Só o amor pode salvar da dor

Página 2 de 11 Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Seg Ago 04, 2014 9:29 pm

Chris: Ivi sou eu de novo (Christopher suspirou segurando o celular e abraçando a namorada que deitou a cabeça no ombro dele).
Ivi: Oi (ela suspira sentada na cama).
Chris: Falou o que para a Bebê? Ela passou o celular dizendo que não queria mais falar com uma cara chorosa.
Ivi: Toquei no nome dos tios.
Chris: Ah! Entendi.
Ivi: Ficou muito brava?
Chris: Não muito, mas está chorando.
Ivi: Chris preciso desligar estou indo na casa da Dulce vê como estão as coisas por lá. Quando chegar lá te ligo com certeza vão querer falar com você para saber como a Bebê está e falar com ela se possível.
Chris: Pode ser amanhã? Aqui já é tarde. Diga a eles que ligo amanhã de manhã agora o segundo pedido acho difícil.
Ivi: Tudo bem. Se eu tiver com eles na hora posso conversar com ela, ai pelo menos a voz eles escutam.

Dulce levanta a cabeça e pede o celular.

Chris: Boa ideia. Ela quer falar com você (ele passa o celular para amiga).  
Dul: Ivi queria pedi um favor.
Ivi: O que Bebê?
Dul: Quero que procure um local para me mudar casa de preferência.
Ivi( surpresa): Vai sair da casa dos seus pais?
Dul: Sim, não quero mais morar com mentirosos.
Ivi: Mas Bebê você ama onde mora. Combinou que só iria sair de casa quando casasse já que viaja tanto e não vale a pena ter uma casa para se preocupar lembra.
Dul: Lembro mais mudei de ideia. Então vai me ajudar?
Ivi: Quando chegar aqui no México conversamos sobre isso.
Dul: Não eu quero uma resposta agora.
Ivi: Isso é um assunto serio que envolve outras coisas e não vou falar sobre isso no celular. Você chegando aqui em casa conversamos.
Dul: Se não quiser é só falar sei que está do lado dos traidores.
Ivi: Não estou do lado de ninguém, deixe de besteira só acho que morar sozinha é um assunto serio que não pode ser tomado de cabeça quente (Ivalu sai de seu apartamento e desce de escada para continuar a falar com a amiga).
Dul: Não estou de cabeça quente. A decisão está tomada, mas se não quer ajudar tudo bem procuro quem queira ou me viro sozinha que seja.
Ivi: Deixe de mal criação Maria teu mal é sono vai dormir vai. Chris disse que ai já é tarde. Está mais que na hora de Bebê está dormindo(Ivi chega a ao térreo e segue para o carro).
Dul: Não sou mal criada e não quero dormir, por favor,Ivi (Ivalu entra no carro e se acomoda no mesmo).
Ivi (ela suspira e coloca a bolsa no banco do carona): Bebê eu estou dentro do carro pronta para sair depois nos falamos.
Dul: Chata eu me viro sozinha sabia que não podia contar com você traidora.
Ivi: Não vou levar em consideração o que está me dizendo, mas quero que saiba que estou muito chateada com você Dulce Maria (ela suspira com pesar por está sendo dura com amiga que considerava como irmã e era prima também, pois as mães de ambas eram madrinhas uma das outra). Tchau me passa para Chris.
Dul: Desculpa Ivi não fica brava (ela suspira chorando de novo). Só queria que me ajudasse, você sabe como são meus gostos.  
Ivi: Passa para Chris quero falar com ele.
Dul: Não vai me perdoar?
Ivi: Não quero mais conversa passa o celular anda.  

Dulce passa o celular chorando para Christopher  e corre para o banheiro batendo a porta com força.

Ivi: Que barulho é esse Chris?
Chris: Dulce batendo a porta do banheiro (ele suspira passando a mão no cabelo). Por quê não a desculpou?
Ivi: Sei que ela está passando por momentos ruins, mas ela precisa saber que não pode magoar os outros assim a torto e a direito.
Chris: Você está certa, mas não pude deixar de ficar com pena por não ter desculpado ela.
Ivi (rindo): E como acha que fiquei (ela liga o carro). Bom deixa eu desligar boa sorte para amansar a fera (Chris sorri e ela também). Beijos te ligo amanhã para saber como ela está.
Chris: Obrigado vou precisar. Beijos avisa que ligo para Blanca amanhã (Ivalu assente e os dois desligam os celulares).

Depois de desligar o telefone Christopher deixa o mesmo na mesa de cabeceira e vai ao encontro de sua Bebê respirando e expirando buscando ficar calmo, pois sabia que estava prestes  a enfrentar uma batalha. Com esses anos de convivência aprendeu que Dulce brava era pior que um bicho enjaulado. Ele aproximou-se da porta e bateu.

Chris: Abre a porta.
Dul: Não me deixa sozinha vai embora.
Chris: Não posso prometi a meu Bebê que não sairia de perto dela.  

Alguns minutos passaram em total silêncio.

Chris: Não vai abrir Bebê?
Dul: Não. É melhor ficar longe de mim sou um monstro, eu magoei minha melhor amiga agora ela não quer nem falar comigo. Não quero fazer mal a você também.
Chris: Bebê abre a porta. Você não é nenhum monstro deixe de besteira (ele abre a porta novamente). Você não me faz mal pelo contrário me faz muito bem.
Dul: Sou sim (ela soluça). Eu não fiz ainda, mas vou acabar fazendo mal a você (a ruiva suspira  chorosa). Eu faço mal as pessoas por isso elas me largam.
Chris: Bebê, por favor, para de pensar besteira (ele coloca a mão na maçaneta). Abre para gente conversar.
Dul: Não quero conversar me deixa em paz.
Chris: Tudo bem vamos só dormir então (Christopher força a maçaneta). Você precisa descansar e eu também.
Dul: Não quero descansar vai embora e vai descansar você.

Christopher ficou calado uns instantes pensando no que falar para não piorar a situação, ele olhou para mesa, viu o celular e teve a ideia de ligar para Ivalu, a única pessoa que ia conseguir acalmar sua Bebê. Ele foi ao seu quarto e ligou para Ivi.


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 6:55 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 05, 2014 8:59 pm

Ivalu já estava na casa dos pais de Dulce.

Ivi: Chris que bom que ligou estava angustiada peguei pesado com ela, só não liguei porque tinha me dito que já era tarde. Como ela está?
Chris: Está trancada no banheiro desde que brigaram não consegui tirar ela de maneira alguma (Christopher passa a mão no cabelo preocupado). Ela disse que era um monstro que faz mal as pessoas por isso largaram ela.

Ivi começou a chorar com o que o amigo disse. Blanca ficou preocupada e pegou o celular da afilhada.

Blanca: Chris aconteceu algo com a minha filha?
Chris: Não tia. Dul e Ivi brigaram e estou ligando para perguntar se eu posso ligar para ela conversar com a Bebê e resolveram essa bronca.
Blanca: Vou perguntar um minuto.

Ivalu diz que sim e Christopher ainda respondeu algumas perguntas de Blanca, depois voltou ao quarto da ruiva. Dulce estava saindo do banheiro assim que viu Chris já ia fechando a porta.

Chris: Dul espera. Quer que eu ligue para Ivi?
Dulce: Não precisa ela não quer falar comigo.
Chrus: Posso tentar, só quero que prometa que não vai se trancar no banheiro e vai conversar com calma sem ofensas.
Dulce (fungando): Eu prometo.
Chris: Vem aqui Bebê.

Os dois se abraçam forte e Christopher leva Dulce para sentar na cama, ele se encosta no travesseiro e faz com que a ruiva deite no peito dele.

Chris Vou ligar.

Dulce nada falou, depois de se deitar e por a cabeça no peito dele estava se sentido segura como a muito tempo não sentia, ela soltou um suspiro e coçou os olhos. Christopher digitou os números no celular e notou seu Bebê se acomodando melhor.

Chris: Alô Ivi.
Ivi: Oi Chris tudo bem?
Chris: Tudo sim. Olha tem uma pessoa querendo falar com você.
Ivi: Passa o telefone para Bebê.
Chris: Toma Bebê.
Dulce: Não quero.
Chris: Você não estava querendo pedir desculpa hum?
Dulce: Se ela não quiser me desculpar.
Chris: Como não desculpar a Bebê fofa e linda do RBD?

Ela escondeu o rosto no peito dele causando uma gargalhada fazendo Ivi rir também apesar de não saber bem o que acontecia.

Ivi: Do que está rindo?
Chris: Ela ficou com vergonha uma graça.
Ivi (rindo): Que fofa, ela fica toda errada desde pequena (Ivalu sorri lembrando da amiga com vergonha) e fica toda vermelhinha também. Põe o telefone no ouvido dela para resolvermos logo isso, vocês precisam descansar.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 05, 2014 9:00 pm

Christopher coloca o telefone no ouvido da ruiva.

Ivi: Bebê o Chris falou que queria falar comigo.
Dul: Quero pedir desculpas pelo que falei. Você me desculpa?
Ivi: Lógico que desculpo, mas também quero que me desculpe.
Dul: Por quê?
Ivi: Por não ter te escutado.
Dul: Não precisa quem errou foi eu.
Ivi: As duas erraram.
Dul: Tudo bem se é assim eu te desculpo também.
Ivi: Obrigada.

Depois de conversar com a amiga e resolver o desentendimento Ivalu colocou o seu celular no viva voz para Blanca e Fernando escutarem a ruiva.

Ivi: Bebê o que vocês vão fazer ai?
Dul: Vamos a um programa de televisão, gravar um clipe. O que mais Chris?
Chris: Rádio e vamos fazer um show.
Dul: Isso ai trabalho, trabalho, trabalho só assim eu esqueço um pouco da minha vida (ela suspira penosa). Estou com saudades amiga.
Ivi: Eu não só faz vinte quatro horas que nos vimos. (Dulce fica triste). É não Bebê também já estou com saudades viu (Fernando e Blanca suspiraram e disseram sussurrando que eles sentiam saudades também). Amanhã nos falamos já está tarde (Dul assente). Boa noite e fique com Deus (Fernando e Blanca sussurrando desejaram boa noite a filha caçula disseram também fique com Deus igual a afilhada).
Dul: Você também. Boa noite, Chris está mandando beijos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 05, 2014 9:02 pm

Após desligar o celular a ruiva colocou na mesinha e se acomodou de novo no peito de Chrostopher.

Chris: Agora vamos dormir. Boa noite.
Dul: Bebê não vou ganhar um beijinho.
Chris: Beijinho é?
Dulce: Sim (ela faz bico).

Christopher ri do biquinho de sua Bebê. Ele acaricia o rosto dela, aproxima os corpos, roça o nariz fazendo ambos suspiram e iniciam um beijo calmo e carinhoso. Eles ficam se beijando por um tempo até que sentiram o ar faltar.

Dul: Te amo muito você é o melhor que poderia está acontecendo na minha vida (ela suspira e faz um carinho no rosto dele). Sei que não estou demonstrando tanto como deveria, mas quero que saiba que amo está com você muito, muito, muito.

Dulce inicia um beijo molhado tentando passar o que estava sentindo já que o momento que vivia não deixava demonstrar o quanto era carinhosa, todo o sofrimento que passava   congelava a Dulce doce e carinhosa que sempre foi com todos que a cercam. Christopher suspirou conseguindo sentir o que sua Bebê demonstrava através dos seus beijos, mas resolveu parar com um selinho seguido com um roçar de nariz.

Chris: Também te amo muito Bebê agora vamos dormir sim.
Dul: Não estou com sono vou dar uma volta.
Chris: Já é de madrugada Bebê o hotel está fechado (ele beija a testa dela). Fica deitada que o sono veem.

Christopher ficou fazendo cafuné na ruiva, mas quem acabou dormindo primeiro foi ele. Dulce ainda rolou de um lado para outro impaciente e levantou da cama, após dar um beijo em Chris de leve. Ela trocou de roupa e saiu corredor a fora, entrou no elevador, desceu no térreo e se dirigiu a área da piscina. Não havia ninguém no local, a ruiva se sentou em uma mesa e ficou pensando no que ia fazer de sua vida sim porque já estava resolvida que não ia mais morar com os pais, mesmo que Ivi quisesse conversar com ela sobre isso quando chegar ao México isso já estava mais do que certo em sua cabeça. Agora não sabia o que fazer quando as pessoas começassem a lhe perguntar sobre a descoberta dela de ser adotada, não queria falar sobre isso de maneira alguma, mas também não poderá ser indelicada ou grosseira com a mídia, e principalmente com os fãs que com certeza irão querer saber como ela está. Uma lágrima desceu pela sua face, e outras começaram a rolar pelo rosto dela, machucada por uma mentira que mudou toda a sua vida. Ela estava com raiva do mundo, nesse exato momento se deu conta que não sabia de nada, a única coisa que tinha conhecimento era o que sua prima tinha dito era adotada, por um segundo pensou que ela poderia está blefando, uma chama se ascendeu no seu coração. Dulce pegou seu celular e viu no seu plano de fundo a sua família era parecida com sua mãe e irmãs, mas uma vez viu uma reportagem que falava sobre adoção e que com o tempo as crianças pareciam com os pais devido a convivência era por isso então. Lembrou dos rostos apavorados de sua família e toda a chama se apagou sua prima falou a verdade, ninguém teve coragem de dizer que era mentira de Denise. Seu coração congelou e agora se encontrava mais machucado ainda. A ruiva se deu conta de como estava sozinha, sem ninguém e tão perdida quanto um pássaro que se perde do seu ninho. Que belo presente tinha ganhado de aniversário e até presente antecipado de Natal que se aproximava. O RBD e toda sua equipe iam voltar a poucos dias das festividades Natalinas, que esse ano seria algo o qual não participaria e nem queria saber de nada sobre. No dia 24 iria passar dormindo na sua futura casa e se não desse tempo em algum quarto de hotel.  Sabia que Christopher e Ivalu com certeza ia chamar – lá para passar a ceia com eles, mas não estava afim definitivamente de se juntar a ninguém, principalmente na casa de sua amiga que lembra tanto as ceias de sua família, ou pior podia até que as duas famílias ceassem juntas como no ano passado e em tantos anos os quais estavam juntas.


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 7:10 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 05, 2014 9:03 pm

Já passava das quatro horas da manhã quando Christopher acordou e viu que estava sozinho na cama, procurou Dulce com o olhar e não achou. Ele foi ao banheiro e também não estava lá, um desespero tomou conta dele, olhou em volta e viu que o celular dela não estava imediatamente correu ao seu quarto e pegou seu celular e ligou para ruiva. Dul tomou um susto quando seu celular tremeu em suas mãos e já começava a tocar Este Corazon, engoliu o choro e atendeu.

Dulce (com a voz rouca): Alô, Oi Bebê.
Chris: Bebê onde você está? Por quê não está aqui dormindo comigo? Não está bebendo não né?
Dul (fungando): Eu, eu não consegui dormir e não quis te acordar estava dormindo tão lindinho e não estou bebendo (ela suspira tentando segurar suas lágrimas). Estou na aérea da piscina do hotel (a ruiva seca mais lágrimas). Desculpa não quis te assustar.
Chris: Mas assustou Dulce Maria estou todo me tremendo do susto que me deu, não quero mais que saia assim de madrugada e muito menos sem me avisar. Eu prefiro que me acorde entendeu?
Dul: Sim, mas não vai me desculpar Bebê?
Chris: Quando tiver aqui em cima em 5 minutos no máximo e ver que está bem te desculpo.
Dul: Ok eu vou desligar e já estou subindo.

Assim que desligou o celular Christopher colocou na mesinha e respirou fundo tentando tirar a tensão que estava presente no seu corpo, não ver Dulce ao seu lado lhe assustou demais. Cinco minutos exatos uma ruiva com rosto vermelho e suado aparecia na porta toda encolhidinha com medo dele, pois sabia o quanto ele era carinhos e gentil, mas bravo chegava a assustar qualquer um.

Dul: Chris, por favor, me desculpa.
Chris: Não faça mais isso Bebê quase me mata do coração (Christopher chega perto dela e a abraça com carinho). Me promete que se quiser sair vai me chamar? Nem que seja para beber em um bar, quero que me chame.
Dul: Eu prometo (ela se solta um pouco dele e o mira). Já que disse isso pode me levar para beber me deu vontade?
Chris: Dulce Maria não estou brincando.
Dul: Desculpa de novo não quero te aborrecer Chris eu juro (ela suspira e o abraça). Eu prometo te chamar está bem para onde eu for(ela suspira e fez beicinho).
Chros: Está desculpada então por ter sumido e pela brincadeira (ele beija a testa dela novamente). E esse beicinho é para amolecer esse pobre coração é?
Dul (sorriu sapeca como a tempos não fazia): Obrigada amorzinho. Hum se eu disser que sim vai ficar bravo de novo?
Chris: Não vou não (ele afasta o corpo dela do seu e a encarar). Para não ficar bravo a mocinha dona desse sorriso tão gostoso que eu amo tanto tem que me der um beijinho.
Dul: A mocinha pode dar então o beijinho.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Ter Ago 05, 2014 9:24 pm

Dulce colou seu corpo ao de Christopher e começaram um beijo romântico cheio de carinho da parte de ambos, um beijo que emocionou os dois e que fez com que Chris confirmasse o quanto era louco por aquela ruiva que acabou de lhe deixar nervoso, mas só com um sorriso bobo amoleceu seu coração apaixonado. Ele faria tudo para que sua Bebê superasse esse momento difícil, e que depois desse susto que se ela fosse aprontar alguma coisa preferiria estar junto e ajudar a fazer uma burrada do que enlouquecer pensando que sua amada poderia está correndo perigo. Aos poucos o beijo foi perdendo força, Chris abraçou Dul forte como para confirmar que ela estava ali, depois sentou ela na cama e a olhou nos olhos castanhos expressivos e tão amargurados, que apesar do sorriso que deu apouco sabia que antes tinha chorado horas talvez o tempo em que ele esteve dormindo. Os dois suspiraram e ele lhe tocou a fase enxugando o rosto ainda molhado pelas lágrimas.

Chris: Te amo muito Bebê.
Dul: Eu também te amo muito Chris.  
Chris: Não dormiu nada não é?
Dul: Somente antes de acordar te procurando, depois disso não consegui mais dormir.
Chris (ele puxou a ruiva para seu colo): Não quer tentar agora passou a noite em claro, precisa dormir um pouco Bebê, quando vierem no chamar eu te acordo está bem.
Dul: Eu continuo sem sono não vou conseguir, prefiro levantar logo.
Chris: Vamos fazer assim vai tomar um banho morno, depois vou tentar fazer você dormir porque pelo que soube vamos a uma tarde de autografo após o almoço.

Christopher levou a ruiva no colo até o banheiro, lhe deu um selinho e saiu logo em seguida dizendo que ia tomar um banho também no seu quarto e que já voltava.


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 7:17 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qua Ago 06, 2014 8:13 pm

Trinta minutos depois Dulce se encontrava no colo de Christopher que lhe acariciava os cabelos e seu braço enquanto cantava uma musica sussurrada em seu ouvido de um cantor brasileiro chamado Djavan.

http://br.youtube.com/watch?v=QEnWY744aHY

Dulce aos poucos foi se entregando ao cansaço de horas, adormeceu escutando Christopher cantar, lutando contra o sono porque queria escutar a canção até o final. Chris assim que terminou de pronunciar a última palavra olhou sua Bebê e a viu adormecida. Ele com todo cuidado do mundo deitou a ruiva na cama, a cobriu e escreveu um bilhetinho que dizia:

Bebê,

Resolvi te deixar sozinha para dormir o máximo que puder, sei que não vai acordar antes que eu te chame, mas em todo caso te aviso que estou no meu quarto. Depois canto de novo a música para você sei que lutou até o último instante para não fechar esses olhos castanhos que amo tanto, mas precisava descansar amor.

Espero que tenha tido bons sonhos.

Do seu Chris que te ama.

Depois de deixar o bilhete do lado do celular da ruiva, Christopher voltou ao seu quarto e deitou um pouco. Ele só conseguiu dormir  umas três horas e acordou com uma batida de porta. Assim que abriu a porta Oso avisou que ele precisava descer para o café da manhã. Chris assentiu e então Oso se dirigiu para falar com Dulce, mas ele o impediu a tempo e pediu que não acordasse a ruiva explicando que ela não tinha dormido nada de madrugada. Oso assentiu e disse então que ele descesse logo porque Pedro queria fazer uma pequena reunião após o café.  

Vinte minutos depois a galera estava reunida tomando café da manhã em um falatório animado, Christopher era o único que não conversava, respondia uma coisa ou outra porque pensava na sua ruiva, se ela estava dormindo direitinho para poder recuperar as energias ou se já tinha acordado. Ele suspirou pensando em como era bobo, era lógico que estava no décimo sono nesses anos de convivência aprendeu que sua Bebê quando dormia era como uma pedra não se mexia e tinha um sono ferrado tanto que era sempre a que dava mais trabalho para acordar dos seis. Logo todos terminaram a primeira refeição do dia e Pedro informou a todos como seria os dias que iam passar na Romênia. Hoje iam para tarde de autógrafos, depois três dias livre, dia doze vão ensaiar para o show durante a tarde e a noite iriam se ambientar com o palco, no dia treze tem o show, um show extra dia quatoze e depois gravariam o clipe dia quinze e dezesseis. Esses três dias livres Pedro explicou que era devido o adiantamento da vinda deles, e que hoje a pedido dos empresários romeno ia ter  tarde de autografo já que já estavam no país.  Assim que a reunião acabou Chris foi a uma loja de conveniência, olhou a loja toda e escolheu um ursinho de pelúcia   muito lindo para dar a ruiva. Subiu ao seu quarto deixou o ursinho em cima da cama, escovou os dentes e voltou ao quarto pegou um cartão e escreveu:

Bebê,

Comprei esse ursinho para você lembrar de mim sempre que estivermos separados. Espero que goste. Te amo muito.

Chris


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 7:21 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qua Ago 06, 2014 8:14 pm

Christopher colocou o cartão junto com o urso e voltou para o quarto dele. Após fechar a porta do quarto olhou o relógio 10h20 e em seguida foi a sua mala pegou uma calça jens, All Sart preto e uma blusa branca separou e deixou no sofá, se dirigiu ao banheiro e começou a fazer a barba que já estava um pouco crescida, tomou um banho e vestiu um short, pois ainda estava cedo para se arrumar. Depois ligou o ar condicionado e olhou o relógio e já ia dar 11h da manhã estava na hora de acordar sua Bebê. Quando entrou no quarto Dulce estava esparramada na cama de lado com uma mão perto do rosto e a outra largada pela cama, os cabelos sobre o travesseiro, dormia tranqüilamente como um anjinho. Ele sorriu se achando um bobo como era possível amar tanto uma pessoa se sentou na cama e tirou a franja que caia sob os olhos dela, beijou o nariz e lhe deu um beijo na testa. Dulce suspirou e se mexeu esbarrando nele ainda adormecida, Chris sorriu da maldade que ia fazer, colou os lábios perto da orelha dela e apertou, ele não conseguiu se segurar e caiu na gargalhada, a ruiva fez uma carinha de incomodada e tacou a mão na orelha e acabou acordando, ela viu Chris rindo ficou emburrada e deu um tapa nele. Já estava fechando os olhos de novo quando ele mordeu o braço dela, levando outro tapa.

Dul: Para quero dormir estou com sono.
Chris: Não pode Bebê já são 11h da manhã, você tem que tomar banho porque daqui a pouco vamos almoçar e seguir para tarde de autografo.
Dul: Hum vai se arrumar vai (fechando os olhos de novo e suspirando). Até já.
Chris: E deixar você deitada tem nem perigo, só saio daqui quando estiver no banheiro e com o chuveiro ligado mocinha (passando a mão no rosto dela).
Dul (cheia de manha): Chris, por favor, mais meia horinha.
Chris: É sempre assim cheia de manha para acordar Bebê.
Dul: Não faço manha. (se aconchegou no peito dele).
Chris: Imagine se fizesse como não seria não é?

Christopher sem avisar a carregou no colo e levou direto para o banheiro, a deixando dentro do boxe depois de ter enfiado a cabeça dela na água. Dulce ficou emburrada e deu um tapa nele, choramingando e xingando toda a geração da família dele. Como não tinha outra opção a ruiva foi tomar seu banho e Chris voltou ao seu quarto pegou o ursinho e colocou na cama dela junto com o cartão, retornou ao seu quarto e começou a colocar suas roupas.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Qua Ago 06, 2014 8:16 pm

Trinta minutos depois Dulce saia do banheiro de roupão já maquiada, olhou o relógio e viu que já era quase meio dia, pegou o telefone para ver se alguém tinha ligado e viu o bilhete de Christopher, lembrou que ele cantou uma música para que dormisse e sorriu, respondeu em pensamentos que sim ele estava certo não acordou sozinha de maneira nenhuma e que com certeza iria querer que ele cantasse de novo. A ruiva pegou o bilhete para colocar na sua agenda virando quando avistou o ursinho e um cartão na cama, uma lágrima escorreu no seu rosto como um homem podia ser tão fofo e carinhoso, leu o cartão abraçada ao ursinho. Ele soltou um suspiro de admiração pelo Chris e estava cada vez mais apaixonada por ele, o homem mais especial que conheceu em sua vida, cada vez mais com vontade de tentar algo mais serio com ele crescia em seu coração. Dul deixou o ursinho na cama levou o cartão e o bilhete para por na agenda, abriu sua mala e pegou uma calça jens, blusa rosa e um moleton azul, vestiu tudo e voltou ao banheiro para retocar a maquiagem quando voltou ao quarto encontrou Christopher sentado na cama. Ele sorriu para ele que devolveu o sorriso e sentou no colo dele dando um abraço apertado e sentindo o cheiro gostoso do perfume dele.

Dul: Chris amei o bilhete e estava certo (rindo). E eu quero que cante de novo, você canta para sua Bebê hum? Amei o cartão também te amo muito, te admiro e tenho certeza que não tem homem mais especial que você, o ursinho é lindo vou estar sempre com ele. O Urkisito é a cara do pai só falta as pompas (rindo).
Chris: Sempre estou certo ( ele deu um selinho nela) e canto quantas vezes minha Bebê quiser. Obrigado te amo muito e não canso de repetir, você também é muito especial. Que bom que gostou do ursinho. Ah sou pai é eu nem sabia disso.
DuL: É sim papai do Urkisito. (Oso bate na porta chamando para almoçar).
Chris: Vamos Bebê almoçar está até agora sem comer nada quero que coma direito está bem? Porque desde ontem que você não comi nada.
Dul: Está certo vou comer direitinho prometo palavra de Dulce Maria.
Chris: Espinoza Saviñón.

Dulce irritada tirou a mão de Christopher da sua cintura, levantou do colo dele e saiu porta fora batendo com força sem falar nada. Chris ficou olhando a porta, suspirou com pesar.

Chris: Seu burro porque foi tocar no que mais machuca sua Bebê.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:11 pm

Christopher pegou a chave, o celular, a carteira e saiu do quarto encontrando Poncho e Any entrando no elevador, os dois totalmente chocados com Dulce, que passou por eles falando sozinha, super irritada, dizendo que queria sumir. Deram bom dia e ela retrucou só se for para vocês porque para mim já está péssimo, merda de vida.

Christopher perguntou o que ouve, eles contaram e Chris explicou do porque a ruiva está assim, ambos disseram que não vão nem chegar perto dela até ter certeza que não correm risco de vida. Eles saíram do elevador direto para o restaurante, onde estavam todos sentados para comer, menos a ruiva. Já ia perguntar por ela, mas se calou quando um ser ruivo entrou pisando fundo e resmungando “Só posso ter jogado pedra na cruz passei por todos os andares desta droga de hotel”. Suspirou e passou a mão no rosto irritada. Todos olharam para ela atônitos, Dulce percebeu e perguntou.

Dulce: O que é nunca me viram não é? Que droga, quer saber perdi a fome.

Dulce já estava saindo quando sentiu uma mão no seu braço lhe segurando e puxando de volta.

Dul: Dá para me soltar Christopher.
Chris: Não dá Dulce Maria chega de chilique (Christopher suspirou firme). A mocinha vai sentar na mesa e comer tudo que tiver no prato sem resmungar. Entendeu?

Dulce olha irritada para ele soltando fogo pelos olhos, mas Chris a encarou firme.

Dul: Você não manda em mim. Me solta seu bruto está me machucando.

Christopher estava pegando leve no braço dela sendo que nem apertado estava.

Chris: Não estou nem apertando Maria deixe de cena.

Dulce vendo que não tinha jeito disse que ia sentar. Christopher levou a ruiva para mesa e com o olhar pediu a todos que não falassem nada com ela, todos assentiram como deu. Chris perguntou a Dul o que ela queria almoçar, a ruiva não respondeu e ele escolheu para ela um rotoloni. O almoço depois do estresse da Bebê do RBD transcorreu numa boa, todos comeram e logo em seguida subiram para escovar os dentes. Logo após saíram para a tarde de autógrafos que durou a tarde toda e o começo da noite, ocorreu tudo conforme o planejado com muita organização, muitas fotos, autógrafos e conversar rápidas com os fãs e com direito a presentes.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:12 pm

Já passava das 19 horas quando RBD, os seguranças e o Pedro chegaram ao hotel, todos subiram aos seus quartos para tomar banho e em seguida descer para jantarem todos no restaurante. Dulce depois de tomar banho, não desceu junto com os outros. Ela não queria ver ninguém muito menos Christopher com quem estava extremamente chateada, após o episódio do restaurante não falou com mais ninguém e estava fechada no seu mundo, as únicas pessoas que ganharam sorrisos e algumas palavras foram os fãs. Todos jantaram e resolveram conversar e jogar no salão de jogos do hotel, Pedro foi o único que subiu e encontrou Dulce saindo do quarto cabisbaixa com o rosto vermelho com uma cerveja na mão e uma mochila assim que o viu jogou a bolsa de volta para o quarto.

Pedro: Oi Dul por quê não foi jantar com a gente?
Dul: Estou sem fome ( ela suspirou sem olhar para Pedro nos olhos). Vou dar uma volta.
Pedro: A galera toda está no salão de jogos vai lá.
Dulce: Não quero ficar sozinha, mas valeu a dica.
Pedro: Tudo bem. Se a volta que for dar for fora do hotel chama o Oso para ir com você está bem?
Dulce: Ok tchau Pedro. Boa noite.
Pedro: Tchau Dul. Boa noite.

Dulce saiu em direção ao elevador apertou o botão, apenas disfarçando assim que Pedro entrou em seu quarto a ruiva, andou pé por pé, abriu seu quarto, pegou a mochila e saiu o mais rápido que pode do hotel sem ser vista por ninguém.

Enquanto isso a galera estava brincando e conversando, Christopher estava meio aéreo e foi chamado atenção por Maite, porque era a vez dele jogar.

Mai: Chris anda sua vez de jogar.
Chris: Oi o que foi?
Pollito: Sua vez de jogar cara.
Chris: Ah ta desculpa (ele jogou). Pronto.
Any: Está pensando na ruiva?
Chris (rindo): Que pergunta lógico que sim.
Poncho: Por quê não vai atrás dela?
Chris: Não sei se devo.
Any: E por quê não deve?
Chris: Não sei se perceberam mais nos brigamos no almoço e Dulce não está afim de conversar com ninguém.
Poncho: É verdade, eu e a Any que o diga.
Any: Verdade a Bebê está uma perfeita ferinha.
Mai: Tadinha Any ela está passando por maus momentos temos que relevar.
Todos: É verdade.
Pollito (rindo): Afinal somos loucos pela ferinha principalmente o Chris.
Chris: Engraçadinho. Bom vou lá ver como está.
Mai: Traz ela para cá.
Chris: Vou tentar nem sei se ela vai querer falar comigo, imagina se vai querer descer, mas em todo caso eu pergunto.
Poncho: Boa sorte vai precisar.
Chris: Valeu até mais.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:15 pm

Christopher sobe para falar com a ruiva, entra no seu quarto e abre a passagem para o quarto dela, quando entra toma um susto, sua Bebê não estava e o pior de tudo a mochila também não estava lá. Seu coração começou a bater forte, a primeira coisa que fez foi ligar para o Pedro.

Chris: Pedro a Dulce fugiu.
Pedro: Como que fugiu o que está doido, ela me disse que ia dar uma volta. Eu deixei inclusive avisei que se fosse sair do hotel que levasse Oso com ela.
Chris: Acabei de subir do salão de jogos e Oso está jogando com a galera (Pedro suspira prevendo que Christopher pudesse está certo). Eu vim saber como ela está, encontro o quarto vazio e sem a mochila dela aqui. O que vou pensar? Lógico que ela fugiu.
Pedro: Tudo bem calma vou ligar para a recepção e ver se alguém viu a Dulce saindo enquanto isso você liga para o celular dela (Christopher assente). Fica ai que já te dou uma resposta se ela saiu ou não do hotel.

Alguns minutos depois Pedro retornou a ligação de Christopher tão nervoso quanto o futuro genro, o rapaz da recepção disse que viu sim a Dulce saindo do Hotel a meia hora atrás. Chris em seguida avisou que desde que desligaram o telefone tentava falar com ela, mas que até agora nada. Pedro então pediu a ele que descesse para o salão de jogos que ele ia também conversar com todos e armar um plano para procurar a ruiva.

Any, Mai, Pollito, Poncho e Oso eram os únicos que continuavam jogando na maior animação. Quando Pedro e Christopher entraram no salão pálidos como uma folha de papel, as risadas cessaram e um clima de tensão rondava o local. Pedro logo se pronunciou.

Pedro: Oso cadê o Ricardo, Alexandre, Marcos?
Oso: Foram para o quarto. Aconteceu alguma coisa?
Pedro: Sim a Dulce fugiu.
Poncho: Como assim fugiu?
Chris: Fugindo oras com a mochila dela, Pedro ligou para recepção e o recepcionista falou que ela saiu a meia hora atrás.
Mai: Meu Deus. E agora Pedro o que faremos?
Pedro: Vamos procura – lá. Oso chame todos os seguranças quero todos aqui em vinte minutos.
Oso: Vou chamar.
Any: Onde será que ela foi?
Chris: Não tenho a mínima ideia.
Pollito: Vai avisar a Blanca Pedro?
Pedro: Por enquanto não, mas senão acharmos ela até amanhã de manhã vou ter que avisar.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:17 pm

Menos de vinte minutos depois os seguranças estavam todos no salão de jogos, Pedro explicou a situação a eles e pediu que saíssem imediatamente procurar a Dulce. Todos assentiram e saíram logo em seguida. Christopher muito a contra gosto estava sentado no sofá assim como o restante do grupo. Pedro não deixou nenhum deles sair para procurar. Pedro já ia sair quando Chris o chamou.

Chris: Pedro deixa eu ir não vou conseguir ficar aqui sem fazer nada.
Pedro: Já disse que não é perigoso vocês saírem a essa hora e além do mais o que menos quero é tumulto para a mídia não ficar sabendo. Não sei se sabem mais a televisão romena já está ciente da noticia que circula desde ontem no México que Dulce é adotada. Hoje na tarde de autógrafos eu consegui não deixar nenhum jornalista falar com ela sobre essa noticia afastamos todos de perto dela, mas agora se Dulce não aparecer acho difícil esconder tudo isso.

Enquanto todos estavam aflitos com o sumiço da ruiva. Dulce estava em um bairro próximo do hotel, após soltar do táxi caminhava sem rumo pelas ruas romenas, uma chuva começou a cair molhando a ruiva que correu para se abrigar numa casa muito graciosa, grande com um gramado amplo. Ele avistou uma casinha de boneca no canto correu até lá, entrou agachada, colocou a mochila em cima da mesa e sentou em um tapete ao lado. Dul passou a mão no rosto secando dos respingos da chuva, tirou o tênis e suspirou olhando em volta abraçando seu corpo com frio. A ruiva abriu a mochila pegou seu moletom azul, o Urkesito e viu seu celular tocar pela milésima vez desde que saiu. Agora era May que ligava, ela resolveu na mesma hora desligar o celular, pois não queria atender ninguém.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:18 pm

No hotel estavam todos concentrados no quarto de Christopher, ponto estratégico para saber quando a Dulce chegasse. Chris secava uma lágrima olhando o horizonte imaginando onde estaria seu Bebê. Enquanto isso a ruiva também soltava uma lágrima se entregando ao choro preso desde cedo, ela chorou até adormecer abraçada ao urso. Duas horas depois de sair para buscar Dulce, os seguranças voltaram direto para o quarto de Pedro e avisaram que percorreram todos os bares e hotéis da redondeza e Dulce não estava em nenhum deles. Pedro agradeceu e os liberou dizendo que o jeito era esperar ela aparecer, dar notícias.

Oso: Não é melhor continuarmos a procurar?
Pedro: Não sabemos onde Oso. Eu pela primeira vez na vida não sei o que fazer.
Alexandre: Calma Pedro, ela vai aparecer só deve ter ido passear.
Pedro: Espero (ele suspira guardando o celular se dirigi a porta). Bom vou avisar aos garotos (Pedro abre a porta, os seguranças saem e seguem para seus quartos. Pedro segue para o quarto de Chris). Amanhã se ela não tiver voltado vou á policia.

Pedro vai dar notícias aos garotos, entra no quarto e é bombardeado de perguntas.

Chris: Encontram?
Mai: Ela está bem?
Any: Onde está?
Pollito: Pedro não briga com ela, a Bebê deve está assustada.
Pedro: Gente calma não encontram a ruiva infelizmente.
Chris: Dul vai dormir na rua nem pensar vou atrás dela.
Pedro: Chris escuta não podemos fazer nada, só nos resta esperar. Vamos dormir, amanhã voltamos à procura lá. Ela pode ter ido apenas dar uma volta.

Alfonso, Anahí e Christian se despediram pedindo a Pedro que qualquer noticia lhes avisassem e seguiram para seu quarto. Maite ficou com Christopher no quarto fazendo companhia e Pedro retornou ao seu quarto. Ás horas passavam Chris e Mai viram o dia amanhecer e nada de Dul aparecer. Ás seis meia da manhã não resistiram ao cansaço e adormeceram. Pedro não pregou o olho e assim que amanheceu verificou se Dulce tinha retornado ao hotel, mas recebeu uma negativa. Pedro Damián tomou um banho e esperou o café da manha abrir. Logo os seguranças foram aparecendo e Pedro pediu que todos fossem atrás da ruiva enquanto ele ia procurar uma delegacia e Oso ficou para dar assistência aos outros. Alfonso, Anahí, Christian, Maite e Christopher acordaram quase na hora do almoço. Chris ficou revoltado consigo mesmo por está dormindo enquanto sua Bebê estava sumida.

De volta a casa de boneca a ruiva tomou um susto ao acordar e da de cara com três rostinhos lhe olhando, sorriu a eles, já ia falar algo quando uma voz longe chamava as crianças. Elas saíram correndo, a moça que cuidava deles os chamava para almoçar. Dulce deitou de novo com preguiça.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:21 pm

Horas depois os seguranças retornaram ao hotel, mas uma vez sem Dulce. Pedro foi a polícia, mas as buscas só podiam começar com vinte quatro horas de sumiço. Christopher, Alfonso, Christian, Maite e Anahí estavam no restaurante almoçando. Chris mal tocava na comida com um olhar perdido saiu do transe, quando Pedro e os seguranças chegaram perto deles.

Poncho: Nada?
Pedro: Não fui a polícia, só podem procurar depois de vinte quatro horas de desaparecimento.
Alexandre: E nos voltamos a procurar em hotéis, bares e fomos a albergues. Dulce não estava em nenhum deles. Pedi aos hotéis que entrasse em contato conosco se ela parecesse.
Any: E os hospitais?
Mai: Any!
Chris: Meu Deus Dulce pode está ferida.
Pedro: Chris não aconteceu nada, se Dul estivesse em algum hospital já tinham entrado em contado com a gente.
Chris: Mas se ela foi roubada?
Pollito: Ele tem razão Pedro não custa perguntar.
Pedro: Tudo bem se é para tranquilizar vocês vamos ligar para todos os hospitais. Um grupo liga para os particulares e outros para os públicos certo?
Todos: Certo.

De volta a casa de boneca.

Meia hora passou Dulce dormiu de novo, mas agora estava sendo acordada por uma linda garotinha chamada Ana, de olhos verdes, cabelos castanhos lisos, de pele branca junto com um dos rostinhos curiosos que lhe olhavam a alguns minutos atrás. Beatriz de quatro anos parecia com sua irmã Ana.

Bia: Está vendo Ana não menti. É essa a moça que te falei.
Ana: Estou vendo que não Bia.
Bia: Parece com a garota da novela que agente assisti né?
Ana: Tenho certeza que é a Dulce Maria.
Bia: Não o nome dela é Roberta.

Dulce apenas observava não entendi nada, mas sabia que estavam falando dela, pois entendeu quando pronunciaram Dulce Maria e depois Roberta.

Ana: Sua burra Roberta é o personagem, ela se chama Dulce. Quer ver?
Bia: Quero.
Ana: Oi. Me chamo Ana e você?
Dulce: Dulce Maria muito prazer.
Ana: Não disse.
Dulce: Como?
Bia: Diz para ela meu nome.
Ana: Essa baixinha é minha irmã Bia. Ela não entende espanhol, eu estava confirmando que você é a Dulce Maria do RBD que faz a Roberta em Rebelde.
Dulce: Entendi. Muito linda a casa de vocês.
Ana: Não é bem nossa casa aqui é um orfanato, moramos aqui faz tempo nos deixaram na porta dessa casa, minha irmã ainda era bebê.
Dulce: Sinto muito.
Ana: Não tem problema já estamos acostumadas. Está com fome?
Dulce: Um pouco.
Ana: Vou arranjar comida para você.
Dulce: Não precisa eu já estou indo embora.
Ana: Precisa sim me espera. Bia fica ai com ela.
Bia: Está bem.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:25 pm

De volta ao Hotel

Depois de terem ligado para todos os hospitais, um sentimento de alivio no meio de tanta angústia imperou nos corações de Poncho, Any, Mai, Pollito, Alexandre, Oso e principalmente nos de Pedro e Chris pelo menos Dulce estava bem. Pedro estava pensativo desde o ultimo telefonema que dera.

Oso: Pedro está tudo bem?

Pedro: Sim eu estava pensando vou ter que ligar para Blanca não posso omitir um fato deste a família da Dulce. Preciso saber se ela telefonou para alguém no México, qualquer informação é importante.
Oso: Tem razão.
Chris: Pedro desculpa, mas eu escutei a conversa de vocês e sinceramente a Dulce não deve ter telefonado para casa, se ligou para alguém foi para Ivi, a melhor amiga dela. Se quiser eu pergunto a Ivalu e conto o que está acontecendo seria melhor que ela contasse aos pais da ruiva do que você a kilometros de distância. Uma noticia dessas não se conta por telefone.
Pedro: Você está certo. Ligue para Ivalu então.

Christopher pegou seu celular na mesa.

Chris: Alô Ivi.
Fabi: Não é a Fabiana amiga da Ivi. Ela deu uma saída e esqueceu o celular.
Chris: Ah ta. Poderia dar um recado?
Fabi: Posso sim diga.
Chris: Avisa que Christopher Uckerman telefonou e precisa falar com ela urgente. Peça para ela quando chegar me binar que eu retorno a ligação.
Fabi: Tudo bem eu aviso.
Chris: Obrigado Fabiana.
Fabi: De nada. Tchau.
Chris: Tchau.

Christopher informou ao Pedro que não conseguiu falar com Ivi, mas que assim que conseguisse avisava. Any, Mai, Poncho resolveram dar uma saída, os seguranças acompanharam no passeio. Pedro, Pollito e Chris ficaram no Hotel.

Na casa de Boneca

Dulce e as meninas conversavam animadas se divertindo. Ana queria mostrar tudo a nova amiga agora estavam em tour pelo orfanato tentando passar despercebidas, mas Amanda, inimiga de Ana viu tudo e começou a seguir as três.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:28 pm

No México

Ivalu chegava em casa após enfrentar um batalhão de repórteres que descobriram que Ivi era amiga que foi citada por Denise. Ela tinha ido comprar passagens de avião para todos os amigos como em todos os anos, inclusive para Dulce, Claudia e Bianca. A loura tomou a liberdade de comprar para Christopher também, pois combinaram de passar o ano novo juntos. Ivalu ao chegar em casa se deparou com Fabiana (amiga de faculdade que já tinha visto Dulce nas festas que Ivalu levava a ruiva, em outras palavras eram apenas conhecidas). A menina estava histérica contando a Valéria, amiga das duas que havia falado com Christopher Uckerman, não acreditava que amiga nunca apresentou o maior gato do México a ela. Valéria respondeu que era porque sabia que Dulce gostava dele, e que já podiam até estar juntos a muito tempo.

Ivalu pigarreou mostrando que tinha chegado e Fabiana desligou o telefone.

Fabi: Oi Ivi já chegou.
Ivi: Sim escutei você falando em Christopher Uckerman. Ele me ligou?
Fabi: Ligou sim. Poxa amiga você conhece ele e nunca me apresentou.
Ivi: Fabi conheço Christopher assim como você conhece a Dulce, não tenho essa intimidade com ele, agora que estamos criando laços de amizade devido o que está acontecendo com a minha amiga e espero conserva – lá. Se por acaso der sorte de sairmos todos juntos, ai você pode conhecer ele, mas acho difícil. Eles quando estão de folga costumam descansar, balada como você gosta todo final de semana, Dulce e Chris vão uma vez perdida e os dois gostam de curtir a família também.
Fabi: Agora acho difícil a rebelde pelo visto não quer saber da família.
Ivi: Não fale da Dulce assim não admito. Me diga que o ele queria?
Fabi: Falar urgente com você pediu que binasse.
Ivi: Tudo bem vou ao meu quarto ligar e trocar de roupa já volto para conversarmos. Desculpa te fazer esperar tanto tempo, mas me pegou de saída e tive um contratempo na rua. Venho já.
Fabi: Tudo bem te espero. Diz para o Uckerman que amei falar com ele e quero conhecê-lo.

Ivalu fingiu que não ouviu e disse que já voltava. Binou ao amigo e trocava de roupa esperando ele ligar. Christopher cochilava quando sentiu seu celular vibrar e tremer, olhou quem era e ligou logo em seguida.

Chris: Oi Ivi graças a Deus está me ligando, pensei que sua amiga não tinha dado o recado.
Ivi: Não eu que demorei a chegar em casa, os repórteres me descobriram e ficaram me perseguindo um saco. Comprei nossas passagens.
Chris (rindo): Está virando celebridade. Sério que legal não vejo a hora de viajar. Será que a Bebê vai querer ir sabendo que Claudia, Bianca e eu vamos também?
Ivi (rindo): Não quero isso para mim. Não sei capaz de dar um pouco de trabalho convence – lá a ir sabendo que as irmãs vão, mas você porque ela não gostaria?
Chris: É por isso que estou ligando nos brigamos porque falei o nome dela todo, uma besteira eu sei, mas na fase que ela está qualquer motivo é coisa para brigar. Acho difícil ela querer viajar comigo.
Ivi: A bobo daqui a pouco ela esquece, Dulce te ama é lógico que vai querer viajar com você.
Chris: Não esquece não. Ela fugiu Ivi ontem e até agora nada dela, procuramos desde ontem. Estou ligando na esperança de que Dulce tenha te ligado e também para pedir que comunique a tia Blanca.
Ivi: Não acredito que Dulce fez isso. Ela não me ligou. Estou indo agora na casa dos tios dizer o que está acontecendo.
Chris: Agradeço Ivi. Uma noticia dessa não se pode dizer ao telefone.
Ivi: É verdade. Me mantenha informada por favor. Te ligo assim que chegar em casa para contar como foi.
Chris: Tudo bem tchau Ivi. Mande lembranças a família da ruiva e diga que estamos procurando ela direto e Pedro daqui a pouco está indo a policia porque vai fazer vinte quatro horas que ela desapareceu.
Ivi: Pode deixar mando sim. Vou esganar essa menina quando encontrar ela. Tchau beijos.
Chris: Beijos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:31 pm

Na Romênia

Amanda observando de longe percebe que conhece a mulher ruiva que está com Ana, não seria Dulce Maria do RBD, sim é ela, seria sua chance de ganhar status na gangue do colégio que estudava ajudar a sequestrar Dulce, quanto dinheiro poderia ganhar uma bolada e começar a juntar dinheiro para fugir do orfanato e virar andarilha para ir atrás dos seus pais. Correu para se comunicar com os chefes da gangue e ficou acertado que agiriam nessa mesma noite assim que todos fossem dormir. Seria fácil Dulce dormiria na casa de bonecas e a essa hora ninguém ia poder ajuda - lá.

No México

Ivalu contou aos pais de Dulce que a ruiva fugiu desde ontem e não se tem notícias dela desde então. Blanca assim que soube do acontecido resolve ir a Romênia procurar a filha e Ivalu vai para acompanhar, pois Fernando tinha que cuidar dos negócios da família e Claudia fazendo mestrado e não podia se ausentar no momento. Elas iam viajar no meio da tarde para Romênia. Blanca já avisara ao Pedro sobre sua ida e de Ivi e ficou combinado que estariam esperando as duas no aeroporto e que as mesmas ficariam no mesmo hotel que o RBD, Pedro e os seguranças.

No hotel

As meninas e Poncho voltaram ao Hotel chegaram cansados do passeio foram direto para o quarto tomaram banho e agora estavam com o resto do grupo reunido no restaurante jantando e se informando da novidade, Blanca e Ivalu estavam chegando a Romênia de madrugada para ajudar a procurar Dulce, estavam muito preocupadas e não aguentariam ficar longe sabendo que a ruiva estava desaparecida.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:33 pm

No orfanato

Dulce estava sozinha agora, as meninas foram dormir e a única companhia da ruiva era Uckersito, presente de Christopher. Ela estava olhando as estrelas do lado de fora da casinha de boneca e escutou um barulho estranho, passou os olhos pelo local quando sentiu alguém tampando sua boca e minutos depois viu sua vista escurecer. Meia hora depois Dulce acordou em um galpão dentro de um quartinho pequeno, tentou abrir a porta e não conseguiu abrir então começou a gritar pedindo socorro. Quando um garoto encapuzado entrou no quarto.

Saulo: Ei vamos deixar de grito.
Dulce: Quero sair daqui, por favor, me solta.
Saulo: Henrique trás a bolsa da moça.
Henrique: Aqui Saulo.
Saulo: Vai ligar para alguém agora e passar o para mim sem falar nada ouviu.
Dulce: Sim.

Dulce ligou, passou o celular para o Saulo e disse que para quem estava ligando.

Saulo: Alô Christopher?
Chris: Sim é ele. Quem fala?
Saulo: Não te interessa. Quero informar que Dulce Maria está comigo em meu poder. Se quiser que ela volte para vocês terá que fazer tudo que eu mandar.
Chris: Tudo bem. Me diz o que quer, só não faça mal a ela. Quero ouvir a voz da Dulce.
Saulo: O moleque quem exige algo aqui sou eu e não você. Quero todo o dinheiro do show.
Chris: Preciso ver se é possível esse dinheiro não é só nosso.
Saulo: Resolva então se querem ou não a ruivinha.

Saulo desligou na cara de Christopher. Saulo olhou para ruiva e disse vamos ver se gostam tanto de você como dizem. Dulce estava assustada, com medo e chorava baixinho. Saulo saiu do quarto mandando ela ficar quieta.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:34 pm

No hotel Christopher saiu desesperado atrás de Pedro por sorte achou o futuro sogro ao telefone na recepção.

Chris (branco como um papel): Pedro a Dulce.
Pedro: O que houve?
Chris: A Dulce foi sequestrada ligaram para meu celular querendo o dinheiro do show como resgate.
Pedro: Meu Deus (em pensamento minha filha).
Chris: Vamos poder pagar não vamos?
Pedro: Mesmo que não pudéssemos iríamos é a vida dela que está em jogo.
Chris: Quando ligarem de novo eu digo que pagaremos?
Pedro: Eu que vou falar com eles e dizer que vamos pagar.
Chris: Melhor eu falar Pedro, o sequestrador pode se irritar.
Pedro: Tudo bem fala você, mas quero está por perto.
Oso: Pedro estou pronto.
Pedro: Para que?
Oso: Como para que buscar Blanca e Ivalu.
Pedro: Já tinha esquecido. Oso o Chris recebeu um telefonema do celular da Dulce, mas não era ela e sim o sequestrador pedindo grana. Você vai buscar as duas que eu e o Chris vamos ficar aqui precisamos recuperar minha filha.
Oso: Está bem estou indo.

No orfanato

Ana resolveu dormir com a mais nova amiga e percebeu uma movimentação estranha, a garotinha viu quando Amanda e seus amigos levaram Dulce as pressas. Ana saiu correndo atrás deles sem ser percebida aterrorizada vendo que eles levavam a ruiva para dentro de um galpão, ela deu meia volta e correu para o orfanato. Assim que chegou foi a casa da boneca ver se tinham levado tudo da amiga para ajudar a comprovar que não era mentira de criança e achou o Urkesito. A garota entrou em casa e telefonou para a policia contando tudo. O delegado assentiu anotando todas as informações e agradeceu o telefonema. Em seguida avisou a Pedro Damián que tinha feito queixa de desaparecimento a algumas horas atrás e todos foram correndo resgatar Dulce. No caminho Pedro contou sobre o pedido de resgate e o delegado avisou que enquanto não tivessem com Dulce em mãos eles iam ter que deixar os sequestradores achando que eles iam pagar o resgate. Pedro e Christopher assentiram e quando estavam chegando no galpão Chris recebeu uma outra ligação de Saulo. Como combinado Christopher para ganhar tempo disse ao rapaz que pagaria a quantia que ele pediu quando de repente escutou uns gritos.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:37 pm

No galpão

Um estrondo e uma labaredas de fogo assustaram a todos no galpão como os materiais que tinham ali eram inflamáveis logo o fogo ganhou grandes proporções, só ouvia gritos por todos os lados. No quartinho Dulce acordou atordoada de um cochilo e percebeu como estava tudo esbranquiçado e um cheiro cada vez mais forte ia entrando no local. Ela tentou se levantar, mas tudo rodou ao seu redor, os pulmões pareciam que tinha fechado, o ar faltou, a vista escureceu pela segunda vez na noite.

Christopher pediu para correrem, pois algo tinha acontecido. Ele estava falando com o sequestrador e escutou um estrondo, uma gritaria e nada mais. O Delegado aumentou a velocidade e chegaram em menos de cinco minutos no galpão. Chris e Pedro se desesperaram quando viram quase tudo em chamas, os policiais chamaram os bombeiros e tentavam apagar o fogo como dava. Os policiais pediram para os dois se afastarem, Christopher quando ninguém estava de olho nele correu e entrou no galpão pelo outro lado gritando e chamando por Dulce. No quartinho a ruiva estava desacordada e não ouvia nada, Chris já estava suado e cheio de cinzas quase se entregando ao desespero quando uma luz branca e uma menina vestida de branco chamou por ele.  

Menina: Olá minha irmãzinha está ali vai logo buscar – lá, ela inalou muita fumaça eu estava cuidando dela, mas vim te avisar porque já vi que sozinho não acharás.
Chris: Irmã dela. Como se chama?
Menina: Sim. Julia anda vá salva – lá. Diga a Pedro que o amo muito.

Julia desapareceu e Christopher mesmo atordoado correu em busca de sua Bebê, o quarto estava fechado, mas mesmo assim ele tentou abrir mais não conseguiu. O loiro já ia sair para buscar ajuda quando teve a ideia de chutar a porta. Chris chutou a porta e não encontrou resistência graças ao fato da madeira está gasta, ele apenas com um chute abriu a porta e viu Dulce caída no chão. Christopher então pegou Dulce nos braços e saiu correndo dali, o rapaz saiu percorrendo de volta o caminho que tinha feito até ali. Minutos depois ele finalmente saiu do galpão e sentiu seu pulmão inalar um ar limpo, um alivio percorreu seu corpo, Chris exausto ajoelhou – se no chão com Dul nos braços.  

Pedro: Chris graças a Deus. Onde ela estava?
Chris: Em um quartinho nos fundos.

Um médico correu ao encontro dos dois, o médico colocou Dulce no chão e começou a examina - lá, Pedro e Christopher estavam cada vez mais nervosos, uma correria em volta da ruiva, o doutor colocou uma mascara de oxigênio e levou ela as pressas para ambulância. O socorrista avisou o hospital que Dulce iria e em seguida saíram com a ruiva. Os dois foram logo atrás no carro, já ligando para todos e informando que acharam Dulce e que estavam indo para o hospital.


Última edição por Admin em Ter Abr 25, 2017 7:57 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:40 pm

Christopher dentro do carro vendo a ambulância em que seguia Dulce lembrou da garotinha que lhe ajudou a acha – lá, ele estava bestificado: Será que era a mesma Julia? Chris escutou sair da boca da sua futura sogra, que Pedro havia contado que a irmã de Dulce morrerá a anos atrás. Ele só não lembrava o nome, mas era certo que se fosse Julia com certeza a menina tinha se transformado em uma grande anjinha. Christopher no mesmo instante fez uma prece agradecendo a ajuda e pediu que nunca desamparasse Dulce ainda mais agora que estava precisando tanto. Ele olhou Pedro, lembrou do recado de Julia e resolveu falar mesmo correndo o risco dele não acreditar.

Chris: Pedro como se chamava sua filha mesmo?
Pedro: Julia. Por quê?
Chris: Porque quando estava procurando Dulce, uma garotinha apareceu e me indicou onde ela estava e você pode não acreditar mais tenho certeza que era sua filha Julia (emocionado). A menina ajudou a salvar a vida da nossa Bebê e me pediu para lhe dizer que te amava. Você pode não acreditar mais sei que era ela. Quando a garotinha disse o nome dela eu tive mais certeza.
Pedro (emocionado): Eu acredito Chris e sei que Julia estará sempre comigo e com Dulce. Obrigado por ir salvar minha Bebê e me dizer o recado da minha boneca. Agora saia e vá atrás da Dulce a ambulância já está estacionando em frente ao hospital (Christopher olhou em volta e finalmente percebeu que já estavam em frente ao hospital. Ele estivera tão absorto no encontro com Julia que mal perceberá o curto translado até o hospital).
Chris: Pode deixar (ele saiu atrás de Dulce).

Uma hora depois estavam todos na sala de espera do hospital esperando notícias de Dulce. Pedro estava no cantinho calado, Christopher andava de um lado para outro, Blanca chorava e rezava para sua Bebê ficar bem, Ivalu e as meninas voltavam da lanchonete trazendo comida á todos e Alfonso e Christian estavam respondendo as perguntas dos repórteres. Todos prenderão a respiração quando o médico entrou na sala.

Médico: Boa noite. São parentes de Dulce Maria?
Todos: Boa noite.
Blanca: Doutor como está minha filha?
Médico: O estado dela é preocupante, as vias aéreas estão inflamadas devido a grande quantidade de fumaça que ela inalou como ela é asmática e tem bronquite, Dulce é muito mais sensível do que nos e acaba agravando o quadro de intoxicação, mas já estamos medicando antibióticos e ela está no oxigênio (todos assentiram aliviados por ela já está sendo medicada). Gostaria de saber quem é Chris?
Chris: Sou eu.
Médico: Dulce assim que recuperou os sentidos não para de chamar por você. Devido ao que aconteceu ela está muito agitada, querendo ver Chris, sai mais para te chamar do que dar noticias sobre ela, não queria ser obrigado a dar calmante para ela poder reagir melhor aos tratamentos, mas se não conseguir acalma – lá serei obrigado a isso.
Chris: Posso tentar então?
Médico: Lógico venha comigo.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 3:55 pm

Quarto onde Dulce estava internada.

A ruiva estava deitada com a mascara de oxigênio fora da área nasal, ela falava sussurrando pedindo para falar com Christopher pela milésima vez. A enfermeira dizia que o Médico já tinha ido chama – ló e tentava colocar a mascara novamente, mas Dulce dificultava a colocação da mascara se mexendo muito.

Médico: Dulce me prometeu que ficaria quietinha até eu voltar.
Dulce: Cadê ele?
Médico: Está aqui fora vou mandar ele entrar.

O médico saiu do quarto.

Medico: Pronto pode entrar, ela não sossega já estava dando trabalho de novo (rindo). É sempre assim teimosa? (o médico tentando descontrair).
Chris: Sempre ela é agitada por natureza, depois do que aconteceu fica difícil segura – lá e ainda é teimosa também, mas somos loucos por essa baixinha.

Apesar do medico ter avisado que Christopher já entrava Dulce não sossegou querendo se levantar da cama para ir embora, chorando muito e implorando para chamá-lo para tirar ela dali porque os caras encapuzados iam vir atrás dela aumentando ainda mais a falta de ar que sentia. A enfermeira tentava lhe explicar que ela não podia sair que estava segura e recolocava mais uma vez a mascara. Assim que a ruiva prestou atenção na porta parou de se mexer e chamou por ele esticando os braços já que a enfermeira segurava a mascara porque Dulce ofegava cansada e poderia tirar do rosto mais uma vez.

Chris: Pronto Bebê calma já estou aqui.

A enfermeira se afastou e Dulce já tirava a mascara para falar, mas Chris impediu.

Chris: Não pode falar Dul tem que ficar quieta. Você não pode sair, mas não se preocupa ninguém vai lhe fazer mal eu prometo. Agora deita precisa descansar.

Dulce ficou agarrada no pescoço dele e não soltava por nada, mesmo cansada não queria se entregar ao sono, assustada e com medo de pegarem ela de novo. O médico fez um sinal para Christopher avisando que ia aplicar um calmante, ele assentiu e segurou os braços da ruiva. O médico quando aplicou a injeção, Dul fechou os olhos sentindo dor, tentou mexer os braços mais foi impedida, as poucos o corpo foi relaxando e adormeceu logo em seguida. Chris ajeitou sua Bebê na cama, lhe deu um beijo na testa e saiu junto com o médico e a enfermeira.

Médico: Dulce não me deixou alternativa tive que aplicar o calmante. O que aconteceu para ela está assim tão nervosa?
Chris: Foi sequestrada e o local que ela estava presa pegou fogo, ela está com medo das pessoas pegarem ela de novo.
Médico: Entendi. Bom ela vai dormir até o final da manhã, o calmante e os antibióticos vão fazer ela dormir bastante. Queria lhe pedir que esteja aqui amanhã quando ela acordar para que fique tranquila. Vou aproveitar sua presença e examina – lá também.
Chris: Estarei aqui. Quanto tempo ela vai ficar internada?
Médico: Depende da recuperação dela.
Chris: Vou avisar a todos então e mandar todo mundo para o hotel.
Médico: Avise sim preciso olhar outros pacientes. Mas você deveria dormir também já está tarde e amanhã te garanto que ela não vai deixar você se afastar dela.
Chris: Está certo vou então descansar e volto assim que acordar.

Christopher avisou sobre o estado de seu Bebê e logo resolveram que todos deveriam voltar ao hotel, Oso ficou tomando conta da ruiva.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 517
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 10:31 pm

No meio da madrugada a enfermeira estava tirando a pressão de Dulce, quando reparou que ela estava com o rosto cheio de manchas vermelhas e o peito subia e descia muito rápido, mesmo com a mascara parecia que nem estava respirando. Chamou o médico pelo bipe que veio ás pressas. Depois de fazer todos os exames possíveis para descobrir o porque das manchas e da falta de ar que já tinha melhorado descobriu que Dulce era alérgica a sulfa, componente existente nos dois antibióticos que foram injetados na veia para combater a asma e bronquite que foram afetadas pela inalação da fumaça, que intoxicou a Bebê do RBD, mas graças a Deus já tinha sido solucionado. O médico retirou imediatamente os antibióticos e colocou outros dois que não tinham sulfa para combater a inflamação dos brônquios e cessar a crise de asma. Teve que aumentar a quantidade de oxigênio para ajuda – lá a respirar.

O médico informou a Christopher o que tinha acontecido e em vinte minutos ele, Blanca, Ivalu e Pedro já estavam no hospital, conseguiram ver Dulce um pouquinho e passaram o resto da noite na sala de espera do hospital. Todos preocupados pela pequena está tão mal e Blanca extremamente culpada por não ter se lembrado de algo tão importante, mas de tão nervosa por tudo que estava acontecendo acabou esquecendo. O resto da noite Dul permaneceu estável, mas ainda com dificuldade de respirar.

No começo da manhã acordou pedindo água e reclamando de frio foi verificada a temperatura e contatado febre de 38,5 o médico ficou imediatamente em alerta preocupado com a não reação de sua paciente aos medicamentos, a ruiva voltou a dormir em meio a tosses. O médico foi conversar com Blanca lhe informar o que estava acontecendo e perguntou que remédio Dulce costumava tomar quando tinha crise sua expressão ficou muito seria e preocupada saiu sem falar, mais nada direto para o telefone procurar em algum hospital o medicamento que a ruiva tomava porque estava em falta no hospital e pior em alguns hospitais romenos. O doutor voltou e explicou o que estava acontecendo na hora Pedro ligou para o México mandando trazer de avião o mais rápido possível, os medicamentos necessários para curar sua filha, o médico agradeceu e disse que por enquanto iria continuar medicando Dulce com os remédios que tinha e que assim que chegasse os medicamentos certos iria começar um novo tratamento. Dul acordou na hora do almoço ainda com sono, ela olhou para o lado e viu Christopher lendo uma revista e chamou por ele em meio a tosses fortes que lhe doíam o peito.

Chris: Oi Bebê acordou. Como está se sentindo?
Dul: Está doendo Chris.
Chris: Oh meu amor vai passar. Ainda está com soninho?
Dul: Hum queria ir embora.
Chris: Assim que ficar boa Bebê não pode sair sentindo dor hum.

A enfermeira chegou para examinar Dulce.

Enfermeira: Acordou mocinha.
Dul: Sim eu quero ir embora (ela suspira chorosa). Isso está me machucando (a agulha onde passava os medicamentos) meu braço e também não quero ser mais furada vai embora.
Chris: Dulce isso é jeito de falar peça desculpas.

Dulce não falou nada, armou o maior beiço de emburrada deixando os dois com vontade de rir, mas mantiveram a seriedade principalmente Christopher.

Enfermeira (rindo): Tudo bem senhor estou acostumada as pessoas não amam muito as enfermeiras (Christopher sorriu e Dulce seguiu emburrada). Só vim medir sua pressão e temperatura não vai doer nada (a enfermeira colocou em baixo da axila da ruiva o termômetro). Depois vou pedir que tragam seu almoço (ela também colocou o medidor de pressão e começou a inflar para tirar a pressão). Nos tiramos o soro hoje de manhã e precisa se alimentar para ficar logo boa.  
Chris: Pode trazer que ela vai comer tudo direitinho. Sabe se já chegou o pedido?
Dul: Não estou com fome quero dormir.
Enfermeira: Ainda não senhor pelo que entendi chega no final da tarde ( a pressão estava 11 por 9). Tudo bem então nos colocamos o soro de novo (a enfermeira tirou o aparelho e guardou em seu jaleco).
Dulce fez uma cara assustada.
Dul: Vou ter que ser furada? (a enfermeira tirou o termômetro de baixo da axila da ruiva e olhou a temperatura).
Enfermeira (seria para manter o teatro do soro): 38 graus a temperatura ainda está alta, mas pelo menos abaixou um pouco (Christopher assentiu). Respondendo sua pergunta você vai sim recolocar o soro se não comer e te digo logo que dói muito (a enfermeira fez uma cara de assustada). Sabe por quê? (a enfermeira se segurou para não rir).
Dul (assustada): Por quê?
Enfermeira: A agulha é enorme de grande, o médico manda colocar no paciente que faz birra para comer.

Christopher se segurou para não rir da cara de apavorada de Dulce que era algo muito cômico, a enfermeira disse que já voltava. A ruiva com medo se agarrou nele desesperada achando que a senhora tinha ido pegar a agulha para recolocar o soro, mas para felicidade dela, a enfermeira não voltou mais, a única pessoa que entrou no quarto foi uma moça com a comida muito atirada para o gosto da ruiva que fechou a cara e logo despachou a mesma. Dul comeu toda a comida reclamando dizendo que a comida não tinha gosto nenhum, mas Chris a fez comer tudo e tomar todo o suco, depois de comer a Bebê adormeceu.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por franmoreira89 em Qua Ago 13, 2014 10:34 pm

O resto do dia foi tranquilo Dulce respirava melhor, mas ainda usava a mascara e agora já estava tomando o medicamento que veio do México especialmente para ela, Blanca enquanto a filha dormia fez uma visita, mas não demorou com medo que ela acordasse. Agora a ruiva estava vendo televisão em companhia de sua melhor amiga, Ivalu morrendo de rir com os programas romenos, mas de repente ao ver uma reportagem que nada entendeu, mas que mostrou uma loja de brinquedos com vários ursinhos, ela se lembrou que Urkesito não estava com ela. Ivi ainda rindo foi olhar a amiga seria e a ponto de chorar.

Ivi: O que foi Bebê está sentindo alguma dor?

Dulce começou a chorar soluçando forte assustando amiga e relembrou tudo que tinha acontecido, Ivalu abraçou a ruiva e esperou que ela se acalmasse.

Ivi: Que foi Bebê? Olha se foi pelo o que aconteceu já passou sim e ninguém vai te fazer mal (Dulce fungou chorando). Eu prometo (ela suspira coçando os olhos). Você acha que nos vamos deixar alguém fazer mal para nossa Bebê? (a ruiva continua coçando os olhos). Jamais fique tranquila está bem?
Dul (ela suspira ainda chorando): Eu sei que não.
Ivi: Então para de chorar hum (Dulce fungou novamente tentando parar de chorar).
Dul: Eu perdi o Urkesito Ivi.
Ivi: Quem? Que fresco o Chris deixa você chamar ele assim?
Dul: Não é ele e sim nosso filho.
Ivi: Filho?
Dul (irritada): É Ivalu filho. O Chris me deu um ursinho nosso filho Urkesito quero ele.
Ivi: Não sei de nenhum urso Dul.

Dulce volta a chorar e Ivalu sai do quarto atrás de Christopher para saber do bendito urso que tinha roubado a paz do quarto. A loira ficou sabendo que realmente o urso existia e que era capaz de ter ficado no Orfanato onde Dulce estava antes de ser sequestrada. Ivi retornava ao quarto trazendo Chris como escudo com medo da amiga que era muito apegada as coisas que ganhava quando perdia ou quebrava algo ficava triste e irritada. Devido ao sumiço do urso Dulce ficou em um mal humor infernal, não quis comer e conversar com ninguém que lhe visitou ao longo da noite. Ela dormiu emburrada e passou os dias em que esteve internada sem querer conversar só comeu porque queria ir embora do hospital. A ruiva estava chateada com todos porque não moveram uma palha para recuperar Urkesito mal sabia ela que o urso já estava a salvo e que estavam todos esperando para uma surpresa no salão de festa do hotel. O RBD mantiveram seus compromissos na Romênia, mas Dulce por está internada não participou de nenhum somente na tarde de autógrafos esteve presente. Agora esperavam a ruiva sair do hospital para continuarem a tour celestial na Espanha. Ivalu foi buscar amiga no hospital levando uma calça jeans, blusa e o moletom. Dulce ficou triste porque só Ivi apareceu. Ela chegou ao hotel e ninguém foi recebê-la na porta já ia subir para seu quarto quando sua amiga cismou em visitar o salão de festa do hotel. A ruiva achou ridícula a ideia, mas não quis contrariar porque Ivi não estava muito normal. A loira falava algumas coisas, depois pedia desculpa parecia que escondia algo ou queria falar e não podia.

franmoreira89

Mensagens : 52
Data de inscrição : 05/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar da dor

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 11 Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum