Só o amor pode salvar da dor

Página 3 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:18 pm

No hotel estavam todos concentrados no quarto de Christopher, ponto estratégico para saber quando a Dulce chegasse. Chris secava uma lágrima olhando o horizonte imaginando onde estaria seu Bebê. Enquanto isso a ruiva também soltava uma lágrima se entregando ao choro preso desde cedo, ela chorou até adormecer abraçada ao urso. Duas horas depois de sair para buscar Dulce, os seguranças voltaram direto para o quarto de Pedro e avisaram que percorreram todos os bares e hotéis da redondeza e Dulce não estava em nenhum deles. Pedro agradeceu e os liberou dizendo que o jeito era esperar ela aparecer, dar notícias.

Oso: Não é melhor continuarmos a procurar?
Pedro: Não sabemos onde Oso. Eu pela primeira vez na vida não sei o que fazer.
Alexandre: Calma Pedro, ela vai aparecer só deve ter ido passear.
Pedro: Espero (ele suspira guardando o celular se dirigi a porta). Bom vou avisar aos garotos (Pedro abre a porta, os seguranças saem e seguem para seus quartos. Pedro segue para o quarto de Chris). Amanhã se ela não tiver voltado vou á policia.

Pedro vai dar notícias aos garotos, entra no quarto e é bombardeado de perguntas.

Chris: Encontram?
Mai: Ela está bem?
Any: Onde está?
Pollito: Pedro não briga com ela, a Bebê deve está assustada.
Pedro: Gente calma não encontram a ruiva infelizmente.
Chris: Dul vai dormir na rua nem pensar vou atrás dela.
Pedro: Chris escuta não podemos fazer nada, só nos resta esperar. Vamos dormir, amanhã voltamos à procura lá. Ela pode ter ido apenas dar uma volta.

Alfonso, Anahí e Christian se despediram pedindo a Pedro que qualquer noticia lhes avisassem e seguiram para seu quarto. Maite ficou com Christopher no quarto fazendo companhia e Pedro retornou ao seu quarto. Ás horas passavam Chris e Mai viram o dia amanhecer e nada de Dul aparecer. Ás seis meia da manhã não resistiram ao cansaço e adormeceram. Pedro não pregou o olho e assim que amanheceu verificou se Dulce tinha retornado ao hotel, mas recebeu uma negativa. Pedro Damián tomou um banho e esperou o café da manha abrir. Logo os seguranças foram aparecendo e Pedro pediu que todos fossem atrás da ruiva enquanto ele ia procurar uma delegacia e Oso ficou para dar assistência aos outros. Alfonso, Anahí, Christian, Maite e Christopher acordaram quase na hora do almoço. Chris ficou revoltado consigo mesmo por está dormindo enquanto sua Bebê estava sumida.

De volta a casa de boneca a ruiva tomou um susto ao acordar e da de cara com três rostinhos lhe olhando, sorriu a eles, já ia falar algo quando uma voz longe chamava as crianças. Elas saíram correndo, a moça que cuidava deles os chamava para almoçar. Dulce deitou de novo com preguiça.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:21 pm

Horas depois os seguranças retornaram ao hotel, mas uma vez sem Dulce. Pedro foi a polícia, mas as buscas só podiam começar com vinte quatro horas de sumiço. Christopher, Alfonso, Christian, Maite e Anahí estavam no restaurante almoçando. Chris mal tocava na comida com um olhar perdido saiu do transe, quando Pedro e os seguranças chegaram perto deles.

Poncho: Nada?
Pedro: Não fui a polícia, só podem procurar depois de vinte quatro horas de desaparecimento.
Alexandre: E nos voltamos a procurar em hotéis, bares e fomos a albergues. Dulce não estava em nenhum deles. Pedi aos hotéis que entrasse em contato conosco se ela parecesse.
Any: E os hospitais?
Mai: Any!
Chris: Meu Deus Dulce pode está ferida.
Pedro: Chris não aconteceu nada, se Dul estivesse em algum hospital já tinham entrado em contado com a gente.
Chris: Mas se ela foi roubada?
Pollito: Ele tem razão Pedro não custa perguntar.
Pedro: Tudo bem se é para tranquilizar vocês vamos ligar para todos os hospitais. Um grupo liga para os particulares e outros para os públicos certo?
Todos: Certo.

De volta a casa de boneca.

Meia hora passou Dulce dormiu de novo, mas agora estava sendo acordada por uma linda garotinha chamada Ana, de olhos verdes, cabelos castanhos lisos, de pele branca junto com um dos rostinhos curiosos que lhe olhavam a alguns minutos atrás. Beatriz de quatro anos parecia com sua irmã Ana.

Bia: Está vendo Ana não menti. É essa a moça que te falei.
Ana: Estou vendo que não Bia.
Bia: Parece com a garota da novela que agente assisti né?
Ana: Tenho certeza que é a Dulce Maria.
Bia: Não o nome dela é Roberta.

Dulce apenas observava não entendi nada, mas sabia que estavam falando dela, pois entendeu quando pronunciaram Dulce Maria e depois Roberta.

Ana: Sua burra Roberta é o personagem, ela se chama Dulce. Quer ver?
Bia: Quero.
Ana: Oi. Me chamo Ana e você?
Dulce: Dulce Maria muito prazer.
Ana: Não disse.
Dulce: Como?
Bia: Diz para ela meu nome.
Ana: Essa baixinha é minha irmã Bia. Ela não entende espanhol, eu estava confirmando que você é a Dulce Maria do RBD que faz a Roberta em Rebelde.
Dulce: Entendi. Muito linda a casa de vocês.
Ana: Não é bem nossa casa aqui é um orfanato, moramos aqui faz tempo nos deixaram na porta dessa casa, minha irmã ainda era bebê.
Dulce: Sinto muito.
Ana: Não tem problema já estamos acostumadas. Está com fome?
Dulce: Um pouco.
Ana: Vou arranjar comida para você.
Dulce: Não precisa eu já estou indo embora.
Ana: Precisa sim me espera. Bia fica ai com ela.
Bia: Está bem.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:25 pm

De volta ao Hotel

Depois de terem ligado para todos os hospitais, um sentimento de alivio no meio de tanta angústia imperou nos corações de Poncho, Any, Mai, Pollito, Alexandre, Oso e principalmente nos de Pedro e Chris pelo menos Dulce estava bem. Pedro estava pensativo desde o ultimo telefonema que dera.

Oso: Pedro está tudo bem?

Pedro: Sim eu estava pensando vou ter que ligar para Blanca não posso omitir um fato deste a família da Dulce. Preciso saber se ela telefonou para alguém no México, qualquer informação é importante.
Oso: Tem razão.
Chris: Pedro desculpa, mas eu escutei a conversa de vocês e sinceramente a Dulce não deve ter telefonado para casa, se ligou para alguém foi para Ivi, a melhor amiga dela. Se quiser eu pergunto a Ivalu e conto o que está acontecendo seria melhor que ela contasse aos pais da ruiva do que você a kilometros de distância. Uma noticia dessas não se conta por telefone.
Pedro: Você está certo. Ligue para Ivalu então.

Christopher pegou seu celular na mesa.

Chris: Alô Ivi.
Fabi: Não é a Fabiana amiga da Ivi. Ela deu uma saída e esqueceu o celular.
Chris: Ah ta. Poderia dar um recado?
Fabi: Posso sim diga.
Chris: Avisa que Christopher Uckerman telefonou e precisa falar com ela urgente. Peça para ela quando chegar me binar que eu retorno a ligação.
Fabi: Tudo bem eu aviso.
Chris: Obrigado Fabiana.
Fabi: De nada. Tchau.
Chris: Tchau.

Christopher informou ao Pedro que não conseguiu falar com Ivi, mas que assim que conseguisse avisava. Any, Mai, Poncho resolveram dar uma saída, os seguranças acompanharam no passeio. Pedro, Pollito e Chris ficaram no Hotel.

Na casa de Boneca

Dulce e as meninas conversavam animadas se divertindo. Ana queria mostrar tudo a nova amiga agora estavam em tour pelo orfanato tentando passar despercebidas, mas Amanda, inimiga de Ana viu tudo e começou a seguir as três.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:28 pm

No México

Ivalu chegava em casa após enfrentar um batalhão de repórteres que descobriram que Ivi era amiga que foi citada por Denise. Ela tinha ido comprar passagens de avião para todos os amigos como em todos os anos, inclusive para Dulce, Claudia e Bianca. A loura tomou a liberdade de comprar para Christopher também, pois combinaram de passar o ano novo juntos. Ivalu ao chegar em casa se deparou com Fabiana (amiga de faculdade que já tinha visto Dulce nas festas que Ivalu levava a ruiva, em outras palavras eram apenas conhecidas). A menina estava histérica contando a Valéria, amiga das duas que havia falado com Christopher Uckerman, não acreditava que amiga nunca apresentou o maior gato do México a ela. Valéria respondeu que era porque sabia que Dulce gostava dele, e que já podiam até estar juntos a muito tempo.

Ivalu pigarreou mostrando que tinha chegado e Fabiana desligou o telefone.

Fabi: Oi Ivi já chegou.
Ivi: Sim escutei você falando em Christopher Uckerman. Ele me ligou?
Fabi: Ligou sim. Poxa amiga você conhece ele e nunca me apresentou.
Ivi: Fabi conheço Christopher assim como você conhece a Dulce, não tenho essa intimidade com ele, agora que estamos criando laços de amizade devido o que está acontecendo com a minha amiga e espero conserva – lá. Se por acaso der sorte de sairmos todos juntos, ai você pode conhecer ele, mas acho difícil. Eles quando estão de folga costumam descansar, balada como você gosta todo final de semana, Dulce e Chris vão uma vez perdida e os dois gostam de curtir a família também.
Fabi: Agora acho difícil a rebelde pelo visto não quer saber da família.
Ivi: Não fale da Dulce assim não admito. Me diga que o ele queria?
Fabi: Falar urgente com você pediu que binasse.
Ivi: Tudo bem vou ao meu quarto ligar e trocar de roupa já volto para conversarmos. Desculpa te fazer esperar tanto tempo, mas me pegou de saída e tive um contratempo na rua. Venho já.
Fabi: Tudo bem te espero. Diz para o Uckerman que amei falar com ele e quero conhecê-lo.

Ivalu fingiu que não ouviu e disse que já voltava. Binou ao amigo e trocava de roupa esperando ele ligar. Christopher cochilava quando sentiu seu celular vibrar e tremer, olhou quem era e ligou logo em seguida.

Chris: Oi Ivi graças a Deus está me ligando, pensei que sua amiga não tinha dado o recado.
Ivi: Não eu que demorei a chegar em casa, os repórteres me descobriram e ficaram me perseguindo um saco. Comprei nossas passagens.
Chris (rindo): Está virando celebridade. Sério que legal não vejo a hora de viajar. Será que a Bebê vai querer ir sabendo que Claudia, Bianca e eu vamos também?
Ivi (rindo): Não quero isso para mim. Não sei capaz de dar um pouco de trabalho convence – lá a ir sabendo que as irmãs vão, mas você porque ela não gostaria?
Chris: É por isso que estou ligando nos brigamos porque falei o nome dela todo, uma besteira eu sei, mas na fase que ela está qualquer motivo é coisa para brigar. Acho difícil ela querer viajar comigo.
Ivi: A bobo daqui a pouco ela esquece, Dulce te ama é lógico que vai querer viajar com você.
Chris: Não esquece não. Ela fugiu Ivi ontem e até agora nada dela, procuramos desde ontem. Estou ligando na esperança de que Dulce tenha te ligado e também para pedir que comunique a tia Blanca.
Ivi: Não acredito que Dulce fez isso. Ela não me ligou. Estou indo agora na casa dos tios dizer o que está acontecendo.
Chris: Agradeço Ivi. Uma noticia dessa não se pode dizer ao telefone.
Ivi: É verdade. Me mantenha informada por favor. Te ligo assim que chegar em casa para contar como foi.
Chris: Tudo bem tchau Ivi. Mande lembranças a família da ruiva e diga que estamos procurando ela direto e Pedro daqui a pouco está indo a policia porque vai fazer vinte quatro horas que ela desapareceu.
Ivi: Pode deixar mando sim. Vou esganar essa menina quando encontrar ela. Tchau beijos.
Chris: Beijos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:31 pm

Na Romênia

Amanda observando de longe percebe que conhece a mulher ruiva que está com Ana, não seria Dulce Maria do RBD, sim é ela, seria sua chance de ganhar status na gangue do colégio que estudava ajudar a sequestrar Dulce, quanto dinheiro poderia ganhar uma bolada e começar a juntar dinheiro para fugir do orfanato e virar andarilha para ir atrás dos seus pais. Correu para se comunicar com os chefes da gangue e ficou acertado que agiriam nessa mesma noite assim que todos fossem dormir. Seria fácil Dulce dormiria na casa de bonecas e a essa hora ninguém ia poder ajuda - lá.

No México

Ivalu contou aos pais de Dulce que a ruiva fugiu desde ontem e não se tem notícias dela desde então. Blanca assim que soube do acontecido resolve ir a Romênia procurar a filha e Ivalu vai para acompanhar, pois Fernando tinha que cuidar dos negócios da família e Claudia fazendo mestrado e não podia se ausentar no momento. Elas iam viajar no meio da tarde para Romênia. Blanca já avisara ao Pedro sobre sua ida e de Ivi e ficou combinado que estariam esperando as duas no aeroporto e que as mesmas ficariam no mesmo hotel que o RBD, Pedro e os seguranças.

No hotel

As meninas e Poncho voltaram ao Hotel chegaram cansados do passeio foram direto para o quarto tomaram banho e agora estavam com o resto do grupo reunido no restaurante jantando e se informando da novidade, Blanca e Ivalu estavam chegando a Romênia de madrugada para ajudar a procurar Dulce, estavam muito preocupadas e não aguentariam ficar longe sabendo que a ruiva estava desaparecida.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:33 pm

No orfanato

Dulce estava sozinha agora, as meninas foram dormir e a única companhia da ruiva era Uckersito, presente de Christopher. Ela estava olhando as estrelas do lado de fora da casinha de boneca e escutou um barulho estranho, passou os olhos pelo local quando sentiu alguém tampando sua boca e minutos depois viu sua vista escurecer. Meia hora depois Dulce acordou em um galpão dentro de um quartinho pequeno, tentou abrir a porta e não conseguiu abrir então começou a gritar pedindo socorro. Quando um garoto encapuzado entrou no quarto.

Saulo: Ei vamos deixar de grito.
Dulce: Quero sair daqui, por favor, me solta.
Saulo: Henrique trás a bolsa da moça.
Henrique: Aqui Saulo.
Saulo: Vai ligar para alguém agora e passar o para mim sem falar nada ouviu.
Dulce: Sim.

Dulce ligou, passou o celular para o Saulo e disse que para quem estava ligando.

Saulo: Alô Christopher?
Chris: Sim é ele. Quem fala?
Saulo: Não te interessa. Quero informar que Dulce Maria está comigo em meu poder. Se quiser que ela volte para vocês terá que fazer tudo que eu mandar.
Chris: Tudo bem. Me diz o que quer, só não faça mal a ela. Quero ouvir a voz da Dulce.
Saulo: O moleque quem exige algo aqui sou eu e não você. Quero todo o dinheiro do show.
Chris: Preciso ver se é possível esse dinheiro não é só nosso.
Saulo: Resolva então se querem ou não a ruivinha.

Saulo desligou na cara de Christopher. Saulo olhou para ruiva e disse vamos ver se gostam tanto de você como dizem. Dulce estava assustada, com medo e chorava baixinho. Saulo saiu do quarto mandando ela ficar quieta.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:34 pm

No hotel Christopher saiu desesperado atrás de Pedro por sorte achou o futuro sogro ao telefone na recepção.

Chris (branco como um papel): Pedro a Dulce.
Pedro: O que houve?
Chris: A Dulce foi sequestrada ligaram para meu celular querendo o dinheiro do show como resgate.
Pedro: Meu Deus (em pensamento minha filha).
Chris: Vamos poder pagar não vamos?
Pedro: Mesmo que não pudéssemos iríamos é a vida dela que está em jogo.
Chris: Quando ligarem de novo eu digo que pagaremos?
Pedro: Eu que vou falar com eles e dizer que vamos pagar.
Chris: Melhor eu falar Pedro, o sequestrador pode se irritar.
Pedro: Tudo bem fala você, mas quero está por perto.
Oso: Pedro estou pronto.
Pedro: Para que?
Oso: Como para que buscar Blanca e Ivalu.
Pedro: Já tinha esquecido. Oso o Chris recebeu um telefonema do celular da Dulce, mas não era ela e sim o sequestrador pedindo grana. Você vai buscar as duas que eu e o Chris vamos ficar aqui precisamos recuperar minha filha.
Oso: Está bem estou indo.

No orfanato

Ana resolveu dormir com a mais nova amiga e percebeu uma movimentação estranha, a garotinha viu quando Amanda e seus amigos levaram Dulce as pressas. Ana saiu correndo atrás deles sem ser percebida aterrorizada vendo que eles levavam a ruiva para dentro de um galpão, ela deu meia volta e correu para o orfanato. Assim que chegou foi a casa da boneca ver se tinham levado tudo da amiga para ajudar a comprovar que não era mentira de criança e achou o Urkesito. A garota entrou em casa e telefonou para a policia contando tudo. O delegado assentiu anotando todas as informações e agradeceu o telefonema. Em seguida avisou a Pedro Damián que tinha feito queixa de desaparecimento a algumas horas atrás e todos foram correndo resgatar Dulce. No caminho Pedro contou sobre o pedido de resgate e o delegado avisou que enquanto não tivessem com Dulce em mãos eles iam ter que deixar os sequestradores achando que eles iam pagar o resgate. Pedro e Christopher assentiram e quando estavam chegando no galpão Chris recebeu uma outra ligação de Saulo. Como combinado Christopher para ganhar tempo disse ao rapaz que pagaria a quantia que ele pediu quando de repente escutou uns gritos.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:37 pm

No galpão

Um estrondo e uma labaredas de fogo assustaram a todos no galpão como os materiais que tinham ali eram inflamáveis logo o fogo ganhou grandes proporções, só ouvia gritos por todos os lados. No quartinho Dulce acordou atordoada de um cochilo e percebeu como estava tudo esbranquiçado e um cheiro cada vez mais forte ia entrando no local. Ela tentou se levantar, mas tudo rodou ao seu redor, os pulmões pareciam que tinha fechado, o ar faltou, a vista escureceu pela segunda vez na noite.

Christopher pediu para correrem, pois algo tinha acontecido. Ele estava falando com o sequestrador e escutou um estrondo, uma gritaria e nada mais. O Delegado aumentou a velocidade e chegaram em menos de cinco minutos no galpão. Chris e Pedro se desesperaram quando viram quase tudo em chamas, os policiais chamaram os bombeiros e tentavam apagar o fogo como dava. Os policiais pediram para os dois se afastarem, Christopher quando ninguém estava de olho nele correu e entrou no galpão pelo outro lado gritando e chamando por Dulce. No quartinho a ruiva estava desacordada e não ouvia nada, Chris já estava suado e cheio de cinzas quase se entregando ao desespero quando uma luz branca e uma menina vestida de branco chamou por ele.  

Menina: Olá minha irmãzinha está ali vai logo buscar – lá, ela inalou muita fumaça eu estava cuidando dela, mas vim te avisar porque já vi que sozinho não acharás.
Chris: Irmã dela. Como se chama?
Menina: Sim. Julia anda vá salva – lá. Diga a Pedro que o amo muito.

Julia desapareceu e Christopher mesmo atordoado correu em busca de sua Bebê, o quarto estava fechado, mas mesmo assim ele tentou abrir mais não conseguiu. O loiro já ia sair para buscar ajuda quando teve a ideia de chutar a porta. Chris chutou a porta e não encontrou resistência graças ao fato da madeira está gasta, ele apenas com um chute abriu a porta e viu Dulce caída no chão. Christopher então pegou Dulce nos braços e saiu correndo dali, o rapaz saiu percorrendo de volta o caminho que tinha feito até ali. Minutos depois ele finalmente saiu do galpão e sentiu seu pulmão inalar um ar limpo, um alivio percorreu seu corpo, Chris exausto ajoelhou – se no chão com Dul nos braços.  

Pedro: Chris graças a Deus. Onde ela estava?
Chris: Em um quartinho nos fundos.

Um médico correu ao encontro dos dois, o médico colocou Dulce no chão e começou a examina - lá, Pedro e Christopher estavam cada vez mais nervosos, uma correria em volta da ruiva, o doutor colocou uma mascara de oxigênio e levou ela as pressas para ambulância. O socorrista avisou o hospital que Dulce iria e em seguida saíram com a ruiva. Os dois foram logo atrás no carro, já ligando para todos e informando que acharam Dulce e que estavam indo para o hospital.


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 6:57 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:40 pm

Christopher dentro do carro vendo a ambulância em que seguia Dulce lembrou da garotinha que lhe ajudou a acha – lá, ele estava bestificado: Será que era a mesma Julia? Chris escutou sair da boca da sua futura sogra, que Pedro havia contado que a irmã de Dulce morrerá a anos atrás. Ele só não lembrava o nome, mas era certo que se fosse Julia com certeza a menina tinha se transformado em uma grande anjinha. Christopher no mesmo instante fez uma prece agradecendo a ajuda e pediu que nunca desamparasse Dulce ainda mais agora que estava precisando tanto. Ele olhou Pedro, lembrou do recado de Julia e resolveu falar mesmo correndo o risco dele não acreditar.

Chris: Pedro como se chamava sua filha mesmo?
Pedro: Julia. Por quê?
Chris: Porque quando estava procurando Dulce, uma garotinha apareceu e me indicou onde ela estava e você pode não acreditar mais tenho certeza que era sua filha Julia (emocionado). A menina ajudou a salvar a vida da nossa Bebê e me pediu para lhe dizer que te amava. Você pode não acreditar mais sei que era ela. Quando a garotinha disse o nome dela eu tive mais certeza.
Pedro (emocionado): Eu acredito Chris e sei que Julia estará sempre comigo e com Dulce. Obrigado por ir salvar minha Bebê e me dizer o recado da minha boneca. Agora saia e vá atrás da Dulce a ambulância já está estacionando em frente ao hospital (Christopher olhou em volta e finalmente percebeu que já estavam em frente ao hospital. Ele estivera tão absorto no encontro com Julia que mal perceberá o curto translado até o hospital).
Chris: Pode deixar (ele saiu atrás de Dulce).

Uma hora depois estavam todos na sala de espera do hospital esperando notícias de Dulce. Pedro estava no cantinho calado, Christopher andava de um lado para outro, Blanca chorava e rezava para sua Bebê ficar bem, Ivalu e as meninas voltavam da lanchonete trazendo comida á todos e Alfonso e Christian estavam respondendo as perguntas dos repórteres. Todos prenderão a respiração quando o médico entrou na sala.

Médico: Boa noite. São parentes de Dulce Maria?
Todos: Boa noite.
Blanca: Doutor como está minha filha?
Médico: O estado dela é preocupante, as vias aéreas estão inflamadas devido a grande quantidade de fumaça que ela inalou como ela é asmática e tem bronquite, Dulce é muito mais sensível do que nos e acaba agravando o quadro de intoxicação, mas já estamos medicando antibióticos e ela está no oxigênio (todos assentiram aliviados por ela já está sendo medicada). Gostaria de saber quem é Chris?
Chris: Sou eu.
Médico: Dulce assim que recuperou os sentidos não para de chamar por você. Devido ao que aconteceu ela está muito agitada, querendo ver Chris, sai mais para te chamar do que dar noticias sobre ela, não queria ser obrigado a dar calmante para ela poder reagir melhor aos tratamentos, mas se não conseguir acalma – lá serei obrigado a isso.
Chris: Posso tentar então?
Médico: Lógico venha comigo.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 2:55 pm

Quarto onde Dulce estava internada.

A ruiva estava deitada com a mascara de oxigênio fora da área nasal, ela falava sussurrando pedindo para falar com Christopher pela milésima vez. A enfermeira dizia que o Médico já tinha ido chama – ló e tentava colocar a mascara novamente, mas Dulce dificultava a colocação da mascara se mexendo muito.

Médico: Dulce me prometeu que ficaria quietinha até eu voltar.
Dulce: Cadê ele?
Médico: Está aqui fora vou mandar ele entrar.

O médico saiu do quarto.

Medico: Pronto pode entrar, ela não sossega já estava dando trabalho de novo (rindo). É sempre assim teimosa? (o médico tentando descontrair).
Chris: Sempre ela é agitada por natureza, depois do que aconteceu fica difícil segura – lá e ainda é teimosa também, mas somos loucos por essa baixinha.

Apesar do medico ter avisado que Christopher já entrava Dulce não sossegou querendo se levantar da cama para ir embora, chorando muito e implorando para chamá-lo para tirar ela dali porque os caras encapuzados iam vir atrás dela aumentando ainda mais a falta de ar que sentia. A enfermeira tentava lhe explicar que ela não podia sair que estava segura e recolocava mais uma vez a mascara. Assim que a ruiva prestou atenção na porta parou de se mexer e chamou por ele esticando os braços já que a enfermeira segurava a mascara porque Dulce ofegava cansada e poderia tirar do rosto mais uma vez.

Chris: Pronto Bebê calma já estou aqui.

A enfermeira se afastou e Dulce já tirava a mascara para falar, mas Chris impediu.

Chris: Não pode falar Dul tem que ficar quieta. Você não pode sair, mas não se preocupa ninguém vai lhe fazer mal eu prometo. Agora deita precisa descansar.

Dulce ficou agarrada no pescoço dele e não soltava por nada, mesmo cansada não queria se entregar ao sono, assustada e com medo de pegarem ela de novo. O médico fez um sinal para Christopher avisando que ia aplicar um calmante, ele assentiu e segurou os braços da ruiva. O médico quando aplicou a injeção, Dul fechou os olhos sentindo dor, tentou mexer os braços mais foi impedida, as poucos o corpo foi relaxando e adormeceu logo em seguida. Chris ajeitou sua Bebê na cama, lhe deu um beijo na testa e saiu junto com o médico e a enfermeira.

Médico: Dulce não me deixou alternativa tive que aplicar o calmante. O que aconteceu para ela está assim tão nervosa?
Chris: Foi sequestrada e o local que ela estava presa pegou fogo, ela está com medo das pessoas pegarem ela de novo.
Médico: Entendi. Bom ela vai dormir até o final da manhã, o calmante e os antibióticos vão fazer ela dormir bastante. Queria lhe pedir que esteja aqui amanhã quando ela acordar para que fique tranquila. Vou aproveitar sua presença e examina – lá também.
Chris: Estarei aqui. Quanto tempo ela vai ficar internada?
Médico: Depende da recuperação dela.
Chris: Vou avisar a todos então e mandar todo mundo para o hotel.
Médico: Avise sim preciso olhar outros pacientes. Mas você deveria dormir também já está tarde e amanhã te garanto que ela não vai deixar você se afastar dela.
Chris: Está certo vou então descansar e volto assim que acordar.

Christopher avisou sobre o estado de seu Bebê e logo resolveram que todos deveriam voltar ao hotel, Oso ficou tomando conta da ruiva.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 9:31 pm

No meio da madrugada a enfermeira estava tirando a pressão de Dulce, quando reparou que ela estava com o rosto cheio de manchas vermelhas e o peito subia e descia muito rápido, mesmo com a mascara parecia que nem estava respirando. Chamou o médico pelo bipe que veio ás pressas. Depois de fazer todos os exames possíveis para descobrir o porque das manchas e da falta de ar que já tinha melhorado descobriu que Dulce era alérgica a sulfa, componente existente nos dois antibióticos que foram injetados na veia para combater a asma e bronquite que foram afetadas pela inalação da fumaça, que intoxicou a Bebê do RBD, mas graças a Deus já tinha sido solucionado. O médico retirou imediatamente os antibióticos e colocou outros dois que não tinham sulfa para combater a inflamação dos brônquios e cessar a crise de asma. Teve que aumentar a quantidade de oxigênio para ajuda – lá a respirar.

O médico informou a Christopher o que tinha acontecido e em vinte minutos ele, Blanca, Ivalu e Pedro já estavam no hospital, conseguiram ver Dulce um pouquinho e passaram o resto da noite na sala de espera do hospital. Todos preocupados pela pequena está tão mal e Blanca extremamente culpada por não ter se lembrado de algo tão importante, mas de tão nervosa por tudo que estava acontecendo acabou esquecendo. O resto da noite Dul permaneceu estável, mas ainda com dificuldade de respirar.

No começo da manhã acordou pedindo água e reclamando de frio foi verificada a temperatura e contatado febre de 38,5 o médico ficou imediatamente em alerta preocupado com a não reação de sua paciente aos medicamentos, a ruiva voltou a dormir em meio a tosses. O médico foi conversar com Blanca lhe informar o que estava acontecendo e perguntou que remédio Dulce costumava tomar quando tinha crise sua expressão ficou muito seria e preocupada saiu sem falar, mais nada direto para o telefone procurar em algum hospital o medicamento que a ruiva tomava porque estava em falta no hospital e pior em alguns hospitais romenos. O doutor voltou e explicou o que estava acontecendo na hora Pedro ligou para o México mandando trazer de avião o mais rápido possível, os medicamentos necessários para curar sua filha, o médico agradeceu e disse que por enquanto iria continuar medicando Dulce com os remédios que tinha e que assim que chegasse os medicamentos certos iria começar um novo tratamento. Dul acordou na hora do almoço ainda com sono, ela olhou para o lado e viu Christopher lendo uma revista e chamou por ele em meio a tosses fortes que lhe doíam o peito.

Chris: Oi Bebê acordou. Como está se sentindo?
Dul: Está doendo Chris.
Chris: Oh meu amor vai passar. Ainda está com soninho?
Dul: Hum queria ir embora.
Chris: Assim que ficar boa Bebê não pode sair sentindo dor hum.

A enfermeira chegou para examinar Dulce.

Enfermeira: Acordou mocinha.
Dul: Sim eu quero ir embora (ela suspira chorosa). Isso está me machucando (a agulha onde passava os medicamentos) meu braço e também não quero ser mais furada vai embora.
Chris: Dulce isso é jeito de falar peça desculpas.

Dulce não falou nada, armou o maior beiço de emburrada deixando os dois com vontade de rir, mas mantiveram a seriedade principalmente Christopher.

Enfermeira (rindo): Tudo bem senhor estou acostumada as pessoas não amam muito as enfermeiras (Christopher sorriu e Dulce seguiu emburrada). Só vim medir sua pressão e temperatura não vai doer nada (a enfermeira colocou em baixo da axila da ruiva o termômetro). Depois vou pedir que tragam seu almoço (ela também colocou o medidor de pressão e começou a inflar para tirar a pressão). Nos tiramos o soro hoje de manhã e precisa se alimentar para ficar logo boa.  
Chris: Pode trazer que ela vai comer tudo direitinho. Sabe se já chegou o pedido?
Dul: Não estou com fome quero dormir.
Enfermeira: Ainda não senhor pelo que entendi chega no final da tarde ( a pressão estava 11 por 9). Tudo bem então nos colocamos o soro de novo (a enfermeira tirou o aparelho e guardou em seu jaleco).
Dulce fez uma cara assustada.
Dul: Vou ter que ser furada? (a enfermeira tirou o termômetro de baixo da axila da ruiva e olhou a temperatura).
Enfermeira (seria para manter o teatro do soro): 38 graus a temperatura ainda está alta, mas pelo menos abaixou um pouco (Christopher assentiu). Respondendo sua pergunta você vai sim recolocar o soro se não comer e te digo logo que dói muito (a enfermeira fez uma cara de assustada). Sabe por quê? (a enfermeira se segurou para não rir).
Dul (assustada): Por quê?
Enfermeira: A agulha é enorme de grande, o médico manda colocar no paciente que faz birra para comer.

Christopher se segurou para não rir da cara de apavorada de Dulce que era algo muito cômico, a enfermeira disse que já voltava. A ruiva com medo se agarrou nele desesperada achando que a senhora tinha ido pegar a agulha para recolocar o soro, mas para felicidade dela, a enfermeira não voltou mais, a única pessoa que entrou no quarto foi uma moça com a comida muito atirada para o gosto da ruiva que fechou a cara e logo despachou a mesma. Dul comeu toda a comida reclamando dizendo que a comida não tinha gosto nenhum, mas Chris a fez comer tudo e tomar todo o suco, depois de comer a Bebê adormeceu.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 9:34 pm

O resto do dia foi tranquilo Dulce respirava melhor, mas ainda usava a mascara e agora já estava tomando o medicamento que veio do México especialmente para ela, Blanca enquanto a filha dormia fez uma visita, mas não demorou com medo que ela acordasse. Agora a ruiva estava vendo televisão em companhia de sua melhor amiga, Ivalu morrendo de rir com os programas romenos, mas de repente ao ver uma reportagem que nada entendeu, mas que mostrou uma loja de brinquedos com vários ursinhos, ela se lembrou que Urkesito não estava com ela. Ivi ainda rindo foi olhar a amiga seria e a ponto de chorar.

Ivi: O que foi Bebê está sentindo alguma dor?

Dulce começou a chorar soluçando forte assustando amiga e relembrou tudo que tinha acontecido, Ivalu abraçou a ruiva e esperou que ela se acalmasse.

Ivi: Que foi Bebê? Olha se foi pelo o que aconteceu já passou sim e ninguém vai te fazer mal (Dulce fungou chorando). Eu prometo (ela suspira coçando os olhos). Você acha que nos vamos deixar alguém fazer mal para nossa Bebê? (a ruiva continua coçando os olhos). Jamais fique tranquila está bem?
Dul (ela suspira ainda chorando): Eu sei que não.
Ivi: Então para de chorar hum (Dulce fungou novamente tentando parar de chorar).
Dul: Eu perdi o Urkesito Ivi.
Ivi: Quem? Que fresco o Chris deixa você chamar ele assim?
Dul: Não é ele e sim nosso filho.
Ivi: Filho?
Dul (irritada): É Ivalu filho. O Chris me deu um ursinho nosso filho Urkesito quero ele.
Ivi: Não sei de nenhum urso Dul.

Dulce volta a chorar e Ivalu sai do quarto atrás de Christopher para saber do bendito urso que tinha roubado a paz do quarto. A loira ficou sabendo que realmente o urso existia e que era capaz de ter ficado no Orfanato onde Dulce estava antes de ser sequestrada. Ivi retornava ao quarto trazendo Chris como escudo com medo da amiga que era muito apegada as coisas que ganhava quando perdia ou quebrava algo ficava triste e irritada. Devido ao sumiço do urso Dulce ficou em um mal humor infernal, não quis comer e conversar com ninguém que lhe visitou ao longo da noite. Ela dormiu emburrada e passou os dias em que esteve internada sem querer conversar só comeu porque queria ir embora do hospital. A ruiva estava chateada com todos porque não moveram uma palha para recuperar Urkesito mal sabia ela que o urso já estava a salvo e que estavam todos esperando para uma surpresa no salão de festa do hotel. O RBD mantiveram seus compromissos na Romênia, mas Dulce por está internada não participou de nenhum somente na tarde de autógrafos esteve presente. Agora esperavam a ruiva sair do hospital para continuarem a tour celestial na Espanha. Ivalu foi buscar amiga no hospital levando uma calça jeans, blusa e o moletom. Dulce ficou triste porque só Ivi apareceu. Ela chegou ao hotel e ninguém foi recebê-la na porta já ia subir para seu quarto quando sua amiga cismou em visitar o salão de festa do hotel. A ruiva achou ridícula a ideia, mas não quis contrariar porque Ivi não estava muito normal. A loira falava algumas coisas, depois pedia desculpa parecia que escondia algo ou queria falar e não podia.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 9:40 pm

No salão estavam todos do RBD, equipe de produção, Pedro, Blanca, Ana com Urkesito e Bia. Assim que Ivalu abriu a porta falando para ruiva que queria ver um salão de festas romeno, Dulce vinha atrás dizendo que amiga não girava bem parou de falar ao escutar todos gritaram surpresa. Um festival de abraços e beijos começou só parou quando a ruiva ficou diante das duas meninas que estavam com vergonha. As crianças abraçaram a Dulce e Ana devolveu Urkesito a dona, a Bebê agradeceu e não largou o urso por nada no mundo causando graça a todos feliz com seu ursinho. As meninas tiveram logo que ir embora porque tinha aula, as crianças se despediram de todos e Dulce prometeu que voltaria para visitar as duas assim que desse. A festa rolou até o começo da noite e se fosse pela animação de todos seguiria noite adentro, mas a festinha precisou terminar afinal todos iriam viajar no inicio da madrugada, RBD para Espanha e Blanca e Ivalu para o México.

Algumas horas depois Dulce dormia um sono tranquilo agarrada ao seu urso, apesar dos protestos alegando não está cansada, ela não demorou a pegar no sono. A ruiva ainda tinha que tomar os antibióticos por mais quinze dias, impossibilitando a mesma de ingerir bebida alcoólica para alegria de todos que ficam preocupados com o consumo abusivo dela, que ultimamente acha que a bebida ia resolver algo. Quando o relógio marcou dez da noite Ivalu bateu na porta da ruiva na tentativa de acordar amiga, mas quem abriu a porta foi Christopher arrancando risada dos dois. Ivi entrou no quarto ainda rindo.

Ivi (rindo): Não acredito que você ouviu e ela não.
Chris: No mínimo está dormindo.
Ivi: É verdade Dulce custa a dormir, mas quando dorme ninguém segura é horas de sono. Vamos lá acordar ela.

Os dois entram no quarto da ruiva e viram ela largada na cama agarrada ao Urkesito.

Ivi: Espera preciso tirar uma foto, musa do RBD agarrada com um urso (rindo). Como é o nome mesmo heim?

Christopher ficou todo vermelho arrancando uma gargalhada de Ivalu. Dulce abriu os olhos, viu os dois e lançou um olhar de meter medo, ela virou para o lado tentando dormir de novo.

Ivi (rindo): Uckersito que brega.
Dul: Brega é você (ela deu língua para Ivalu). Vão vai embora quero dormir.
Chris: Bebê sei que está com sono, mas tem que tomar banho.
Dul: Não quero.
Ivi: Maria é porquinha Chris.

Dulce levantou para tacar o travesseiro na amiga, Ivalu foi mais rápida e segurou o travesseiro. A ruiva tentou pegar de volta para deitar de novo, mas Ivi gritou para Christopher deitar. Os dois correram e deitaram antes de Dul que ficou emburrada, mas conseguiu deitar entre os dois meio imprensada.

Ivi: Bebê é serio precisa se arrumar.

Dulce se ajeitou melhor entre os dois e Christopher já fazia carinho nas costas da ruiva.

Ivi: Oh Uckerman estamos aqui para acordar a menina não para ajudar ela a dormir.

Dulce riu.

Chris: É carinho para acordar né Bebê? (Dulce afirma que sim). Sempre acordo ela assim quando nossos quartos estão próximos.
Ivi: Ah é cheio de chamegos por isso que a criatura é mimada.
Dul: Não sou mimada.
Ivi (rindo): Realmente não só faz muita manha e não é de hoje que te conheço desde que usamos frauda.
Dul: É inveja Chris. E o urso se chama Urkesito sim qual é o problema?, Ele é nosso neném né Chris?
Chris: Meu mesmo não (piscou para Ivalu).
Ivi: IhIh... ruiva de quem é heim?
Chris (serio): Eu que quero saber. Andou me traindo foi Maria?
Dul: Não me chama de Maria. É Dulce, Dulce idiota.
Chris e Ivi (rindo): Maria, Maria, Dulce Maria.

Dulce levantou aborrecida pegou uma roupa e foi tomar banho. Christopher e Ivalu já estavam prontos e ficaram vendo televisão. Alguns minutos depois a ruiva saiu pronta maquiada, de calça jeans, blusa e agora colocava um casaco na mochila escutando a conversa dos dois.

Chris: Onde está Blanca?
Ivi: Sai do quarto para levar as malas para os seguranças ela estava terminando de tomar banho. Disse que assim que terminasse ia conversar com Pedro (ela apontou para Dulce dizendo que iam conversar sobre ela). Tia Blanca já deve está na recepção de conversa.
Dul: O que Blanca quer com Pedro?
Ivi: Sua mãe quer dizer. Eu não sei pergunte a ela.

Dulce saiu porta fora e desceu já com suas coisas. Depois de passados com a ruiva Christopher fez o mesmo e Ivalu o ajudava.

Chris: Quando acha que Dulce vai falar com a mãe dela direito com carinho como fazia antes de tudo?
Ivi: Vai demorar muito mais que imaginava, Dulce está magoada demais e com o agravante de todo o mundo já saber do que está acontecendo e com tudo que ainda precisa ser dito. Não tenho nem ideia de como isso tudo vai acabar só espero que a essência da minha amiga não se perca nisso tudo.
Chris: Espero o mesmo. Vamos o elevador chegou.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 9:41 pm

No salão estavam todos do RBD, equipe de produção, Pedro, Blanca, Ana com Urkesito e Bia. Assim que Ivalu abriu a porta falando para ruiva que queria ver um salão de festas romeno, Dulce vinha atrás dizendo que amiga não girava bem parou de falar ao escutar todos gritaram surpresa. Um festival de abraços e beijos começou só parou quando a ruiva ficou diante das duas meninas que estavam com vergonha. As crianças abraçaram a Dulce e Ana devolveu Urkesito a dona, a Bebê agradeceu e não largou o urso por nada no mundo causando graça a todos feliz com seu ursinho. As meninas tiveram logo que ir embora porque tinha aula, as crianças se despediram de todos e Dulce prometeu que voltaria para visitar as duas assim que desse. A festa rolou até o começo da noite e se fosse pela animação de todos seguiria noite adentro, mas a festinha precisou terminar afinal todos iriam viajar no inicio da madrugada, RBD para Espanha e Blanca e Ivalu para o México.

Algumas horas depois Dulce dormia um sono tranquilo agarrada ao seu urso, apesar dos protestos alegando não está cansada, ela não demorou a pegar no sono. A ruiva ainda tinha que tomar os antibióticos por mais quinze dias, impossibilitando a mesma de ingerir bebida alcoólica para alegria de todos que ficam preocupados com o consumo abusivo dela, que ultimamente acha que a bebida ia resolver algo. Quando o relógio marcou dez da noite Ivalu bateu na porta da ruiva na tentativa de acordar amiga, mas quem abriu a porta foi Christopher arrancando risada dos dois. Ivi entrou no quarto ainda rindo.

Ivi (rindo): Não acredito que você ouviu e ela não.
Chris: No mínimo está dormindo.
Ivi: É verdade Dulce custa a dormir, mas quando dorme ninguém segura é horas de sono. Vamos lá acordar ela.

Os dois entram no quarto da ruiva e viram ela largada na cama agarrada ao Urkesito.

Ivi: Espera preciso tirar uma foto, musa do RBD agarrada com um urso (rindo). Como é o nome mesmo heim?

Christopher ficou todo vermelho arrancando uma gargalhada de Ivalu. Dulce abriu os olhos, viu os dois e lançou um olhar de meter medo, ela virou para o lado tentando dormir de novo.

Ivi (rindo): Uckersito que brega.
Dul: Brega é você (ela deu língua para Ivalu). Vão vai embora quero dormir.
Chris: Bebê sei que está com sono, mas tem que tomar banho.
Dul: Não quero.
Ivi: Maria é porquinha Chris.

Dulce levantou para tacar o travesseiro na amiga, Ivalu foi mais rápida e segurou o travesseiro. A ruiva tentou pegar de volta para deitar de novo, mas Ivi gritou para Christopher deitar. Os dois correram e deitaram antes de Dul que ficou emburrada, mas conseguiu deitar entre os dois meio imprensada.  

Ivi: Bebê é serio precisa se arrumar.

Dulce se ajeitou melhor entre os dois e Christopher já fazia carinho nas costas da ruiva.

Ivi: Oh Uckerman estamos aqui para acordar a menina não para ajudar ela a dormir.

Dulce riu.

Chris: É carinho para acordar né Bebê? (Dulce afirma que sim). Sempre acordo ela assim quando nossos quartos estão próximos.
Ivi: Ah é cheio de chamegos por isso que a criatura é mimada.
Dul: Não sou mimada.
Ivi (rindo): Realmente não só faz muita manha e não é de hoje que te conheço desde que usamos frauda.
Dul: É inveja Chris. E o urso se chama Urkesito sim qual é o problema?, Ele é nosso neném né Chris?
Chris: Meu mesmo não (piscou para Ivalu).
Ivi: IhIh... ruiva de quem é heim?
Chris (serio): Eu que quero saber. Andou me traindo foi Maria?
Dul: Não me chama de Maria. É Dulce, Dulce idiota.
Chris e Ivi (rindo): Maria, Maria, Dulce Maria.

Dulce levantou aborrecida pegou uma roupa e foi tomar banho. Christopher e Ivalu já estavam prontos e ficaram vendo televisão. Alguns minutos depois a ruiva saiu pronta maquiada, de calça jeans, blusa e agora colocava um casaco na mochila escutando a conversa dos dois.  

Chris: Onde está Blanca?
Ivi: Sai do quarto para levar as malas para os seguranças ela estava terminando de tomar banho. Disse que assim que terminasse ia conversar com Pedro (ela apontou para Dulce dizendo que iam conversar sobre ela). Tia Blanca já deve está na recepção de conversa.
Dul: O que Blanca quer com Pedro?
Ivi: Sua mãe quer dizer. Eu não sei pergunte a ela.

Dulce saiu porta fora e desceu já com suas coisas. Depois de passados com a ruiva Christopher fez o mesmo e Ivalu o ajudava.

Chris: Quando acha que Dulce vai falar com a mãe dela direito com carinho como fazia antes de tudo?
Ivi: Vai demorar muito mais que imaginava, Dulce está magoada demais e com o agravante de todo o mundo já saber do que está acontecendo e com tudo que ainda precisa ser dito. Não tenho nem ideia de como isso tudo vai acabar só espero que a essência da minha amiga não se perca nisso tudo.
Chris: Espero o mesmo. Vamos o elevador chegou.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Seg Ago 18, 2014 1:11 pm

Na recepção a ruiva chegou pulando nas costas de Oso.

Dul: Osito preciso falar com o Pedro.
Oso: Pedro está em uma reunião.
Dul: Mentira ele está com Blanca.
Oso: Não estou mentindo Dulce, ele está em reunião com sua mãe só não quis lhe dizer porque já percebi que não gosta que toquem no nome dela, mas já que insiste eu falo pronto.
Dulce: Desculpa Osito. Perdoa a Bebê hum?
Oso: Perdoou princesa. Está pronta para ir embora?
Dulce: Obrigada. Sim chama o Pedro para mim Osito quero falar com ele agora.
Oso: Não posso ele não quer ser interrompido.
Dulce: O que Pedro tem que falar com aquela velha?

Ivalu e Christopher chegaram na recepção e escutaram o que a ruiva disse.

Ivi: Dul mais respeito com sua mãe.
Dul: Não enche Ivi não começa a defendê-la está legal.
Ivi: Começo sim não admito que a machuque e fale mal da pessoa que sei que mais ama e que eu amo como fosse minha mãe. Chega Dulce para de se machucar e machucar sua mãe, ela passou a noite querendo chegar perto de você fazer um carinho, mas não fez por medo que filha dela a rejeitasse. Uma mãe que está sofrendo e sofreu preocupada essa dias pela sua pequena está internada no hospital e só podia fazer um carinho enquanto ela dormia porque se tivesse acordada ia ser um escândalo.  

Dulce pensou em retrucar a amiga, mas aos poucos Ivalu foi destruindo suas defesas com cada palavra soltada por ela, mergulhada em pensamentos a ruiva não percebeu quando Pedro e Blanca saíram para saber o porque da gritaria e muito menos saber explicar como chegou em sua mãe e lhe abraçou como a dias não fazia, quando deu por si estava já dentro do avião deitada com as costas encostada no peito da mãe recebendo carinho. Ninguém conseguia respirar desde momento em que as duas se abraçaram nenhuma palavra foi dita nem por elas e nem por ninguém todos muito emocionados seguiram rumo ao aeroporto e agora deixavam que mãe e filha se curtissem.  

Blanca ainda fazia carinho em Dulce já adormecida, quando lhe tocaram o ombro, era Pedro.

Pedro: Não está cansada?
Blanca: De fazer carinho em um dos meus tesouros jamais. Como senti falta de sentir minha filha assim juntinho de mim não quero larga – lá só quando tiver que desembarcar no México e vocês seguirem viajem.
Pedro: Vim para falar sobre isso. Quero que Dulce descanse mais três dias.
Blanca: Serio. Nossa seria uma bênção ter esses dias com ela para o Fernando ter a filha perto também, assim como eu estou conseguindo aqui, mesmo não conversando só de está agarrada a meu Bebê já está de bom tamanho.
Pedro: Senti o mesmo Blanca quando viemos para Romênia Dulce e eu assistimos filme no laptop foi tão bom. Imagino como deve está se sentindo agora e como vai ser bom ela ter um momento com vocês depois disso tudo.
Blanca: Não vai falar nada Pedro?
Pedro: Tenho muito medo às atitudes me assustaram demais, eu prefiro ter ela perto de mim do jeito que está do que não ter nada porque Dul não vai me perdoar tão fácil assim. Não sei se entende esse passo que ela deu mais não se engane, Dulce não está por completo de novo Blanca tenha consciência disso. Não quero te assustar só alertar (ele apontou para filha), ela se encontra  muito machucada, assustada demonstrando coisas que pelo que conversei com Chris e Ivi ainda pouco e ela está longe de está tão segura. Me entendi?
Blanca: Claro que sim e Pedro quero que participe das coisas ela também é sua filha (Pedro assentiu emocionado). Sei que não temos muita coisa o que fazer por se uma mulher feita, mas elas continuam precisando da gente. Eu tiro pela Bianca e Claudia muito mais velha que nossa Bebê e ainda me procuram pedindo colo.  
Pedro: Obrigado pela força você é uma amiga e tanto.
Blanca: Você também. Nossa família lhe considera muito.
Pedro: Também considero muito vocês.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Seg Ago 18, 2014 1:59 pm

Pedro fez carinho em sua filha que se mexeu um pouco, o fazendo retirar a mão rapidamente com medo de Dulce acordar, mas isso não aconteceu, ela só queria se mexer.

Blanca: Amor vai cair (Dulce acordou resmungando) mamãe vai sair para você deitar.
Dul: Não fica Mami (ela viu Pedro olhando e ficou com vergonha escondendo o rosto no peito da mãe).
Blanca: Depois te chamo de Bebê e você diz que é pagação de mico te chamar na frente dos seus amigos, agiu igualzinho agora a um.
Dulce: Mãe para (Dulce pede com a voz sussurrada por está com o rosto escondido no peito da mãe).
Pedro (rindo): Blanca para Dulce está com vergonha e ainda fica deixando a menina pior.
Dulce: Não ri Pedro eu só tímida.
Pedro: Deixe de história Bebê (rindo). Você só é tímida quando conhece alguém e nos primeiros minutos de conversa depois não para de falar se deixar.
Blanca: É verdade. Também é ciumenta viu Pedro cuidado.
Pedro: Sei disso Dulce sente ciúmes dos RBD às vezes comigo e entre eles também uma graça, imagine entre a família.
Blanca: Eu que o diga. Me lembro uma vez Dulce tinha uns três aninhos chegou aos prontos na cozinha vermelhinha, e as irmãs rindo dela vindo atrás. Perguntei o que foi, Dulce não disse nada pediu colo e ficou agarrada a mim, chorando muito. Fiquei preocupada e perguntei as meninas o que tinha acontecido. As duas foram falar que eu ia ter outro filho e ela ia deixar de ser a caçula da casa. Deixaram a Dulce apavorada lembro que esse dia, ela não me deixou nem respirar e pedia aos prantos para que não tivéssemos outro filho, pedia por favor (rindo). Passou o  resto do dia agarrada a mim.  
Dulce: Eu lembro disso, elas me punham histérica com isso (Dulce fica vermelha toda envergonhada). Elas sempre falavam que eu ia deixar de ser a Bebê da casa, mas nunca deixei né Mamy?
Blanca (rindo): Lógico que não senão minha Bebê morria.  

Dulce se escondeu de novo fazendo todos gargalharem, inclusive ela. Os três chamando atenção de Christopher que permaneceu sentando e Ivalu que não resistiu e levantou curiosa.

Blanca: Nos te acordamos?
Ivi: Não eu estava conversando com o Chris. Vim saber o que tanto riem?
Blanca: Estamos ferrados Pedro. Uma ciumenta, a outra curiosa, o que nos falta?
Pedro (rindo): O apaixonado.

Christopher escutou Pedro falando e olhou para eles.

Pedro: Ih não sabe nem disfarçar (Christopher envergonhado ficou calado só observando tentando passar desapercebido).
Ivi: Apaixonada também não (Ivalu aponta para amiga),
olha a cada de lesada.    
Dul: Estão de complô é contra mim que coisa.
Blanca (rindo): Bebê você acabou de se entregar.
Pedro: Vim dar um recado e acabei ficando de conversa.
Dul: E me acordou junto com minha mãe. Depois reclamam que eu fico zanzando pelos quantos né seu Pedro? Toda elétrica.
Pedro (rindo): Tadinha como sofre (Dulce, Blanca e Ivalu sorriem). Ia te dar um presente, mas depois disso vou voltar para meu lugar.
Dul: Que presente Pedrinho?
Ivi (rindo): Que interesseira.
Blanca: Ciumenta, apaixonada e interesseira estou ferrada com essa menina.
Dulce: Para mãe.
Blanca: Está com vergonha de novo Bebê?
Dulce: Si.
Pedro: Falando serio agora (Dulce olhou para ele). Dul achei melhor te dar mais três dias de descanso então o avião vai nos deixar na Espanha e depois vai para o México. O Oso vai com você e depois vocês vão nos encontrar na Espanha (Dulce assentiu). Sem farra mocinha quero que volte com todo o gás.
Dulce: Sim senhor general.
Pedro: Engraçadinha (ele aperta a bochecha da ruiva). Boa noite.
Todas: Boa noite.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Seg Ago 18, 2014 2:10 pm

As três iniciaram uma conversa, mas Dulce estava viajando em seu pensamentos pensando em Christopher e olhando descaradamente.

Ivi: Não está nem prestando atenção na gente.
Blanca: Percebi. Dulce!

Dulce nem ai totalmente autista.

Blanca: Filha!
Dulce: Hum. Oi mãe fala.
Blanca: Estamos conversando, mas já vi que está no mundo do Uckerman. Vai lá com ele.

Dulce levantou sorrindo causando graça as duas chegou perto dele e lhe tocou o ombro.

Dul: Chris!
Chris: Oi Bebê!. Senta aqui (ele aponta a poltrona ao lado dele).

Dulce sentou e abraçou-o forte arrancando suspiros de Blanca e Ivalu que olhavam a cena.

Chris: Te acordaram minha Bebê?
Dul: Si perdi o sono (ela suspira fazendo manha).
Chris: Te faço companhia. Quer?
Dulce: Quero um beijo.

Christopher deitou as poltronas para ficarem mais confortáveis, acariciou o rosto de Dulce, beijou o nariz, olhos, o queixo, roçou os lábios nos lábios dela e iniciaram um beijo apaixonado onde as línguas bailavam fazendo o roçar das bocas produzirem um estalo e uma falta de ar, obrigando ao casal a diminuir o ritmo do beijo. Dulce enterrou o rosto no pescoço de Chris e ficou abraçada a ele recebendo carinho.

Dul: Queria assistir filme.  
Chris: Já passou filme no avião, mas minha Bebê estava dormindo.
Dul: Ah pede para o Pedro, ele tem filme no laptop dele e é justo o que eu quero ver Chris. Pedi pra mim hum? (fazendo manha)
Chris: Peço sim. Já volto Bebê.

Christopher levantou e foi pedir a Pedro o laptop, mas recebeu uma negativa. Todos sabiam que ele morria de ciúmes das suas coisas. Chris só foi pedir porque não conseguia negar nada a sua Bebê.  Dulce ficou mexendo no mp3 de seu Chris e não prestou atenção quando ele voltou ao seu lado achando graça dela dançando no estilo dela nem ai, totalmente autista, fazendo caras e bocas sussurrando a música. Ele chegou de mansinho perto dela, apertando a cintura dela, dando um susto em sua Bebê.

Dul: Me assustou Chris.
Chris: OHhhhh tadinha.
Dul: Não tira onda da minha cara não gosto (ela suspira fazendo beiço). Cadê o laptop?
Chris: Pedro não quis me emprestar.
Dul: Droga e agora Chris não tem nada para fazer (ela coçou os olhos impaciente). Vou lá pedir da outra vez ele me emprestou.
Chris: Não te emprestou bobinha você viu o filme porque estava com ele.
Dul: Quer apostar?
Chris: Quero. Vamos apostar o quê?
Dul: Engradado de cerveja.
Chris: Ah isso não.
Dul: Está com medo de perder Christopher Uckerman?
Chris: Não Dulce Maria. Está apostado vai lá quero ver conseguir.
Dul: A aposta já está no papo (rindo). Já volto.

Christopher viu sua Bebê se afastando para ir pedir ao Pedro o laptop, claro que não ia conseguir, mas calma ai Dulce é filha dele, se ela pedir do jeito meigo e fofo dela cheia de manha como ela faz comigo para me convencer, claro que ela vai conseguir. Vou perder e ainda ajudar minha Bebê a encher a cara onde eu esta com a cabeça para entrar nessa aposta.

Dulce com Pedro.

Dul (sorrindo): Pedrinho queria pedir um favor.
Pedro: Diga Bebê.
Dul: Sabe aquele dia que assisti filme com você?
Pedro: Sim me lembro. O que tem?
Dul: Queria assistir Procurando Nemo. Você me empresta?
Pedro: Empresto sim toma.
Dul: Obrigada você me ajudou duas vezes.

Dulce saiu toda feliz dançando com o laptop, Christopher ficou com cara de pastel não é que a espertinha tinha conseguido.

Dul: Chrisssss bundãoooo. Eu consegui, consegui , consegui. (ela festeja dançando no meio do avião). Não falei que conseguia ganhei a aposta.
Chris: Que aposta não me lembro de nada (Dulce senta ao lado dele).  
Dul: Christopher apostamos o engradado de cerveja não se faça de doido (ela suspira começando a ficar irritada).
Chris: Não vou dar engradado nenhum. Se quiser lhe dou beijos. Quer?
Dul: Não (ela bufou irritada). Você me enganou (ela suspira triste).
Chris: Bebê não pode tomar cerveja está tomando antibióticos lembra?

Dulce ficou chateada com ele e virou para janela do avião.

Dul: Mentiu para mim como todo mundo.

Christopher ficou sem ação, ela tinha razão mais não pode deixar ceder ao capricho dela precisava se manter firme.

Chris: Não sabia que meus beijos eram tão ruins para não querer trocar as cervejas pelos meus beijos.
Dul: Não é isso (ela bufa irritada novamente). O problema é que você mentiu, eu não aguento mais todo mundo mente para mim. Tenho cara de retardada por acaso?

Christopher ficou sem palavras, Dulce tinha razão de está magoada, ele olhou para sua Bebê e viu que ela secava uma lágrima.

Chris: O que posso fazer para que me perdoe? Não queria te magoar Bebê.
Dul: Mas magoou (ela suspirou triste).

Dulce ligou o laptop e começou a ver Procurando Nemo, Christopher ficou olhando de lado esperando a melhor hora de conversar com ela. Conforme o filme ia passando a ruiva ia se acalmando e já estava recostada nele. O pobre nem respirava com medo de quebrar o clima de paz porque ultimamente Dul poderia ser comparada a uma bomba relógio pronta para explodir em qualquer instante.
Dul: Não queria me separar de você.
Chris: Não?
Dul: Não quero mais ficar três dias no México prefiro ficar descansando perto de você.   Me desculpa Bebê? Quero que saiba que prefiro seus beijos está bem?
Chris: Prefere é?
Dul: Hum para provar eu troco o engradado pelos seus beijos, mas agora temos um probleminha?
Chris: Qual Bebê?

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Seg Ago 18, 2014 3:30 pm

Dulce se ajeita na poltrona super seria, Christopher ficou olhando para ela esperando para saber qual é o problema, quando Dul solta uma gargalhada sapeca que lhe faz rir junto.

Dul: Eu queria saber como vou saber que estou ganhando direito minha aposta porque pensa comigo Chris ( super seria de novo). Um engradado tem seis cervejas, 350 ml cada uma certo?
Chris (rindo): Certo (não entendendo nada, mas concordando).
Dul Então eu tenho que receber todo esses ml em beijos e não quero perder nada. Mas como vou ter certeza que estou ganhando tudo que tenho direito e na dosagem certa? Porque cerveja tem que está gelada e beijo .....
Chris (rindo): Tem que ser gostoso (ela assentiu sorrindo). Pode deixar que você não vai perder nada e o principal na dosagem certa (ele sorri e Dul suspira perdida no sorriso dele). A Bebê vai ter certeza quando tiver sem fôlego a partir de agora.

Christopher nem deixou Dulce falar nada logo devorou seus lábios roçando com os deles, tornando o beijo molhado conforme ia ganhando ritmo e as línguas se entrelaçavam. O beijo começou a ficar quente demais e Chris começou a cadenciar baixando e aumentando o ritmo, mas falta de fôlego fez com que o beijo perdesse força e terminasse em selinhos e suspiros de ambas as partes. Dul se jogou nos braços dele, abraçando forte e ficaram os dois juntinhos recuperando o ar. A ruiva depois de um tempo se recostou no peito dele e ficou recebendo carinhos do mesmo com os dois calados só curtindo o momento.

Chris: Também não queria me separar da minha Bebê manhosa, mas concordo com o Pedro que é melhor descansar mais três dias, afinal acabou de sair do hospital Dul. E é bom para ficar em casa com seus pais e sua irmã acertas as coisas hum?

Dulce suspirou ia finalmente para casa depois de ter descoberto tudo, o que estava sentindo não tinha mudado nada após Ivalu ter lhe falado sobre sua mãe, a respeito de como estava sendo dura com ela e com seu pai era algo que não tinha controle a raiva, a magoa e a humilhação se encontrava enraizado em seu coração. O fato de ter cedido e abraçado a mãe foi por tudo que passou, o medo que sentiu quando foi sequestrada de não vê-los mais e as saudades que por mais que não quisesse demonstrar é lógico que sentia. Ainda não sabia se queria ou não saber de tudo, as vezes tinha vontade de esquecer tudo e deixar para lá outras vezes queria saber de sua história, no momento se encontrava com medo do que poderia saber, a única coisa que estava certa era sua decisão de procurar uma casa para morar com ou sem a ajuda de sua amiga.

Christopher pensou que Dulce estivesse dormindo, mas sua Bebê se encontrava muito calada e seria com o pensamento longe, ele apertou o nariz dela para lhe chamar atenção.

Dul: Ai machucou (ela suspira fazendo manha).
Chris: Ah desculpa Bebê. Estou com sono vamos dormir ainda falta duas horas para chegar à Espanha.
Dul: Eu desculpo, mas não quero dormir fica comigo Chris não quero ficar sozinha.

Blanca tinha acordado e estava reparando sua filha e Christopher em como ficavam fofos juntos.

Blanca: Deixa o rapaz dormir filha. A mamãe faz companhia para você quer?
Dul: Não eu quero ficar com ele. Vou ao banheiro já volto ( ela suspirou e saiu para o banheiro).
Chris: Um dia enlouqueço, oh mulher geniosa com esse jeitinho sempre consegue o que quer.
Blanca: Somos frouxos, de coração mole (ela suspira rindo). Ela sempre foi assim acabamos fazendo o que ela quer, mas sempre com limite.  Nem sei como não virou uma pessoa insuportável (rindo).
Chris: Devia ser uma graça quando pequena que ela não me escute mais acho fofo as manhas e o jeito dela zangada (rindo). Tia se quiser ficar aqui fico ai com a Ivi sem problemas?
Blanca: Não melhor ficarmos onde estamos. Vou ter tempo para curtir muito minha Bebê era pretensão minha achar que vai trocar o gato do Christopher Uckermam pela mamãe (ela sorri).
Chris (envergonhado): Também não é assim tia Dulce te ama.
Blanca: Não precisa ficar envergonhado se fosse ela também não trocaria (rindo).  

Os dois riram. Dulce voltou do banheiro e viu Christopher procurando um filme para assistir.

Dul: Ei eu estou vendo Nemo.
Chris: Estou olhando esse filme. Quero ver depois do Nemo já que não me deixa dormir. Vem vamos terminar de ver o filme.

Depois de um tempo Christopher assistia o filme que tinha escolhido já ia comentá-lo quando percebeu que Dulce dormia, ele aproveitou e resolveu dormir também. Chris acordou duas horas depois sendo chamado por Oso que informou que já se encontravam em solo espanhol, ele ajeitou com todo cuidado sua Bebê que ainda dormia. Christopher escreveu um bilhete de despedida dizendo que tinha que desembarcar e não quis acordá-la, mas já estava com saudades. Ele pediu que ela se comportasse, lhe desejou bom descanso e disse que daqui a três dias iriam se ver e que depois disso não ia desgrudar dela tão cedo. Christopher colocou Urkesito ao lado dela e se foi junto com os seguranças, Pedro, May, Any, Poncho e Pollito. Todos foram direto para o hotel.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Ter Ago 19, 2014 8:50 pm

Blanca e Ivalu conversavam sobre os últimos acontecimentos quando viram uma ruiva sonolenta chamar por Christopher.

Ivi: Dul.
Dul: Hum. Cadê o Chris?
Ivi: Já está na Espanha Bebê (Dulce suspirou triste). Ele deixou esse bilhete para você e nos daqui a pouco chegamos ao México.
Dul: Não eu disse que ia com ele Ivi. (choramingando). Eu quero voltar.
Ivi: E deixar seu pai e sua irmã esperando você? Fora que sua mãe iria ficar triste se você não voltasse para casa com ela. Acha justo a gente ficar sem nossa Bebê?

Dulce ficou calada, abraçou Urkesito e ficou quietinha o resto da viagem triste por Christopher não ter chamado ela para desembarcar com todos.

Já passava das dezesseis horas na Cidade do México quando Dulce, Blanca e Ivalu chegaram à residência dos Saviñón. Elas foram recebidas por Fernando e Maria (mulher que ajudava a família da Dulce desde que ela chegou a família). Depois que fizeram maior festa pela chegada da ruiva que não estava nada animada. Ivi e ela subiram ao quarto para a amiga pegar algumas coisas dela para seguir para casa.

Ivi: Estou indo Bebê amanhã nos vemos.
Dul: Eu vou com você não quero ficar aqui.
Ivi: Por quê isso? Pensei que já estava de bem com todos.  
Dul: Me deixa ir com você? Por favor, nem sei porque voltei a falar com ela certamente pelo que me falou, mas estou confusa e eu só tenho certeza que não quero ficar. Eu decidi que amanhã mesmo vou procurar um lugar para morar. Vai me ajudar Ivi?

Ivalu estava sem saber o que fazer, não queria deixar seus tios tristes levando amiga que acabou de chegar, sabia que eles queriam curtir sua filha, mas também não queria dizer não amiga, entendia em partes o que Dulce sentia e tinha consciência que já tinha sido muito dura e dito muitos nãos a amiga desde que ela descobriu que era adotada. Ivi depois de muito pensar resolveu ajudar amiga já que a mesma estava decidida sair de casa e a ruiva nunca negava nada para ela e sempre que era possível estava apoiando em tudo que precisava.    

Ivi: Dulce eu (ela foi interrompida).
Dul: Sabia que ia dizer não.
Ivi: Nem respondi nada e você já fica de bico. Antes de me interromper eu ia dizer que sim te ajudo a procurar um lugar para morar, mas queria te pedir uma coisa.
Dul: Que coisa?
Ivi: Queria te pedir para passar esses três dias com seus pais.
Dul: Ah Ivi eu não quero. Prefiro ficar com você e venho aqui todos os dias.
Ivi: Bebê não custa nada, nos saímos todos esses dias para procurar sua casa e se quiser passo até esses dias aqui. Seu pai está morrendo de saudades da Bebê dele, a sua mãe quer curtir a Bebê dela, sua irmã também hum, por favor. Olha e te garanto que já vai ter onde morar quando voltar da Espanha te prometo.

Dul: Não sei. Quero só ver se vai encontrar vou te cobrar quando chegar.

Ivi: Prometi vou cumprir. Olha só vai tomar um banho enquanto isso pensa no meu pedido, te garanto que vai te fazer bem Dul conversar com eles e ver que nada mudou. Você continua amando eles e vice versa.
Dul: Tudo bem vou tomar meu banho.
Ivi: Vou beber água, depois subo para te esperar e saber o que decidiu.

Dulce entrou no banho e Ivalu desceu para tomar sua água, Blanca perguntou pela filha e disse que já fazia um lanche bem gostoso para todos, Claudia já daqui a pouco ia chegar do trabalho e que Fernando se encontrava procurando uns jogos para jogarem depois do jantar. Blanca perguntou se ela ia ficar também e Ivi disse que sim não podia negar um pedido de mãe e rezou em pensamentos para que sua amiga resolvesse ficar, pois Blanca estava fazendo de tudo para agradar a Bebê da casa. Ivalu subiu de volta ao quarto para esperar amiga sair do banho. Dulce saiu do banheiro e encontrou Ivalu deitada na sua cama procurando algo na televisão para assistir com uma muda de roupa dela que pelo visto já achava que as duas iam ficar.

Ivi: Então?
Dul: Então o quê?
Ivi: Dulce Maria já sabes do que falo anda desembucha.
Dul: Quero ir embora não quero ficar (ela suspira manhosa). Vamos agora, por favor?
Ivi: Bebê olha sua mãe está toda empolgada lá embaixo fazendo um lanche gostoso para você, seu pai procurando um jogo para jogarmos como nos velhos tempos e Claudia daqui a pouco chega do trabalho para se juntar na farra. Vamos ficar hum?

Dulce ficou calada pensando alguns minutos.

Dul: Tudo bem eu fico, mas você fica também e quando eu quiser vir me deitar não quero que insista para ficar lá embaixo.
Ivi: Está certo (ela sorri feliz). Vou tomar banho já venho.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Ter Ago 19, 2014 8:55 pm

Dulce esperava sua amiga desfazendo a mala, separando as roupas sujas e guardando as limpas. Quando a ruiva terminou a arrumação seu celular tocou era Christopher lhe fazendo abrir um sorriso involuntário só de ver o visor piscando Chris.

Chris: Oi Bebê.
Dul: Oi Chris. Por quê não me chamou seu chato? (ela sentou na cama). Queria ter ficado com vocês. Estou com saudades.
Chris: Ih mal começamos a conversar e já estamos de manha (rindo). Começamos bem então.
Dul: Bobo.
Chris: Também já estou com saudades. Meu coração está apertadinho de saudades, mas sabe que tem que descansar não é?
Dul: É eu sei. Vou fazer tudo direitinho.
Chris: Está se comportando?
Dul: E por quê não me comportaria?
Chris: Te conheço Maria.
Dul: É Dulce, ou melhor, Bebê.
Chris (rindo): Minha Bebê está se comportando?
Dul: Bobo. Respondendo sua pergunta estou me comportando.
Chris: O que está fazendo?
Dul: No momento estou esperando a Ivi para lancharmos. Ela está tomando banho.
Chris: Não está em casa?
Dul: Estou sim infelizmente, mas ela está aqui.
Chris: Por quê infelizmente?
Dul: Não queria ficar aqui só fiquei porque Ivi insistiu muito, ela disse que minha mãe está fazendo um lanche para gente e depois vamos jogar como nos velhos tempos, mas não estou animada para fazer nada disso.
Chris: Vai ser legal Bebê você vai ver. Tenho que ir estão me chamando.
Dul: Espero. Chamando para quê?
Chris: Vou sair com a galera. Irei a caça.
Dul: Como assim a caça Chris?
Chris: Tú sabes Bebê.
Dul: Tchau então boa caça para você Christopher.

A ruiva desligou na cara dele super irritada jogando o celular em cima de um puff, Ivalu saia do banheiro bem na hora.

Ivi: O que foi Dul? Quem te deixou tão irritada?
Dul: Christopher me ligou estávamos conversando e ele tem cara de pau de me dizer que ia a caça.
Ivi: E qual o problema? Está solteiro não? Me disse a algumas horas que não tinham nada por quê toda essa indignação?
Dul: Nenhum e sim ele é solteiro, mas é quer saber estas certas não tem problema ele que vá caça e tomara que seja mordido por uma cobra bem venenosa. Não estou indignada, mas isso não é coisa que se diga a uma mulher vou a caça soa muito mal isso. Eu quando vou para balada não sou nenhum animal para ser caçada por esses idiotas de plantão como Christopher. Ahhhhhhhhh que ódio (ela bufa irritada).
Ivi: É está certíssima. Ainda mais que seu homem não pode beijar ninguém.
Dul (irritada): Isso mesmo.

Ivalu caiu na gargalhada, Dulce não entendeu muito bem na hora, mas logo entendeu já ia dar uma resposta quando o celular começou a tocar, olhou quem era e colocou no puff de novo.

IvI: Não vai atender?
Dul: Não quero falar com ele.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Ter Ago 19, 2014 9:00 pm

O celular parou de tocar, mas já recomeçava de novo. Christopher estava no carro indo procurar um restaurante para comer com o pessoal e tentava falar com a ruiva.

Ivi: Ele deve está querendo se desculpar Bebê. Atende ai pelo visto não vai sossegar enquanto não falar com você.
Dul: Não me importa. Vamos logo descer para esse bendito lanche logo, por mim ficaria aqui mesmo, mas como sei que vão me deixar em paz prefiro ir de uma vez.
Ivalu: Certo vai descendo vou só passar perfume.

Dulce desce e Ivalu fica no quarto passa perfume e resolve atender o celular.

Chris: Dulce! Que bom que atendeu Bebê era uma brincadeira, não vou a caça e sim jantar hum. Me perdoa?
Ivi: Chris sou eu Ivi. Dulce não quer falar com você sinto muito.
Chris: Serio droga nem seu porque falei aquilo saiu sem querer.
Ivi: Ninguém mandou mexer com a fera agora aguenta (rindo). Bom tenho que ir tia Blanca deve está me esperando para comer.
Chris: Tem razão (rindo). Está certo diga a ela que liguei e que sai para jantar. Que já estou morrendo de saudades da minha Bebê. Dá uma beijo em todas por mim e um abraço no tio Fernando.
Ivi: Dou sim pode deixar. Beijos e boa sorte com sua Bebê porque vai ser difícil ela acreditar que não foi para farra.
Chris: Obrigado. Tchau.
Ivi: De nada.Tchau.

Ivalu desceu e encontrou todos como previa a sua espera. Eles sentaram a mesa e comeram um delicioso cachorro quente a la Blanca. Depois começaram a jogar detetive um jogo de tabuleiro onde cada pessoa é um personagem e pode ser o criminoso, os participantes têm que descobrir quem é correndo atrás de quem matou, com que arma e em que local. Dulce participava da brincadeira, mas não prestava atenção em nada do que acontecia, a ruiva perguntava as coisas mais de uma vez, perdendo tempo no jogo, sua cabeça estava longe na Espanha precisamente, para que jogasse Ivalu chamava por ela em todas as vezes. Blanca e Fernando estavam doidos para saber o que acontecia, mas Ivi pediu que lhe deixasse quieta.

Ivi: Dul.
Dulce: Oi.
Clau: Sua vez. Está desligada heim. Presta atenção, atrapalha o jogo sua lerdeza.
Flavio (namorado de Claudia): Boa noite família, o gostoso da casa chegou.

Flávio deu um beijo em Claudia sua namorada. Dulce levantou da mesa e foi para cozinha beber água.

Flávio: Disse algo de errado?
Blanca: Quem disse foi Claudia. Não vê que sua irmã não está bem e ainda fica provocando.
Claudia: Desculpa mãe saiu sem querer não pensei que ia causar esse alvoroço todo.

Blanca ia levantar quando Dulce voltava da cozinha.

Dulce: Esse jogo já deu estou indo dormir. Boa noite.
Todos: Boa noite Dul.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 26, 2014 6:00 pm

Dulce subiu ao seu quarto colocou seu pijama, escovou os dentes e deitou na cama, ela não estava com sono, mas resolveu ficar quietinha abraçada ao Urkesito.

Clau: Estou passada. O que houve com ela?
Blanca: Não sei, mas vou saber não aguento ver minha filha triste.

Blanca já ia levantar quando Ivalu lhe chamou.

Ivi: Tia deixa ela. Chris pisou na bola e Dul está chateada. Queria pedir um favor e informar uma decisão dela, não sei se devo ou não, mais acho melhor prevenir vocês para evitar um conflito maior e espero que não me entendam mal.
Fernando: Que favor? Diga Ivi e que decisão é essa está me assustando.
Ivi: Pedir que deixem a Dul o mais a vontade possível.
Blanca: Está dizendo que ela se sente mal em casa.
Ivi: Não tia. Eu estou querendo pedir que não pressionem ela.
Fernando: Ela te falou algo?
Ivi: Vou ser sincera Dulce não queria ficar aqui, mas eu que pedi para ela ficar esses dias com vocês e nossa Bebê aceitou então peço que respeitei o espaço dela. A Dul me pediu também para ajudar a procurar uma casa para morar amanhã mesmo, por isso estou pedindo que esses dias não fiquem o tempo todo querendo que Dul fique junto de vocês. Deixem que ela queria ficar junto entende?
Blanca: Entendemos Ivi. Isso é triste, mas o que podemos fazer, a única coisa que quero é que Dulce fique bem. Quanto a morar fora de casa não concordo nada com isso.
Fernando: Também não Blanca, mas não podemos fazer nada. Acho que devemos deixar que ela venha nos contar sobre isso e enquanto isso fingimos que nada sabemos.
Clau: Estou vendo que iremos ter muitos problemas ainda, Dulce não vai engolir saber que é adotada e pronto, ela está calma de mais para o meu gosto, depois de tudo que aprontou agora está assim quieta.
Ivi: O sequestro mexeu com ela, o que eu falei também. Fora que depois de hoje Dulce com certeza está apaixonada pelo Christopher e tudo o que ela está vivendo não deve ser fácil, aprendi com esses anos de convivência que a momentos que devemos bater de frente com ela e outros não e creio que agora não seja a hora.
Clau: Ivi tem razão.
Blanca: Tudo bem vamos fazer o que esta nos pedindo Ivi.
Fernando: Vamos sim nos queremos o melhor para nossa Bebê e se o melhor é ela sair de casa, nos apoiaremos.
Ivi: Sabia que iam entender minhas razões. Obrigada tios. Amo muito vocês. Bom estou indo para o quarto ver se Bebê ainda está acordada e tentar conversar com ela sobre o Chris. Ele me pediu para dar um recado e acabei não dando com tudo isso. Boa noite.
Blanca: Boa noite minha filha. Será que posso subir e levar um nescau morno para vocês?
IvI: Lógico que sim amo seu nescau morno antes de dormir é nossa tradição (rindo).
Blanca: Então estou já subindo.
Ivi: Ok boa noite.
Todos: Boa noite.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 26, 2014 6:01 pm

Ivalu subiu ao quarto de Dulce e Flávio que até agora estava calado se pronunciou.

Flávio: Não entendi nada. Dulce adotada que história é essa?
Clau: Te explico depois amor, quando fomos lá para fora namorar um pouco.
Fernando: Vou me deitar. Boa noite.
O casal: Boa noite.
Blanca: Boa noite amor. Vou levar o leite das meninas e já vou deitar com você (Fernando beijou Blanca nos lábios, Clau no rosto, abraçou o genro mais velho e subiu para o quarto que dividia com a esposa) . Claudia vou deixar o seu na jarra, depois esquenta quando for tomar (Claudia assentiu). Conta ao Flávio tudo, eu tinha me esquecido que ele não estava no país no aniversário da Dul e só chegou ontem. Boa noite meu genro gostoso (rindo) e boa noite filha.
Clau: Boa noite mãe. Vou namorar um pouco e contar sobre a Dulce pode deixar.
Flávio: Boa noite Blanca.

O casal foi conversar e namorar na varanda da casa, Blanca foi para cozinha.

No quarto da ruiva.

Dulce ainda estava acordada deitada na cama pensativa e nem reparou que Ivalu já estava no quarto se preparando para dormir enquanto observada amiga.

Iv: Urkesito seu pai pediu para dizer que era uma brincadeira o que disse e portanto ele não foi caçar e sim jantar com a galera. Amanhã você conta para sua mãe porque se eu falar vai achar que estou defendendo ele e não é verdade.

Ivalu ouviu um suspiro, depois viu a ruiva enxugar uma lágrima e virar de costas. Ivi soltou um suspiro de pesar por sua amiga porque tinha que acontecer tudo ao mesmo tempo, Dulce estava sofrendo e ela ia fazer de tudo para sua Bebê se sentir melhor. Quando Ivalu ia falar algo Blanca bateu na porta.

Ivi: Entra tia (Blanca entrou no quarto e se aproximou da cama da filha caçula).
Blanca: Trouxe o nescau (ela perguntou sussurrando se Dulce estava dormindo e Ivalu respondeu que não). Filha fiz para você também quer?
Dul: Sim.

Blanca entregou o leite a Dulce, a senhora lhe deu um beijo e já ia em direção a porta quando foi chamada pela a ruiva.

Dul: Mamita pode ficar aqui até eu dormir?
Blanca: Lógico meu amor afastem ai para eu deitar com duas das minhas quatro princesas.

Blanca deitou entre as duas e abriu os braços para que se aconchegassem.

Ivi: A princesa mais velha está com o príncipe gostoso? (rindo).
Blanca: Está com o príncipe sim, mas não é mais gostoso, ele está perdendo o posto.
Dul: Por quê Mamita? O de Bianca está mais gostoso (rindo). Ou é tu Ivi que desencalhou?
Ivi: Olha quem fala não está melhor que eu, e para seu governo ruiva de farmácia estou de olho em um gato e posso está errada mais parece que recíproco.
Blanca: Não briguem meninas não é o de Bianca. Ivi quero saber quem é esse gato? Mas o gostoso em questão é Christopher e segundo meu instinto está para se tornar o gostoso da família.
Ivi: Te digo tia é o filho do Pedro que veio na festa da Dul. Nosssa é uma gato.
Dul: Se chama Eduardo. Vou arrumar um jeito de você conhecer ele pode deixar ou não me chamo Dulce Maria. Quanto ao Christopher nada a declarar.
Ivi: Já ti expliquei foi uma brincadeira.
Blanca: O que houve minha Bebê que está zangada com ele?
Ivi: Tia o Chris caiu na besteira de dizer que ia caçar. Arrumar alguém, a ciumenta não gostou.
Dul: Ivi nem vem também não ia gostar está legal (levantando da cama).
Blanca: Calma meu amor, só estamos conversando deita aqui.

Dulce voltou a deitar.

Ivi: Claro que não ia, mas tia ele disse assim que era brincadeira o que disse e que ele ia jantar.
Blanca: Concordo com a Ivi filha. Converse com Chris amanhã.
Dul: Não sei chega cansei desse papo.
Blanca: Tudo bem esqueçamos os rapazes.
Ivi: Vamos falar sobre o que?
Dul: Não vou falar mais nada estou com sono, o remédio está fazendo efeito. Boa noite para vocês.
Blanca: Então boa noite Bebê durma bem. Quer conversar lá fora Ivi?
Ivi: Não tia estou com sono também.
Blanca: Então boa noite vou para meu quarto.
Ivi: Boa noite até amanhã.
Blanca: Até.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 26, 2014 6:02 pm

Na varanda

Flávio: Que história. Ela tem motivo para está mal como vi ainda pouco.
Clau: Acho que o motivo se chama Chris (rindo).
Flávio: Ah!!! Entendi. Está apaixonada?
Clau: Creio que sim (rindo). Mas Amor, eu estava louca para ti contar para saber o que fazer em relação a tudo que envolve minha irmã?
Flávio: Sinceramente Dul não pode passar por isso sozinha. Sugiro que tanto vocês e principalmente ela conversem com um terapeuta. É serio Clau, Dul não sabe nem metade de tudo, o assunto é serio. Descobrir que é adotada mexe com o mundo da pessoa. Você dorme com sua vida de sempre, acorda e descobri que sua vida não é exatamente como pensa. Começa a questionar sua vida toda, seus conceitos e o pior perde a confiança nas pessoas que mais ama. Sem contar com o sentimento de rejeição, ela foi abandonada pelos próprios pais.
Clau: Pedro não abandonou porque quis.
Flávio: Na cabeça da pessoa isso não importa Clau. Dulce ou qualquer outra pessoa não quer saber se foi forçado ou não. É um fato ser rejeitado. É um fato ser adotada, não é a mesma coisa olhar para sua família e ver que o sangue que corre nas veias dela, não é a mesma que corre nas veias dos pais, irmãs, etc. Mentiram para ela, omitiram não importa. Amor não deixa de ser doloroso, revoltante e minha cunhada vai precisar de tempo para digerir aceitar tudo isso. Outra coisa Pedro precisa contar logo tudo quanto mais tempo passar pior e se ela descobrir pela Denise, ou por outra pessoa, por ela mesma sei lá vai ser muito pior.
Clau: Concordo com você amor. Vou conversar com meus pais sobre nossa conversa, agora com relação ao Pedro já falei sobre isso, mas seu sogro disse que não devíamos nos meter nisso era uma decisão do pai da Dul. Com relação a terapia acho que é uma boa mesmo, só que pelo que conheço da minha irmã ela não vai querer conversar com um terapeuta, ela não está falando nem com as pessoas que confia imagina com um estranho.
Flávio: Então o jeito é rezar para que Dul não descubra antes dele resolver contar. Talvez você esteja certa, mas te garanto que se minha cunhadinha conversar com um profissional vai fazer muito bem a ela. Não pode ser eu, porque tenho um relacionamento afetivo com ela por ser seu namorado e ainda conheço vocês seria anti ético da minha parte, mas conheço ótimos profissionais que posso recomendar para que converse com Dulce e com vocês, recomendo um terapeuta familiar.
Clau: Obrigada amor sabia que ia me dar ótimos conselhos, amanhã mesmo vou conversar com meus pais e conforme for com a Dul também. Agora vamos dormir estou cansada.
Flávio: De nada amor, sua família também é minha daqui a pouco nos casamos e só quero o melhor para quem gosto. Vamos dormir para curtir o sábado em família (os dois seguem para o quarto de Claudia para dormir).

Na Espanha todos já dormiam após voltar de um jantar em um restaurante muito chique.

No outro dia em uma bela manhã de sábado na casa dos Saviñón estavam todos reunidos em volta da piscina, menos Dulce que ainda dormia. Claudia e Flávio já tinham comentado sobre o que conversaram antes de dormir, Blanca e Fernando amaram a ideia e pediram que ele falasse com a amiga o mais rápido possível, Flávio disse que ia ligar agora mesmo para a amiga, mas alertou que deveriam falar com Dulce sugerindo que ela conversasse com a terapeuta que seria bom sim para eles conversarem mais a principal seria Dul. Ivalu logo de cara disse que isso não ia dar certo porque amiga não ia gostar nada dessa ideia, Claudia argumentou a amiga dizendo que não custava tentar. Flávio deu um beijo em Claudia e foi ligar para terapeuta do escritório.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 26, 2014 6:05 pm

Já passava das dez da manhã quando Dulce acordou, tomou um banho, escovou os dentes e vestiu um short jens e uma blusa de alcinha, desceu as escadas encontrando com Flávio que tinha acabado de conversar com sua amiga terapeuta que se chamava Camila, lhe contando tudo o que estava acontecendo com a irmã da namorada e perguntando se era possível marcar uma sessão de terapia para Blanca e Fernando, Camila perguntou e a Dulce? Flávio informou que eles iam conversar com a filha sobre isso e que não sabia se ela ia gostar dá ideia, mas que o casal mesmo Dulce não querendo queria conversar com ela para saber o que fazer em como ajudar a filha caçula a superar tudo. Camila assentiu e disse que poderia ser na segunda mesmo pela manhã, mas Flávio perguntou senão tinha como ser na casa deles porque querendo ou não os pais de Dulce estavam em evidência e se soubessem que estavam frequentando uma terapia ia ser motivo de muito alarde, estresse e podia ser prejudicial a ruiva. Flávio então sugeriu que ela viesse amanhã na casa dos Saviñón conversasse com Blanca e Fernando seria uma oportunidade dela observar a Dulce e até conversar com a ruiva se os pais dela já tiverem conversado com a filha. Camila disse que tudo bem e que amanhã estaria na casa deles, depois o namorado de Claudia ter passado o endereço, eles se despediram e desligaram o telefone.

Flávio: Bom dia cunhadinha!!! Tomamos café da manhã lá fora no deck e agora estamos todos na piscina. Você não vêem? O café da manhã ainda está tudo á mesa.
Dul: Não estou afim de ficar sozinha valeu só desci para tomar um copo de leite e já vou para meu quarto.
Flávio: Está certo então vou lá então com eles.

De volta a Piscina

Clau: Conversou com a Camila?
Flávio: Sim. Sogrinhos combinei de ela vir aqui amanhã, não tem problema não né? Achei que se fossem no consultório poderia alguém descobrir e fazer um alarde danado. Camila vem para conversar com vocês e observar a ruiva. Agora vocês precisam conversar com a Dulce para saber se ela vai ou não querer conversar com a terapeuta.
Blanca: Assim que Dul acordar eu falo com ela.
Flávio: Já acordou encontrei com ela quando saia do escritório.
Blanca: E cada meu Bebê?
Flávio: Me disse que queria ficar sozinha e não estava com fome.
Blanca: Vou subir para conversar com ela já venho.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 13 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum