).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:24 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:08 pm

Manhã do dia 27 de Dezembro onze horas da manhã Flávio ajeitava a churrasqueira para começar a esquentar as carnes, corações, linguiças e os pães de alho, Claudia ajudava a colocar a comida no espeto e Ivi arrumava as bebidas em uma térmica em forma de lata de cerveja na cozinha enquanto fazia companhia a Bibi que tomava café. Christopher estava no quarto tomando banho e Dulce dormia profundamente com o lençol de estimação dela. Chris voltou ao quarto vestindo uma sunga preta com uma bermuda por cima, olhou a namorada que ainda dormia e saiu do quarto para tomar café, ele encontrou Bibi levantando da mesa e levando a louça suja para lavar. Ivalu já não se encontrava ali, a loira foi ao deck levar a lata térmica.

Chris (sorrindo): Bom dia Bibi (ele beija a cunhada no rosto). Tem alguém dormindo ainda além da Dul?
Bibi (sorrindo): Não, o pessoal está lá fora organizando o churrasco, senta ai para tomar café da manhã (Christopher assentiu). Já sento para fazer companhia para você.  
Chris (sorrindo): Obrigado (Chris sentou á mesa e começou a tomar café). Que horas são?
Bibi (sorrindo): Onze e meia da manhã.

Depois de Christopher tomar café da manhã, ele e Bibi se juntaram a Ivi, Claudia e Flávio que já esquentava alguns pães de alho na churrasqueira. Chris perguntou se ele precisava de ajuda no churrasco, o mesmo disse que não mais qualquer coisa o chamava, as mulheres seguiram para as espreguiçadeiras para tomar sol após comeram pão de alho e os homens ficaram de conversa por ali assando a primeira leva de corações e linguiça. Meia hora depois as meninas já estavam na piscina, Flávio tinha ido da um mergulho mais já havia voltado ao seu posto e Christopher que ficou de olho na churrasqueira agora ia dar seu primeiro mergulho do dia.

Chris (sorrindo): Água está boa?
Ivi (sorrindo): Perfeita só que antes de entrar me faz dois favores?
Chris (sorrindo): Claro o que quer?
Ivi (sorrindo): O som que esqueci para escutarmos umas músicas e uma cerveja para mim.
Chris (sorrindo): Já volto (Christopher saiu para fazer o que Ivalu havia pedido).

Christopher pegou uma cerveja, entregou a Ivi e entrou em casa para pegar o som, depois voltou e quando ia ligar Ivalu falou.

Ivi (sorrindo): Chris esquece Dul está dormindo depois que ela acordar nos ligamos.
Chris (sorrindo): É só não por muito alto e se ela acordar é até bom porque já é meio dia. Cadê os CDs?
Ivi (sorrindo): Estão no meu quarto, depois eu pego põe ai numa rádio boa (Christopher sintoniza a rádio e estava tocando uma música do RBD Dame).

Christopher já ia trocar quando Bianca pediu que não tirasse porque gostava, ele sorriu a cunhada e se jogou na piscina, eles então começaram a conversar assuntos aleatórios, Clau cansada de ficar na piscina se juntou ao noivo deixando os três por ali. Trinta minutos depois estavam todos em volta da mesa conversando, jogando baralho e comendo algumas coisas que ficavam prontas.

Flávio (sorrindo): Gente não é melhor acordar a Dul? São uma hora da tarde e já estamos comendo desde as onze e pouco, daqui a pouco acaba tudo e ela vai ficar sem comer. Porque hoje vocês estão famintos, Clau então.  
Clau (sorrindo): Flávio está me chamando de gulosa por caso?
Bibi (sorrindo): A mim também cunhado?
Ivi (sorrindo): A mim também cunhado torto?
Chris (sorrindo): Amigo acho que está ferrado.
Flávio (sorrindo): Perdão meninas não quis ofender vocês.
Meninas: Achamos bom mesmo (todos riram).
Ivi (sorrindo): Serio agora, o Flávio tem razão vou lá chamar a Dul.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:28 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:10 pm

Ivalu entrou em casa com a missão de acordar a amiga, mas antes a mesma passou na cozinha pegou um yorgut e fez quarto paezinhos de leite com queijo e mortadela para enganar o estômago da ruiva enquanto o churrasco para o almoço não ficava pronto. Ivi  ainda ia fazer o arroz depois que acordasse a Dul, ela colocou tudo na mesa e seguiu para acorda – lá. Ao entrar no quarto do casal DYC se viu em um breu total, ar condicionado com uma temperatura gostosa, Ivalu olhou a cama e um ser ruivo se encontrava de bruços com a cabeça virada para janela,á respiração era pesada denunciando que Flávio estava certo e se Dulce acordasse por ela mesma era capaz do churrasco acabar e ainda está dormindo. Ivi sentou na cama do lado dela e lhe chamou.

Ivi (sorrindo): Dul, Dul, Dulce acorda (a ruiva vira o rosto para o mesmo lado onde amiga se encontrava).
Dul (sonolenta): Hum.
Ivi (sorrindo): Bebê acorda são uma e dez da tarde o churrasco está rolando ha horas e você dormindo (a loira faz carinho nas costas da amiga). Anda levanta preciso ir a cozinha fazer o arroz do nosso almoço.
Dul (sonolenta): Estou acordada (a ruiva suspira ainda de olhos fechados). Pode ir lá fazer o arroz.
Ivi (sorrindo): Só acredito quando te vê fora da cama (a loira cutuca a ruiva nas costas). Anda Maria vem tomar café.
Dul (manhosa): Estou com sono Ivi quero dormir mais.
Ivi (sorrindo): Vai deixar nossas amigas taradas chegar daqui a pouco e devorar seu Uckerman só de sunga preta que acentua a pompa de oro dele? ( a ruiva abre os olhos  coçando o mesmos).
Dul (ciumenta): Lógico que não Chris é meu e ninguém pode ficar olhando mais que um minuto, só eu que posso olhar por tempo indeterminado porque sou namorada e tenho direito exclusivo (ela sentando na cama).
Ivi (sorrindo): Ui ciumenta (a loira ri fazendo a ruiva rir também, Dul levanta da cama e vai ao banheiro lavar o rosto, Ivi a segue).
Dul (rindo): Pode ir Ivi não vou mais deitar. Sou tão difícil assim para acordar?
Ivi (sorrindo): É para dizer a verdade? (Dul afirma que sim e lava o rosto) Sim muito difícil de acordar a senhorita, mas te segui para dizer que seria melhor tomar café antes, depois você vem aqui e se arruma já que está tarde (Dul seca o rosto).
Dul (sorrindo): Ok vamos então (a ruiva desliga a luz do banheiro e as duas seguiram para cozinha).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 12:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:17 pm

Na cozinha

Ao entrar na cozinha Ivalu tratou de começar a fazer o arroz enquanto Dulce tomava café da manhã, as duas conversam muito animada e as gargalhadas em um certo momento foram altas ao ponto de quem estava no deck escutar, Christopher abriu um sorriso que encantou as irmãs da ruiva e entrou em casa para encontrar a namorada. Maria estava lavando a louça suja do café da manhã quando viu seu namorado chegar á cozinha e lhe abraçar por traz e beijar seus cabelos.

Chris (sorrindo): Boa tarde Bebê.
Dul (sorrindo): Bom dia Chris (ele riu lhe mostrando que era um pouco mais que uma da tarde). Bom dia sim porque acabei de acordar e para mim só é tarde quando almoço (ela ri e vira para ele para dar um beijo carinhoso).
Chris (sorrindo): Bom dia então Bebê ( ele olha profundamente para ela que ficou com vergonha e se enterrou no peito dele). O que foi?
Dul (envergonhada): Devo está horrível nem tomar banho tomei.
Chris (sorrindo): Longe de está horrível pelo contrario está linda e fica mais Bebê quando acorda (Christopher a beija carinhosamente, Ivi suspira alto chamando atenção dos dois e eles terminam o beijo com três selinhos).
Dul (sorrindo): Que foi doida?
Ivi (sorrindo): Nada de mais (Dulce assente mais balança a cabeça num gesto para que amiga continuasse a falar). É primeira vez que estou vendo o casal (a loira aponta as dois amigos) como namorados e é mágico ver vocês juntos e estava pensando quando vou ter a sorte de ter um homem como Chris (Dul sorri amiga compreendendo a mesma). Segura bem Bebê e não largue porque está difícil achar um homem que vale a pena (Christopher fica com vergonha e as duas riem).
Chris (sorrindo): Apesar de ter me deixado sem graça agradeço o elogio.
Ivi (sorrindo): Bom terminei de fazer o arroz vou lá com a galera (a loira fechou a panela de arroz e lavou as mãos). Vou deixar os pombinhos a sós.
Dul (sorrindo): Vou só tomar banho e já vou para lá (Ivalu assentiu, a loira beijou o casal no rosto e seguiu para o deck).

O casal ainda trocou alguns beijos, mas logo a ruiva seguiu para o quarto a fim de tomar banho, Christopher foi junto para esperá-la no quarto e passar protetor solar porque o sol já estava forte. Alguns minutos depois Dul abriu a porta e Chris pode ver a namorada com um biquíni azul, sutiã cortininha e calcinha de lacinho com um short jeans por cima, ele então se aproximou da porta do banheiro e a viu abrir um estojo de maquiagem. Christopher intrigado resolveu chamar por ela já que ele não via necessidade de maquiagem, pois eles iam á piscina logo mais.

Chris (sorrindo): Bebê vai se maquiar? Vamos já para piscina.
Dul (ela suspira e deixa de procurar que maquiagem usar e olha para o namorado) : Acabei de acordar estou horrível.
Chris (sorrindo): Se me falar mais uma vez que está horrível vou lhe dar umas palmadas (a ruiva volta a olhar para o estojo de maquiagem procurando o blush). Que coisa já disse que está linda (ele chega por trás dela e coloca as mãos na cintura dele). Anda vamos embora daqui chega de se arrumar.
Dul (sorrindo): Mais Chris eu ... (Christopher vira a namorada de frente para ele, Chris a pega no colo e põe o corpo dela por cima do ombro dele dando uma visão privilegiada da parte traseira do rapaz).
Chris (sorrindo): A visão está boa? (Christopher sai do banheiro, fecha a porta do mesmo e segue para o lado de fora da casa).
Dul (sorrindo): Claro né Chris, afinal tenho la pompa de oro só para mim (ela sorri e aperta as nádegas do namorado, ele se assusta dando um pulo e a ruiva gargalha).
Chris (sorrindo): Safada.
Dul (sorrindo): Não resistir (ele sai do quarto e também fecha a porta do mesmo).
Chris (sorrindo):  Não precisa resistir só que depois quero meu direito também (ele ri lembrando da parte que mais gostava, de apertar e acariciar).
Dul (sorrindo): Que parte? (os dois seguem para o deck passando pelo corredor dos quartos).
Chris (sorrindo): Até parece que não sabe (eles chegaram á sala quase chegando ao deck). Eu estou falando dos seus lindos seios.
Dul (ela sorri envergonhada): Agora me deixou com vergonha.
Chris (sorrindo): Também fico com vergonha quando tu fala da minha bunda.
Dul (sorrindo): Desculpa então, mas quando digo que la pompa de oro é linda e gostosa só digo a verdade (eles chegam a varanda e param ali).
Chris (sorrindo): Também digo a verdade quando falo que seus seios são lindos (ela sorri envergonhada e dá um tapinha nas nádegas dele). Opa assim me dá mais direitos ainda hein? (ela apenas sorri em resposta a ele, Chris sorri também voltando a andar). Quando chegarmos ao deck protetor em você (Dulce assentiu e os dois finalmente chegaram ao deck arrancando aplausos de todos que estavam ali).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 6:31 pm, editado 4 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:22 pm

No deck

Após Flávio, Claudia, Bianca e Ivalu aplaudirem e gritarem agitados que finalmente Dulce acordou e se juntou a eles, Christopher sentou a mesa com a namorada super envergonhada em seu colo pela algazarra das irmãs e cunhados. Chris somente ria e em meio á conversa com as cunhadas e amigos enquanto espalhava protetor nas costas dela.

Ivi (sorrindo): Vamos tomar banho de piscina?
Todos (menos Dul): Sim vamos.
Dul (sorrindo): Agora não.
Ivi (sorrindo): Por que não Dul?
Dul (manhosa): Muita preguiça Ivi e estou com soninho ainda.
Bibi (sorrindo): Onde arruma tanto sono mana?
Dul (manhosa): Acho que é cansaço acumulado Bibi.
Chris (sorrindo): Podem ir lá eu fico aqui com ela, daqui a pouco nos vamos.
Clau (sorrindo): Esperamos vocês lá então.  

Os quatro vão para a piscina, Christopher e Dulce ficam na mesa aos beijos, Chris estava achando uma graça á manha que a namorada estava fazendo em seu colo, ela tinha a cabeça apoiada no peito dele virada para a galera na piscina, a ruiva coçava os olhos reclamando da claridade.  

Chris (sorrindo): Quer que eu pegue seus óculos escuros?
Dul (manhosa): Não para pegar os óculos escuros preciso sair de onde estou e está gostoso assim (ela tocou as mãos dele com carinho). Não quero que saia.  
Chris (sorrindo): Deus quanta manha Bebê (ele apertou o nariz dela).
Dul (sorrindo): Ai doeu. ( ela faz um bico fofo).
Chris (sorrindo): Que fofa merece um beijinho.

Christopher acaricia o rosto da ruiva e toca os lábios dela com carinho iniciando um beijo calmo demonstrando o quanto amava aquela pequena figura que estava em seus braços,  Dulce correspondia á altura aprofundando o beijo aos poucos enquanto acariciava o peito dele, o beijo teve fim não pela falta de fôlego e sim por um grito de Ivalu avisando que o telefone estava tocando, os dois suspiraram e olharam para piscina.

Ivi: Dul o telefone larga o homem e vai lá atender (a ruiva diz que não arrancando uma gargalhada de Christopher).
Chris (rindo): Vou lá Ivi (a loira agradeceu sorrindo). Bebê já volto.

Dulce diz que não, Christopher consegue se desvencilhar dela e quando já saia olhou para o lado a vendo com um bico fofo de manha, ele voltou balançando a cabeça se chamando de bobo, Chris pegou ela rápido no colo e seguiu para atender ao telefone. O telefonema era a galera que faltava avisando que estavam chegando e pedindo para abriram o portão. Christopher pegou o aparelho para abrir e saiu de casa abrindo o portão, Ivalu sorriu para o amigo sussurrando um cai com ela na piscina, ele respondeu dizendo que não, pois ia acabar apanhando porque a moça era violenta, a loira revidou chamando ele de medroso e Chris contrapôs dizendo que se ela ficasse brava ia mandar reclamar com a que se diz melhor amiga dela. A ruiva seguia abraçada a ele, inalando o perfume gostoso de Christopher recostada com a cabeça no ombro dele de olhos fechados e quando deu por si se encontrava dentro da piscina com todos gargalhando em sua volta inclusive o namorado.

Dul (brava): Idiota (ela emburrada dava tapas no peito dele). Por quê riem?
Todos: Porque foi engraçado.
Dul (brava): Não estou vendo nada de engraçado.
Chris (sorrindo): Você bravinha é engraçado Bebê e fofo também.

Dulce chamou todos de idiotas e saiu pisando firme esbarrando na galera que chegava de viagem. Os recém – chegados eram o namorado de Bianca, três amigas de Ivi e da Dul com os seus namorados e Eduardo (irmão da ruiva). Todos animados e sorridentes dirigiram um oi a ruiva que não foi respondido, pois a mesma seguiu reto para o quarto. Depois da galera que chegou está devidamente instalada em seus quartos, a turma estava reunida toda em volta da mesa esperando o almoço. Christopher já ia atrás da namorada quando a própria saiu sensualmente a caminho da rua, vestida com uma saia que valorizava suas pernas e uma blusa de alça azul. Por um momento Las pompas de oro ficou paralisado tanto pela beleza da namorada como pela ousadia pelo que ela estava prestes a fazer, ele disse para si mesmo “Não ela não vai sair.” “Não com essa saia curta todos os homens vão olhar para ela”. Ele saiu do seu assombro quando a porta foi aberta só dando tempo de falar “Dulce”  correr para porta e grita a vendo mais a frente “Dulce Maria volta aqui”, Chris suspirou e fechou a porta vencido pela birra da namorada. Ele passou a mão no rosto buscando calma e paciência, pois agora só lhe restava esperar que ela voltasse logo. Christopher retornou para perto das cunhadas e dos amigos. O churrasco seguiu tranquilo, a conversa rolava solta e animada apesar da preocupação de Chris, Ivi, dos irmãos da ruiva incluindo Eduardo e dos amigos. Uma parte jogava baralho perto da piscina e outra parte se encontravam no karaokê cantando músicas do RBD deixando Christopher rindo perplexo com a desafinação dos mesmos.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 6:25 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qui Set 25, 2014 8:30 pm

Duas horas e meia mais tarde Dulce continuava fora de casa e até aquele momento não tinha retornado, os mais impacientes eram Christopher e Eduardo que descobriu um dia após a ruiva descobrir que era adotada que era irmão dela. Dudu ao saber que Dul tinha seu sangue por parte de pai ficou imensamente feliz por não ser mais filho único, pois sempre sonhou em ter um irmão ou irmãzinha. Ele possuía um carinho muito especial por ela e pretendia recuperar o tempo perdido mesmo que por enquanto apenas como amigo e lógico protege – lá de qualquer pessoa que quiser fazer mal a ela. Dulce esse tempo que ficou fora de casa andou pela praia sentindo as ondas do mar batendo em seus pés. Ao chegar no final da orla Dul encontrou quem menos queria ver no momento sua prima Denise cercada de amigos. Assim que Denise viu a ruiva se aproximou fingindo surpresa e arrependimento, sim tinha vindo da casa de seus avós com a ideia de continuar sua encenação fingindo que se arrependia como parte do plano, a prima pediu desculpas e uma nova chance, Dulce disse que ia pensar e que depois lhe respondia. Quando Dul já ia embora sua avó Marina lhe chamou (avó de consideração, pois era mãe da mãe de Denise que era casada com seu tio Vinicius irmão de sua mãe Blanca. Como a família por parte de mãe da sua prima era pequena, ela, os irmãos, pais e avós. Normalmente seu tio Vini chamava a família da mulher para as reuniões familiares sendo assim a avó Marina considerava Dulce e suas irmãs como netas também).

Vó Marina: Meu Bebê veio até aqui e não ia dar um beijo na vovó? (a senhora abraça e beija a neta de consideração).
Dul (manhosa): Desculpa vovozinha a sua neta? Eu não sabia que estava ai, pensei que era só Denise e amigos (a ruiva sorri abraçada a avó). Eu estava caminhando, ela me parou e conversamos rapidamente já ia embora quando a senhora me chamou.
Vó Marina (sorrindo): Hum se comer o Charlotte da vovó com um refri está perdoada.
Dul (rindo): Hum tudo bem vou fazer esse sacrifício.
Vó Marina (sorrindo): Então vamos meu Bebê? (a ruiva assente e as duas seguem para casa da senhora e de seu esposo).
Dul (sorrindo): E o vovô?
Vó Marina (sorrindo): Dormindo ele já acorda. E suas irmãs? (as duas estavam dentro de casa, Dul sentou a mesa e avó Marina tratou de servir a neta).
Dul (sorrindo): Estão na casa da Ivi (a senhora abre a geladeira, pega a garrafa de refrigerante, um copo e serve a neta). Lembra dela?
Vó Marina (sorrindo): Claro que sim. Quero vê - lãs peçam que venham aqui.
Dul (sorrindo): Peço sim, mas a casa está cheia fica meio complicado de sair (Dulce suspira saboreando a torta).
Vó Marina (sorrindo): Mais você saiu (a ruiva bebe a coca – cola).
Dul (sorrindo): Sai mais é porque me estressaram e resolvi dar uma volta, sabe como sua neta aqui é geniosa e birrenta quando quer (a ruiva olha para janela). Daqui a pouco escurece melhor eu ir, meu namorado deve está preocupado. Posso ir ao quarto de vocês da um beijo no vovô? (ela termina de comer).
Vó Marina (sorrindo): Está namorando Dul? (a ruiva toma o resto do seu refrigerante). Lógico que pode vamos te levo (a senhora pega o prato sujo e o copo e coloca na pia).
Dul (sorrindo): Sim estou ele é um amor vó. Amo muito ele mesmo me estressando como agora pouco (Vó Maria se aproxima pega a mão da neta e as duas seguem para o quarto dela e do esposo).
Vó Marina (sorrindo): Depois quero conhecer ele.
Dul (sorrindo): A senhora conhece por televisão, revista, e ele estava no meu aniversário que a senhora foi é o Christopher Uckerman. Vou te apresentar assim que possível.
Vó Marina (sorrindo): Ah sei quem é muito lindo tem bom gosto (a senhora ri). Pronto (a senhora abre devagar a porta encontrando seu marido tocando violão). É todo seu já volto vou lavar o prato e o copo que deixei sujo na pia da cozinha.
Dul (sorrindo): Ele é lindo mesmo (ela ri). Obrigada, depois venha pra cá.

Vó Marina assentiu, a ruiva beijou a avó e entrou no quarto para ver o avô.

Dul: Estava com saudades de ouvir e ver meu avô tocando e cantando (ela o olha com um sorriso lindo nos lábios despertando atenção do avô).
Vô Guilherme (sorrindo): Minha bonequinha que saudades meu amor (o senhor abraça forte a neta).
Dul (sorrindo): Também Vô Gui muita saudades (ela beija o avô com carinho). Quero te ouvir toca para mim (ela senta ao lado dele).
Vô Guilherme (sorrindo): Toco mais tem que me acompanhar.
Dul (sorrindo): Combinado. Então o que vamos cantar?
Vô Guilherme: Quiero Poder que tal? (o senhor dedilha a música) É de uma mocinha muito linda que deve ser todo o orgulho da família e do seu vô (Dulce suspira emocionada). Não precisa chorar.
Dul (sorrindo): Ah vô não tem como te amo muito (ele abraça carinhosamente o avô).
Vô Guilherme (sorrindo): Também te amo boneca do vovô (o senhor sorri e começa a tocar Quiero Poder).

Marina voltou ao quarto encontrando sua neta deitada na perna do avô cantando enquanto o esposo acompanhava tocando e cantando, os dois já cantavam a quarta música, depois de Quiero Poder cantaram mais duas músicas e agora tinha acabado de começar a cantar Garota de Ipanema. A senhora olhou o marido e a neta ali era lindo ver dois juntos, Dulce era todo o mundo do marido, apesar de ter Denise como única neta mulher, Guilherme tinha uma afinidade inigualável com a ruiva e o sentimento era recíproco, mas ele não deixava de amar sua neta de sangue, o irmão dela e as irmãs de Dulce, Bianca e Claudia causando até um certo ciúmes pela relação dos dois que ela tentava contornar junto com marido, principalmente com os netos de sangue mais o que podia fazer se Dulce era a mais carinhosa, amorosa e quem mais dava atenção aos dois. Marina sentou na cama tentando não quebrar o clima, mas os dois perceberam a chegada dela, e a ruiva chamou a avó com a mão, a senhora então beijou a neta e passou a mão na testa da mesma para tirar a franja que caia nos olhos dela, a música terminou e ela bateu palmas para o esposo e a neta.    

Vó Marina (sorrindo): Amo ver vocês cantando.
Os dois (ambos sorrindo falaram): E nos amamos cantar para você.
Vó Marina (sorrindo): Princesa não é melhor ir embora? Eles devem está preocupados com você meu amor.
Vô Guilherme (ele se fingi de indignado): Está expulsando a menina mulher?
Vó Marina (sorrindo): Não homem é que nossa neta saiu a horas de casa, depois de brigar com o namorado e até agora está na rua (a ruiva assentiu). O namorado deve está preocupado e o pessoal também.  
Dul (sorrindo): É verdade vovô, eu preciso ir a vovó tem toda razão. Tchau vovô bença (a ruiva abraça o avô).
Vô Guilherme (sorrindo): Bença meu amor vai com Deus (o senhor todo carinhoso deu um beijo nela).
Dul (sorrindo): E você fica com ele. Que horas são vovó?
Vó Marina (sorrindo): 17h30 meu amor.
Dul (sorrindo): Nossa daqui a pouco escurecesse. Bença vovó (a ruiva abraça a neta).
Vó Marina (sorrindo): Deus te abençoe meu amor (a senhora dá um beijo carinhoso na neta caçula).
Dul (sorrindo): A todos nos vovó (os três se levantam, saem do quarto e seguem para o lado de fora da casa).
Vó Gui (sorrindo): Você vai voltar a pé?
Dul (sorrindo): Sim vim caminhando pela praia.
Vô Guilherme (sorrindo): Vou levar você então.
Dul (sorrindo): Não precisa vou rapidinho.
Vó Marina (sorrindo): Vovô está certo vamos te levar (os três em fim chegaram ao portão).
Vô Guilherme (sorrindo): Vou pegar a chave do carro (as duas assentiram e o senhor sai para pegar a chave do carro).
Vó Marina (sorrindo): Vou aproveitar e ver as meninas e seu namorado.
Dul (sorrindo): Você vai gostar dele (a senhora sorriu. Guilherme pegou a chave e retornou para perto das duas).
Vô Guilherme (sorrindo): Gostar de quem? (ele mostrou a chave e as duas seguiram).
Vó Marina (sorrindo): Do namorado dela.
Vô Guilherme (sorrindo curioso): Quem é o namorado dela?
Vó Marina (sorrindo): A gente conta no caminho (Guilherme assente, os três entram no carro e seguem para casa Ivalu).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 6:45 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Set 28, 2014 2:51 pm

Alguns minutos depois os três chegaram á casa de Ivalu. Dulce bateu na porta e Christopher é que veio atender encontrando a namorada e seus avós ao lado dela (ele conhecia os dois de vista, Dul durante a festa lhe mostrou quem era quem).  

Chris (serio): Muito bonito Dulce Maria sumiu a tarde toda e nem para dar notícias.
Dul (seria): Nem começa Christopher não esqueci o que me fez mais cedo (Dulce passou bufando por ele arrancando um suspiro do mesmo. Marina e Guilherme só observavam a cena querendo rir da birra da neta).
Chris (ele desfaz a cara seria e sorri ao senhor e a senhora): Boa noite senhor (ele aperta a mão do senhor) e senhora (ele beija a senhora carinhoso).
Vó Marina: Somos avó das meninas, postiços mais somos.
Chris (sorrindo): Sei quem são a birrenta já tinha me falado de vocês (eles sorriem). Que neta difícil hein?
Vô Guilherme (sorrindo): A culpa é nossa desculpa a demora acabamos prendendo nossa neta (Vó Marina assentiu sorrindo). Ela é birrenta, geniosa, mas sou simplesmente apaixonado por ela.
Chris (sorrindo): Não precisa se desculpar senhor se ela quisesse podia ter me ligado, mas não gosta de me por louco (o senhor e a senhora sorrirem). Somos dois então também sou apaixonado por ela.
Vó Marina: Você é o namorado da minha neta? Também sou apaixonada pela minha netinha.
Chris (sorrindo): Sim senhora sou namorada da ruiva mais lindo do mundo. Olha lá doida para saber o que tanto falo com vocês (ele indica a ruiva com os olhos e os três vem Dulce olhando para eles).
Vô Guilherme (rindo): Ela é uma graça. Gostei de você rapaz.
Vó Marina (sorrindo): Eu também se vê que gosta bastante dela.
Chris (sorrindo): Obrigado também gostei muito de vocês. Agora vamos entrar senão a ruiva vai me fuzilar com aqueles olhos lindos que ela tem.

Os três entram em casa.

Avós: Boa noite.

Claudia, Bianca e Ivalu correram ao encontro dos avós e logo lhe bombardearam de perguntas, eles responderam que Dulce que contou que se encontravam ali e vieram matar as saudades. O senhor e a senhora disseram que estavam bem e ficaram conversando um tempo. Christopher ficou de papo com Gui sobre música marcando uma roda de violão para o dia seguinte e Marina ficou de papo com as meninas. Uma hora depois se despediram de todos e foram para casa após confirmarem presença na roda de violão. Dulce seguiu para o quarto, depois de ver Chris, Ivi, suas irmãs conversando com seus avós, a ruiva entrou  casa adentro bufando irritada. Christopher nem se dignou a vir atrás dela para se desculpar e suas irmãs e amigas pareciam que nem tinham sentido falta dela. Dul resolveu tomar banho colocou uma blusa bege e um short jeans. Quando estava ajeitando os cabelos mais calma, Chris entrou no quarto.

Chris (serio): Dul.
Dul (seria): Oi.
Chris (serio): Podemos conversar?
Dul(seria): Sim (os dois sentam na cama). Me desculpa eu sai sem dizer para onde eu ia e acabei demorando mais do que o esperado (Christopher ia dizer que desculpava, mas a ruiva seguiu falando rápido). Eu só ia andar e voltar, mas Denise me parou na frente da casa dos nossos avós e acabei ficando por lá comi Charlotte e escutei meu avô tocar (ela suspira mordendo os lábios nervosa).
Chris (serio): Calma Bebê lógico que te desculpo e quero que me desculpe por ter te jogado na piscina não queria te deixar zangada e muito menos brigar com você (Christopher abraça Dulce com carinho). Eu quero saber o que a sua prima queria?
Dul (seria): Te desculpo Chris nem precisava pedir isso, eu que exagerei estou com as emoções a flor da pele (ele acaricia as mãos da ruiva). Sou uma idiota estou descontando na pessoa que mais amo e em quem gosta de mim (Christopher ajeita a franja malcriada de Dulce). Quanto a minha prima acho que queria se desculpar comigo por tudo.    
Chris (serio): Hum (ele não quis se prolongar no assunto Denise). Então já que estamos desculpados que tal um besito?


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 6:53 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Set 28, 2014 2:54 pm

Dulce dá um selinho nele e se afasta, Christopher abri os olhos com cara de pastel por ter esperado um beijo que não veio, ela cai na gargalhada.

Chris (ele fingi está bravo): Do que ri Maria?
Dul (sorrindo): Da sua cara.
Chris (fingindo está bravo): E queria o que? Eu estava esperando um beijo e me da um selinho (Christopher faz uma cara de pobre coitado).
Dul (manhosa): Tadinho do meu Chris.  

Dulce chega pertinho do rosto dele encostando os lábios e dá outro selinho, ela se afasta e sussurra um eu te amo muito, cola os lábios novamente iniciando um beijo apaixonado e  carinhoso intercalando momentos afoitos e calmos do casal. Chris segurava a cintura da ruiva fazendo carinho e Dul acariciava a nuca dele. Alguns minutos depois o ar faltou e tiveram que se separar mais não muito, pois seguiram os rostos colados. Christopher abriu os olhos primeiro, ele acariciou o rosto da namorada e ela imediatamente abriu os olhos e os dois trocaram olhares intensos. A troca de olhares só foi quebrado quando ele respondeu também te amo muito, Dul se jogou nos braços dele o abraçando forte e sendo correspondida pelo mesmo, a ruiva deitou a cabeça no ombro do namorado e os dois ficaram ali juntinhos curtindo o momento. Eles deitaram na cama e ficaram abraçados fazendo carinho um no outro, Dul no peito dele e ele nas costas dela intercalando com beijos. Christopher voltou a perguntar como tinha a conversa com Denise, á ruiva contou que Denise queria pedir desculpas como havia dito a pouco e Dulce suspirou dizendo que não entendeu qual é a dela, Chris perguntou se ela tinha desculpado, Dul disse que falou que ia pensar. Ele então pediu que a namorada tomasse cuidado, ela assentiu e disse que não se preocupasse que ia tomar todo o cuidado com a prima em seguida deu um selinho nele e deitou no peito do namorado novamente quando alguém bateu na porta.      

Dul e Chris (sorrindo): Pode entrar.
Ivi (sorrindo): Oi casal vamos lanchar? Já está todo mundo na mesa só falta á gente.

Christopher se afastou da namorada e sentou na cama já Dul continuou deitada.

Chris (sorrindo): Opa estou faminto (ele levanta da cama).
Ivi (sorrindo): Não vem Dul? (Dulce balança a cabeça negativamente).
Chris (sorrindo): Ah vai sim Maria (ele estica a mão chamando á namorada). Hoje você não almoçou e sua avó falou que na casa dela só comeu um pedaço de Charlotte.
Dul (manhosa): Não quero comer (ela suspirou sonolenta). Estou com sono (a ruiva coça os olhos). Não demora Chris te espero aqui.
Ivi (sorrindo): O Chris está certo tem que comer Bebê (ela se aproxima da melhor amiga/prima). Estou te achando até mais magra (a loira suspira preocupada após analisar a emagreça da amiga). Vem depois que comer você dorme (ela puxa amiga pelas mãos, Dul levantou contrariada resmungando bastante).
Chris (sorrindo): Sem birra Dul (a ruiva se solta amiga e segue para cozinha emburrada). Também estou achando ela mais magra Ivi, mas não se preocupe vou cuidar da alimentação dela a partir de hoje.
Ivi (sorrindo): Nos cuidaremos Chris vou te ajudar nessa também (Christopher assentiu sorrindo. Ele e Ivalu seguiram atrás de Dulce que no momento já se encontrava na cozinha esperando por eles).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 7:04 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Set 28, 2014 2:57 pm

Alguns minutos depois estavam todos conversando deitados na sala em meio a colchonetes e sofás de dois e três lugares. O lanche tinha sido regado a risadas e muita conversa até Dulce tinha se animado e conversado com todos. Após o lanche a galera decidiu assistir filme inclusive a ruiva, mas infelizmente a casa da família de Ivalu não possuía filmes e tiveram que sair para alugar. Claudia e Flávio foram sorteados para alugar o DVD e todos esperavam o casal voltar da locadora. Dez minutos depois da saída da irmã Dul acabou adormecendo fato reparado pelo namorado e irmão.

Dudu (sussurrando): Não é melhor levar ela para o quarto Chris?
Chris (sussurrando): É sim estou só tomando coragem para me levantar (ele ri).
Dudu (sussurrando): Fica ai então eu a levo (Christopher e Eduardo sorriram olhando a ruiva dormir). Pode ser?
Chris (sussurrando): Lógico que sim (Eduardo assim que escutou a afirmação do namorado da irmã, ele a pegou com carinho e seguiu para o quarto dela e de Chris).

Christopher viu seu cunhado levar a namorada no colo e escutou gracinhas dos amigos das meninas, mas ele nem ligou porque ninguém sabia que Eduardo era irmão da ruiva. Dudu após ter deixado a irmã deitada na cama já ia abrindo a porta quando escutou uma voz sonolenta bem baixinha chamando por ele.

Dul (ela suspira coçando os olhos): Dudu.  
Dudu (sorrindo): Oi Bebê acordou (Eduardo voltou para perto dela).
Dul (sonolenta): Cadê o Chris?
Dudu (sorrindo): Na sala quer que eu o chame?
Dul (sonolenta): Queria, por favor.

Eduardo foi chamar o Christopher a pedido de Dulce, o mesmo sugeriu que ele voltasse para lá e ficasse fazendo companhia para irmã para de conhece – lá melhor e começar a formar um laço de amizade mais forte, pois os dois quase não se viam pela agenda apertada do RBD. Dudu aprovou a ideia e voltou ao quarto da ruiva.

Dudu (sorrindo): Bebê ele disse que daqui a pouco vem.
Dul (sonolenta): Fica aqui comigo enquanto o Chris não vem.
Dudu (sorrindo): Fico Bebê.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 7:14 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Set 28, 2014 3:02 pm

Eduardo deitou ao lado dela.

Dul (sonolenta): Obrigada.
Dudu (sorrindo): De nada é uma honra deitar do lado da ruiva mais famosa do México.
Dul (seria): Que honra doido? Eu ando na boca do povo e eu sei que saio quase todo dia na mídia nem que seja uma nota pequena falando do que eu faço e do que eu não faço depois que descobriram que sou adotada (a ruiva suspira forte). Eles tentam esconder de mim todas as notas mais eu sei que as matérias estão ali.
Dudu (ele vê uma lágrima cair nos olhos da irmã): Não chora Bebê senão vou chorar também (ele seca a lágrima dela).
Dul (coçando os olhos e bocejando): Desculpa não quero que chore.
Dudu (sorrindo): Está com sono porque não tenta voltar a dormir?
Dul (sonolenta): Você vai embora?
Dudu (sorrindo): Não vou ficar aqui e só vou sair quando Chris voltar prometo (Eduardo da um beijo na testa da irmã). Boa noite.
Dul (sonolenta): Boa noite.

Dulce mesmo Eduardo prometendo não sair de perto dela, ela segurou a mão dele para ter certeza que ele não ia sair. Dul se sentia sozinha desde que descobriu era adotada e essa sensação não a agradava, por isso a ruiva sempre gostava de se sentir protegida por Christopher ou quem quer que fosse, ou seja, pessoas que realmente gostavam dela e que ela confiava. Apesar de Eduardo não ser muito presente, ele era uma dessas pessoas e Dulce confiava muito nele. A ruiva só ficava sozinha quando queria e por birra, geralmente depois de brigar com alguém.

Dez minutos depois Ivalu foi ao quarto do casal e encontrou Dulce e Eduardo dormindo de mãos dadas, Ivi correu até o quarto pegou sua câmera fotográfica e foi a sala chamar Christopher. Quando a loira voltou ao quarto com o amigo, os irmãos estavam do mesmo jeito, ela então tirou duas fotos: uma de corpo inteiro e outra da cintura para cima focalizando mais os rostos e as mãos. Ivalu emocionada mostrou ao namorado da ruiva as duas fotos.

Chris (emocionado): Quero essas duas fotos (ele suspira sorrindo após ver as fotos), outra pessoa que ficaria muito feliz em tê-las é o Pedro.
Ivi (emocionada): Com certeza o Dudu vai querer as fotos da irmã e podemos pedir a ele que de ao pai também.
Chris (emocionado): Boa ideia é a melhor coisa a se fazer.
Ivi (emocionada): Bom melhor irmos estão esperando para assistir o filme.

Christopher assentiu, os dois saíram do quarto e deixaram os irmãos dormindo profundamente. Eles e os demais assistiram dois filmes alugados por Claudia e Flávio e por volta das duas horas da manhã todos foram dormir. Chris dormiu na cama de Eduardo, pois o mesmo dormia com a irmã.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Set 28, 2014 3:07 pm

No outro dia todos resolveram passar o dia na praia tomando sol, jogando futebol, jogando vôlei, surfando ou apenas dando um mergulho diversão não faltava aos amigos. Denise mais uma vez apareceu querendo conversa com a prima, mas Christopher, as irmãs e Ivalu não permitiam uma aproximação das duas, pois querendo ou não a ruiva sempre ficava para baixo quando a encontrava e ninguém queria Dulce triste. No final do dia os casais apreciaram o por do sol reunidos em frente ao mar, o casal DyC era só chamegos o tempo todo, Dudu e Ivi estavam cada vez mais próximos. Após contemplarem o espetáculo da natureza, eles voltaram para casa e começaram a arrumar as coisas para a roda de violão. Assim que tudo ficou pronto, eles começaram a se arrumar e ás sete e meia da noite todos se encontravam no jardim sentados em volta da mesa. Marina e Guilherme tinham acabado de chegar, o senhor e a senhora comeram um pouco junto com todo pessoal e em meio a  conversas muito animadas. Após comerem Chris pegou seu violão e junto a Guilherme começaram a tocar todo tipo de música, Bianca pediu a irmã e ao cunhado que deixassem a todos cantarem algumas canções sem que eles participassem porque ficava inibida, afinal os dois eram profissionais, o casal assentiram no começo conseguiram ficar quietinhos, mas depois que Ivalu cantou muito empolgada e desafinou mais que o permitido ao ouvido dos dois, Dulce não aguentou e caiu na gargalhada pedindo, por favor, que cantasse normalmente sem querer alcançar a entonação dos cantores das músicas, Ivi fingiu que estava totalmente indignada com a falta de compreensão da amiga arrancando risadas de todos, a ruiva abraçou amiga ainda rindo e pediu desculpas dizendo que ia se comportar como uma boa ouvinte. Ivalu agradeceu e puxou amiga para sentar em seu colo, pois queria conversar algo com ela.  

Ivi (sorrindo): Queria te pedir uma coisa.
Dul (sorrindo): Hum sobre o Dudu né? Quero só ver quando o Pedro souber que a minha melhor amiga é namorada do filho dele, aquela que colocou ele louco em uma viajem a um tempo atrás fugindo com sua pupila para balada, as duas menores de idade (ela sorri lembrando daquela época assim como a melhor amiga).  
Ivi (sorrindo): Lembro disso tadinho ficou desesperado, mas nem sou namorada do Dudu boda e estamos apenas ficando então ele nem precisa saber.
Dul (sorrindo): Vai ser sim namorada dele antes de voltarmos de viagem e tenho certeza que ele está gostando de ti, portanto você vai ser nora do Pedro (ela ri). Que massa.
Ivi (rindo): Está mais empolgada que eu doida, mas não te chamei para falar disso.
Dul (sorrindo): Então é sobre o quê?
Ivi (ela suspira): Sobre seus pais.
Dul (a ruiva levanta do colo da amiga): Não quero falar sobre isso.
Ivi (a loira puxa amiga de volta para seu colo): Me escuta pelo menos só quero que pense sobre o que vou te pedir somente isso.    
Dul (ela cruza os braços): Ok fala.
Ivi (seria): Queria fazer um churrasco dia três e chamar os nossos pais faz tempo que não nos reunimos.
Dul (seria): Os pais de todos que estão aqui?
Ivi (seria): Não só os seus pais e os das suas irmãs, os meus e do Chris porque o resto do povo vai embora dia dois.
Dul (seria): Então o Dudu também vai embora?
Ivi (seria): Acho que sim porque veio com eles né.
Dul (seria): Vou perguntar se ele quer ficar depois a gente da um jeito de caber mais um no nosso carro, o que não pode é Dudu ir embora e deixar você sozinha aqui (Ivalu sorriu fazendo Dulce sorrir também). Nos aproveitamos e chamamos o Pedro e mulher dele, e já pode até pedir a mão dele em namoro (ela gargalha e Ivi também).
Ivi (rindo): Engraçadinha (a loira aperta a barriga da ruiva a fazendo rir mais). Então posso organizar o churrasco em família?
Dul (a ruiva ficou seria): Por mim pode convidar todos menos Blanca e Fernando.
Ivi (a loira ficou seria também): Eles vão ficar tristes quando souberem que fizemos uma reunião e não chamamos eles.
Dul (ela suspira zangada): Não me importa.
Ivi (seria): Me disse que vai pensar Bebê?  
Dul (seria): Não quero eles aqui já decidi.
Ivi (seria): Não decidiu nada vai pensar com carinho no meu pedido (Dul suspira emburrada) sem birra Bebê (ela coça os olhos impaciente). Quero que pense com carinho nessa proposta, por favor, você tem até o primeiro dia do ano para pensar.
Dul (seria): Não quero eles aqui já decidi.
Ivi (seria): Bebê, por favor, faz isso por mim?
Dul (seria): Ok fazer o que por mim é churrasco sem Fernando e Blanca, mas já que faz tanta questão que eu pense melhor fazer o que só me resta pensar.
Ivi (seria): Obrigada sabia que não ia me decepcionar (a loira beija o rosto da amiga). Agora levanta do meu colo porque minhas pernas estão doendo (Ivalu empurra de leve amiga sorrindo).
Dul (sorrindo): Desculpa amiga, mas eu sou bem leve quase uma pluma (Ivi e Dul gargalham com o que a ruiva disse). Vou ao banheiro volto já (Ivalu assentiu, Dulce levantou e seguiu para o banheiro).

Dulce como disse amiga logo que voltou do banheiro e sentou entre o namorado e Ivalu. A ruiva, o namorado, os irmãos, os amigos e os avós cantaram mais algumas músicas e depois Christopher deixou o violão de lado para curtir sua Bebê. Marina e Guilherme foram embora eram quase meia noite, os casais continuaram por ali conversando entre si por mais uma hora, Dul desde a conversa com Ivi estava pensativa. Chris notou sua Bebê e tinha quase certeza que era por algo dito pela amiga, pois sua namorada havia ficado assim após conversar com ela e quando possível iria perguntar a Ivalu. Aos poucos todos seguiram para seus quartos para dormir para no outro dia curtir mais um dia de viagem.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 9:41 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 8:36 pm

No outro dia após da roda de violão Christopher resolveu fazer uma gincana ideia dele, homens contra mulheres quem ganhasse teria o direito de escolher a temática da festa de final de ano, as provas seriam dividas em três etapas todas supervisionadas por Marina e Guilherme ideia de Ivalu segundo a mesma porque os garotos possuíam fama de enrolões, os rapazes protestaram principalmente Chris e Dudu porque reclamaram dizendo que não tinham culpa do passado dos parceiros arrancando risadas de todos. A primeira etapa tiveram que arrecadar alimentos nas ruas menos Dulce e Christopher para não serem descobertos ficaram organizando os alimentos para doar em casa não houve ganhadores homens e mulheres empataram. O Segundo dia de competição teve corrida de quadriciclo, os corredores foram Chris e Dul sorteados através de votação, Christopher ganhou a corrida e os meninos ficaram tirando onda com as meninas.

Dia 30 de dezembro

Último dia de competição homens e mulheres se reuniram no jardim da casa para a última prova que era torta na cara, cada integrante do grupo feminino ou masculino tinham que tentar balançar o sino o mais rápido possível para ter o direito de responder, acertando o jogador ia ter o direito de dar uma tortada na cara do adversário e errando iam levar a tortada. As perguntas eram sobre diversos assuntos e aos poucos um ou outro iam recebendo tortadas por não ter conseguido balançar o sino ou por ter respondido errado. Após alguns minutos de brincadeiras apenas quatro pessoas ainda não haviam recebido tortadas Dul, Ivi, Dudu e Flávio. No momento Eduardo e Ivalu estavam frente a frente, Marina pegou um cartão com perguntas e se preparava para ler, Ivi e Dudu o mais novo casal do grupo esperavam para responder sim mais novo casal, pois ontem á noite decidiram iniciar uma ficada seria, segundo amiga da ruiva a transição para o namoro. Marina fez a pergunta e Dudu quem levou a melhor respondeu corretamente recebendo o direito de dar uma tortada em Ivi, mas antes deu um selinho e pediu desculpas escutando assobios das meninas que disseram que lindoooooooo para o casal e os homens tiraram sarro dizendo que não podia ter pena delas, Dudu deu a tortada na sua ficante e saiu para comemorar com os amigos em uma roda pulando que nem doidos. A ruiva olhou a cena avisando que eles não podiam comemorar ainda porque elas que iam vencer. Os meninos falaram que eles que iam vencer que a Bebê estava em desvantagem, pois eram dois contra um. Dul disse que eles iam ver ela ia responder as próximas duas perguntas ia vencer a prova e de quebra dar tortadas nos dois, os garotos ainda fizeram um pouco de algazarra. Logo Flávio ficou em frente a cunhada esperando á pergunta de Guilherme.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 9:47 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 8:38 pm

Gui (sorrindo): Atenção!!!! Vou ler, Flávio mão na orelha estou de olho. Quantos imperadores o México teve?

Flávio apertou sem ter certeza.

Ivi (sorrindo): Vamos Flávio respondi logo.
Bibi (sorrindo): Ele não responde por que não sabe Ivi.

Dulce estava compenetrada encarando o cunhado, Christopher observava a namorada encantado com o jeitinho dela e feliz por vê-la mais relaxada.

Gui (sorrindo): Flávio responde.
Flávio (sorrindo): Três.
Gui (sorrindo): Está errado (os meninos lamentaram e as meninas comemoraram). Dul?
Dul (sorrindo): Foram dois. Primeiro Império Agustín I e Segundo Império Maximiliano I.
Gui: Correto. Pode dar a tortada (as meninas comemoraram novamente agora por Dulce ter acertado a pergunta).
Dul (sorrindo): Dulce Maria também é cultura. Uhuuuuu menos um, uhuu menos um, uhuu menos um.

Dulce comemorou seu acerto, ela pegou a torta da mão dele em seguida melou todo o rosto do mesmo junto com a sua torta e saiu para comemorar.  Depois da euforia das meninas, Dul voltou para seu posto ficando de frente para o Dudu que estava serio, ela caiu na gargalhada e Dudu não aguentou e riu também. Chris pediu seriedade ao amigo para poder responder a pergunta e vencer a gincana porque Dul não era de nada, a ruiva se enfezou e foi lascar um tapa no namorado, Ivi correu atrás da amiga pedindo calma porque Christopher queria provocá-la para fazer ela se desconcentrar, Dul assentiu e voltou ao seu posto pisando fundo arrancando risadas dos meninos e principalmente de Christopher.

Gui (sorrindo): Vamos a última pergunta, por favor, mãos na orelha. Qual é o dia, mês e ano da independência Mexicana?  
Dul (sorrindo apreensiva): 16 de setembro de 1810.
Gui (sorrindo): A resposta está.
Meninas (sorrindo): Corretaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
Gui (sorrindo): Correta.

As meninas correram para abraçar a ruiva e fizeram a maior festa comemorando a vitória, Eduardo saiu de fininho aproveitando a festa delas para não receber tortada, mas a Dulce reparou e logo saiu atrás dele.

Dul (sorrindo): Ei espertinho pode voltar.

As meninas correram atrás dele e trouxeram para perto da amiga, Dul sorriu para ele e tacou uma tortada no rosto e no cabelo do Dudu. Ele mandou ela correr porque no cabelo não valia, a ruiva disse que só levou porque fugiu. Depois de uma pequena correria entre a ruiva e o irmão, os dois resolveram sentar a mesa onde estavam sendo decidido como iam desempatar a gincana, pois estava dois a dois. Eles decidiram que ia ser a prova do ovo tinham que carregar um ovo em uma colher de uma ponta a outra, Marina sorteou um homem e uma mulher e os escolhidos foram á ruiva e Chris. A prova seria em meia hora para dar tempo de todos arrumarem a bagunça que ficou o jardim e para os competidores descansarem. Christopher resolveu tomar um banho colocou uma sunga preta e voltou para o jardim onde todos esperavam. Assim que Dulce viu o monumento pompa de ouro sair de casa só de sunga sussurrou para amiga.

Dul (ela sussurra apreensiva no ouvido da melhor amiga/prima): Ivi não vou conseguir me concentrar no jogo com Chris de sunga.
Ivi (sorrindo): Claro que vai precisamos ganhar (a loira massageia o ombro da amiga). É só não olhar Bebê, abstrai minha filha foca só na colher e no ovo.
Dul (sorrindo): Ok ok eu vou conseguir.
Ivi (sorrindo): Vai conseguir sim (a loira para de massagear o ombro da amiga e beija o rosto dela).


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 9:54 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 8:43 pm

Logo a prova de desempate começa, os oponentes estão lado a lado tentando equilibrar o ovo na colher, Christopher antes de chegar ao fim da pista para virar e se encaminhar para linha de chegada conseguiu ditar um ritmo de caminhada que lhe deu uma certa distância da ruiva. Exatamente nessa hora Dulce teve uma visão privilegiada da pompa do namorado distraindo á mesma e fazendo o ovo cair, o barulho fez a Bebê do grupo sair do transe mais não dava mais tempo Chris já estava perto da linha de chegada, dois minutos depois os gritos dos rapazes ecoaram pelo jardim comemorando a vitória da gincana e o direito de fazer a festa de fim de ano. Dulce  ao ver a comemoração dos rapazes sentou no gramado desolada por ter perdido a chance de organizar a festa. Ela sentiu raiva de si mesma por ter se distraído ao olhar o bumbum do namorado e indignada com atitude dele, primeiro por está se mostrando por ai com a sunga preta para todo mundo ficar olhando a beleza do mesmo e segundo por ter certeza absoluta que essa atitude foi pensada só para fazer ela se distrair e perder. A ruiva suspirou frustrada la pompa de ouro do namorado nunca ia passar desapercebida nem que ele aparecesse vestindo em uma saca de batata. Dul levantou pisando forte e foi até Christopher.

Dul (brava e com a mão na cintura): Christopher Uckerman vem aqui agora.

Christopher vai até a namorada encontrando a mesma com o rosto vermelho e com uma tromba do tamanho do mundo. Ele teve vontade de rir, mas sabia que era suicídio esse ato com o tamanho do bico que sua Bebê se encontrava, e outra coisa importante esses anos de amizade aprendeu que com Dulce Maria era bom sempre entender o motivo da revolta, analisar o tamanho do erro se tiver cometido, ai sim tenta mostrar seu lado da história. Agora como namorado tinha que pensar mil vezes antes de agir ainda mais pelo estresse emocional que Dulce estava vivendo e ele não queria ser mais um motivo para lágrimas rolarem nos rosto dela.  

Chris (serio): Oi Bebê o que houve?
Dul (brava): Como assim o que houve? Pensa que não sei que colocou essa sunga ai de propósito só para me fazer perder Christopher (ela gesticulava nervosa). Você sempre usa sunga com bermuda e hoje do nada resolve não por bermuda (Christopher suspira tentando não rir e ao mesmo tempo pensando em como acalmar a fera). Por que será? Para se mostrar a todas e me tentar lógico (a ruiva vermelha de raiva começa a bater nele e ele cai na gargalhada sem conseguir se segurar). Imbecil (ela dá outro tapa), irritante (Dulce suspira e dá mais um tapa) e manipulador (a ruiva seguia batendo nele).  
Chris (ele suspira não conseguindo deixa de rir): Quer dizer que eu te tento de sunga é?

Christopher sorrindo consegue fazer Dulce parar de bater nele a abraçando, a ruiva fica com vergonha e se esconde no peito dele, Chris ri mais ainda e leva outro tapa.

Chris (sorrindo): Amor sério agora não precisa ficar com vergonha isso acontece comigo também quando você me tenta (ele solta ela e os dois se afastam para se olharem). Primeiro queria te pedir desculpas não coloquei a sunga de propósito é que estavam todos esperando e não achei a bermuda de primeira então resolvi deixar para lá. Quanto a me mostrar não se preocupe sou só seu e só tenho olhos para minha Bebê ciumenta e birrenta que eu amo muito. Então me desculpa?    
Dul (ela suspira envergonhada): Não precisa pedir desculpas eu que preciso pedir sou uma boba (a ruiva o abraça e coloca uma mão no peito dele). Me perdoa Chris? (ela ainda abraçada ao namorado o olha emocionada se segurando para não chorar). Eu também te amo muito e não gosto nem de pensar em te perder que me bate um desespero e faço besteiras.
Chris (ele fica serio notando que precisava passar segurança para namorada): Claro que perdoou Bebê (Dulce dá um beijo carinhoso no namorado colando os lábios e roçando os mesmos em um beijo cheio de amor).    
Dul (ela suspira emocionada segurando as lágrimas): Obrigada.
Chris (serio): De nada (Christopher acaricia o rosto dela a olhando com firmeza tentando passar tranquilidade). E quanto a me perder não se preocupe porque não vai ok?
Dul (ela suspira mais uma vez): ok.
Chris (serio): Dul precisa entender que o que aconteceu no passado é passado (ele continua a olhando com firmeza). Seus pais biológicos tiveram um motivo para te abandonar mais isso não quer dizer que outras pessoas possam te abandonar também e (Dul tenta acabar com assunto querendo iniciar um beijo, mas ele não permite e se afasta). Nada de beijo quero que me escute (ela suspira vencida sabendo que não ia conseguir fugir da conversa com um beijo). Ninguém vai abandonar você e eu muito menos (a ruiva não conseguiu mais se segurar e começa a chorar). Bebê precisa confiar nas pessoas e não ter medo delas se aproximarem de você (ela suspira tentando parar de chorar). Precisa me deixar te ajudar falando o que passa nesse coraçãozinho machucado e nessa cabecinha que só anda pensando besteira ultimamente.

A ruiva se entrega em um choro compulsivo assustando a todos, um dos namorados de uma das amigas tira sarro dizendo que ela estava chorando por ter perdido a festa arrancando risada dos outros dois. Christopher olhou irritado para eles recriminando atitude dos mesmos, mas resolveu não fazer nada. Ele pegou a namorada nos braços e levou para o quarto, Eduardo quis tirar satisfações mais foi contido por Ivalu, as irmãs ficaram muito chateadas também mais se mantiveram caladas. Edurdo, Ivalu, Flávio, Claudia, Bianca e Rodrigo se distanciaram do grupo e ficaram conversando entre eles.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 10:00 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 8:55 pm

Alguns minutos depois o casal DYC já se encontrava no quarto, Christopher tentava acalmar a namorada que estava em seu colo fazendo carinho nas costas dela e no cabelo, mas parecia que nada adiantava porque o pranto não cessava e ele tinha até impressão que aumentava ainda mais. Infelizmente Chris estava certo a intensidade do choro realmente se fazia mais forte fazendo a ruiva começar a ficar com a respiração cansada.  

Chris (serio): Bebê não chora, por favor, respira fundo precisa se acalmar.

Christopher Uckerman tentou deitar com a namorada na cama, mas não conseguiu. A ruiva não queria lagar ele de modo algum e ele então resolveu ficar como estava encostado com ela no colo, Chris pegou o lenço de estimação da mesma e colocou perto do rosto dela do jeito que a viu tantas vezes fazer antes de dormir. Christopher tinha que confessar que ele achava uma graça essa mania que Dulce possuía para dormir e por ele esse paninho nunca ia deixar de fazer parte da vida deles quando forem morar juntos.

Dul (chorando): Não quero (ela falou em meio ao choro que ainda se fazia presente).

Christopher entendeu o que ela quis dizer mais não deu ouvido, pois não adiantava discutir e estressá-la mais ainda. Ele sabia que a namorada estava cansada e que mais cedo ou mais tarde ia acabar adormecendo. Aos poucos o choro virou apenas soluços e foi perdendo a intensidade, a ruiva tentou lutar contra o sono como o esperado mais por fim acabou dormindo. Meia hora depois Christopher Uckerman colocava Dul na cama, a ruiva abriu os olhos e sussurrou um Chris estou com frio. Ele puxou a colcha cobriu sua Bebê, acariciou o resto dela e percebeu que estava quente. Chris de imediato se preocupou e lhe avisou que ia atrás de Ivi para pedir um termômetro e arranjar logo um antitérmico, a ruiva falou que não precisava chama – lá. Christopher ia falar, mas ela o interrompeu falando que “sim estava com febre, pois conhecia seu corpo e falou que havia um antitérmico na bolsa receitado pelo médico espanhol que tinha atendido ela um dia antes do último show”. Chris então perguntou que história era aquela porque não sabia disso e a ruiva disse que só a Any soube porque se encontrava com ela no dia do ocorrido e que depois explicava para ele tudo, pois estava com muito sono.

Christopher Uckerman falou que ia pegar o remédio que ela esperasse um pouco para que pudesse tomar o antitérmico, ruiva assentiu e ele saiu rumo à mala dela, Chris procurou duas vezes entre as coisas da namorada mais não achou, por fim lembrou que a mala que trouxe não era a mesma que veio da Espanha consequentemente não ia achar nunca o que queria ali. Ele então voltou para perto da cama para pegar seu celular na mesa de cabeceira, olhou a namorada e a viu já adormecida novamente tocou seu rosto e constatou que se encontrava realmente quente. Christopher pegou o celular e discou o número de Anahí, ele não queria ligar para sogra para não preocupa – lá. Chris aproveitaria para perguntar o que o médico espanhol disse no dia que as duas foram ao hospital na Espanha, fato que ninguém estava sabendo a não ser as duas e provavelmente Pedro que sempre tinha que ser informado de tudo e para onde iam enquanto estavam em Turnê. O celular chamou algumas vezes até Any atender.

Any (sorrindo): Oi Chris como está?
Chris (serio): Oi Any  estou muito preocupado e você?
Any (ela ficou seria vendo que o amigo estava preocupado): Estou bem. O que houve?
Chris (serio): Dul está com febre, ela veio com uma história de que já tinha acontecido isso e um médico espanhol tinha passado um antitérmico para tomar quando tivesse febre. Só que o remédio não está aqui e ela não lembra o nome do remédio. Queria saber se você sabe qual é?
Any (seria): Sei sim é novalgina o nome (Christopher anotou o nome).
Chris (serio): Obrigado loira (ele suspirou olhando o nome do remédio). Posso te ligar daqui a pouco? Queria saber que história foi essa e saber o porquê dessa febre mais preciso comprar esse remédio primeiro.
Any(seria): Lógico que pode Chris.
Chris (serio): Bom vou desligar daqui a pouco nos falamos de novo. Beijos loira.
Any(seria): Beijos Chris.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 10:07 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 8:58 pm

Christopher Uckerman desligou o celular e se vestiu rapidamente colocando uma bermuda e uma blusa, ele olhou a namorada mais uma vez e teve a impressão que a temperatura dela tinha aumentado. Chris correu para sala e contou por alto sobre o que ocorria a Ivalu e as cunhadas e pediu que uma delas fossem ficar com Dul enquanto ele ia comprar o remédio. Logo Eduardo se prontificou a ir a farmácia e Flávio disse que ia junto, pois conhecia melhor o lugar, ele agradeceu e os dois rapazes saíram. Christopher então pediu a Ivi um termômetro e retornou ao quarto, ele colocou o termômetro na axila da ruiva e ficou pressionando o braço para que não saísse do lugar e com a outra mão ele pegou seu celular e re - discou o número de Any. Chris conversou com amiga que lhe explicou todo ocorrido e o diagnóstico do médico que constatou que era febre emocional devido a tudo que Dulce se encontrava vivendo. Christopher ficou chateado por não terem contado nada a ele, a loira se desculpou alegando que foi tão corrido o outro dia devido a gravação do clipe que acabou esquecendo de contar e deve ter acontecido o mesmo com amiga. Anahí pediu que não brigasse com ela, ele respondeu que não ia brigar só ia pedir para lhe contar sempre o que acontecia para poder ajuda - lá em tudo. Eles conversaram um pouco mais contando como estava as férias, mas logo se despediram com um pedido de Any para que sempre que pudessem ligasse para dar noticias, Chris assentiu e desligou o celular.  Ele tirou o termômetro da namorada e viu que estava com 38, 5º graus de febre passou a mão no rosto preocupado no exato momento que Ivalu entrou no quarto.  

Ivi (preocupada): Como ela está? (a loira se sentou ao lado dele que acariciava os cabelos da namorada).
Chris (preocupado): A febre está alta 38,5 º graus. Cadê o Dudu e o Flávio que não chegaram ainda?
Ivi (preocupada): Eles me ligaram e agora estão indo a outra farmácia porque a primeira que foram não encontraram o remédio.
Chris (preocupado): Está certo pode ficar um pouco com ela preciso tomar banho.
Ivi (preocupada): Claro que sim vai lá fico aqui com ela.

Christopher Uckerman  tomou banho o mais rápido que pode e logo saiu vestindo um short azul, ele avistou sua amiga tirando a temperatura de sua namorada que falava sem parar, Chris pensou que ela estivesse acordada mais na verdade a mesma estava delirando devido à febre que tinha aumentado ainda mais, o termômetro media 39º graus no momento. Ivalu enxugava o rosto da amiga quando viu Chris se aproximar.  

Ivi (serio): A febre aumentou acho melhor darmos um banho nela para ver se diminui.
Chris (serio): Certo perai vou por a minha sunga de novo e já venho buscá-la.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 10:12 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Sab Out 18, 2014 9:04 pm

Christopher Uckerman em menos de cinco minutos voltou usando de sunga para o quarto e encontrou a namorada de biquíni querendo se cobrir reclamando de frio. Ele a pegou no colo e pediu a Ivalu que separasse uma roupa quentinha para namorada. Os dois escutaram as vozes de Flávio e Eduardo denunciando que já estavam em casa. Ivi disse que ia apanhar uma roupa para ela, mas antes ia pegar o remédio, Christopher assentiu e seguiu para o banheiro. Logo Ivalu voltou ao quarto com o antitérmico diluído em água seguindo direto para o banheiro. Assim que ela entrou no local escutou a voz carinhosa do mais novo amigo Chris e sua melhor amiga/prima chorosa resmungando que a água estava muito gelada.

Ivi (do lado de fora do box entregando o remédio a Chris): Quanta manha meus Deus.
Chris (carinhoso): Ivi não implica com a minha Bebê, ela está dodói tadinha (Christopher acariciou os cabelos da ruiva).Toma amor.

Dulce tomou o remédio e se aninhou ao corpo do namorado ainda com frio. Eles ficaram ainda um pouco em baixo do chuveiro enquanto Ivalu separava a roupa, depois Ivi ajudou a ruiva a se vestir e levou amiga para cama. Christopher aproveitou que amiga ajudava a namorada e foi buscar o almoço para sua Bebê. Quando a ruiva já estava acomodada Chris entrou no quarto com uma bandeja com o almoço para Dul.

Chris (carinhoso): Trouxe seu almoço Bebê senta para comer (Dulce balançou a cabeça dizendo que não).
Ivi (sorrindo): Amiga vamos comer só um pouquinho está bem? (Dulce disse que não novamente).

Christopher Uckerman senta do lado dela e acaricia as pernas da ruiva.

Chris (sussurrando): Ainda está quentinha.
Ivi (sussurrando): É assim mesmo daqui a pouco baixa fique tranquilo.
Chris (ele suspira sussurrando): Queria que ela comesse pelo menos um pouquinho.
Ivi (sussurrando): Também queria (ela sorri). Vamos tentar mais uma vez.    
Chris (carinhoso): Amor.
Dul (manhosa): Prefiro Bebê.

Ivi e Chris riram da manha dela e Dul escondeu o rosto no travesseiro.

Chris (carinhoso): Bebê.
Dul (manhosa): Hum.
Chris (carinhoso): Come só um pouquinho do que está no prato, eu como o resto.
Dul (manhosa): Não tenho fome.
Chris (carinhoso): Precisa se alimentar amor.
Dul (manhosa): Prefiro dormir (ela chega perto dele para dar um beijo).
Chris (carinhoso): Sem beijo até que coma algo.
Dul (manhosa): Nem um beijinho assim tipo selinho?
Chris (carinhoso): Não mocinha (ele aperta o nariz dela).
Dul (carinhoso): Também nem queria (ela suspira ficando emburrada e virando o corpo para o lado oposto).
Ivi (rindo): Claro que não queria Chris (a loira sorri fazendo ele rir). Vou deixar vocês a sós e vou ver se o povo não quer comer, pois euzinha aqui estou com fome. Até mais (ela deu um beijo em Dul e outro em Chris lhe sussurrando). Qualquer coisa me chama e boa sorte.


Última edição por Admin em Sab Abr 29, 2017 10:17 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum