Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Set 12, 2015 8:27 pm

Meia hora depois de sair da casa dos Espinoza Saviñón Christopher retornou para casa dos sogros, ele ao entrar em casa deu de cara com os pais de Dulce, Claudia e Flávio, as gêmeas, Bianca e Rodrigo. Chris cumprimentou a todos e sentou ao lado da sogra.

Chris (sorrindo): Ela está muito brava?
Flávio (ele sorri segurando Samantha): Eu diria que a madrinha está bem brava padrinho.
Bianca (ela sorri segurando a afilhada, Flávia): Ela se encontra tão brava que nem está segurando a minha irmã no colo como minha madrinha está.
Clau (sorrindo): As duas estão exagerado, ou melhor, os dois (ela sorri apontando o noivo e Bianca).
Fernando (sorrindo): Bibi e Flávio estão exagerando, mas Clau está jogando panos quentes no seu pequeno ou grande problema ruivo (Flávio, Claudia, Rodrigo, Bianca e até Blanca sorriram).
Blanca (sorrindo): Vocês estão assustando meu genro caçula (a senhora levantou do sofá e abraçou Christopher). Vá conversar com a Dul, mas não demorem lá em cima porque vou esquentar a janta para comermos (Chris assentiu). Boa sorte você vai precisar (todos caíram na gargalhada inclusive Christopher).
Chris (sorrindo): Agradeço a solidariedade de vocês já volto (todos assentiram). Torçam por mim.

Todos assentiram sorrindo, Christopher seguiu para o quarto da namorada, Blanca seguiu para cozinha e Fernando, Claudia, Flávio, Bianca e Rodrigo ficaram conversando e paparicando as gêmeas.

No quarto de Dulce

Dulce estava deitada de bruços de costas para porta. Christopher abriu a porta e viu a namorada toda encolhidinha na cama, ele entrou de mansinho e ficou em pé ao lado dela.

Chris (ele toca as costas dela de leve e sussurra): Bebê está acordada, eu já cheguei (a ruiva continuou imóvel). Bebê por favor, vamos conversar (ela negou). Dul eu só fui deixar a Estella em casa nada de mais.
Dul (ela sussurra): Eu sei.
Chris (ele faz carinho nos cabelo dela): Então por quê não conversa comigo?
Dul (ela sussurra): Porque não mereço que converse comigo (Christopher suspira entendendo pela resposta dela que ela havia caído em si e visto que tinha errado no tratamento a terapeuta mais cedo).
Chris (ele faz carinho nos cabelo dela): Que besteira é essa Bebê (Christopher vira a namorada na cama e a encara a nos olhos). Você merece sim conversar comigo (ela nega com lágrimas nos olhos). Está assim por quê agiu errado com Estella? (a ruiva assente). Então amanhã a gente liga para ela e você pede desculpas que tal?
Dul (ela suspira com lágrimas nos olhos): Acha que ela vai me desculpar?
Chris (ele faz carinho na bochecha direita dela): Claro que vai, afinal quem resiste a esse beicinho fofo (Christopher aperta o nariz dela e Dulce ri) e a esse sorriso sapeca.
Dul (sorrindo): É acho que a Estella vai me desculpar.
Chris (sorrindo): Mas é safada essa Bebê (ele aperta a bochecha dela que sorri). Escuta sua família está toda lá em baixo nos esperando para jantar.
Dul (sorrindo): Incluindo nossa afilhada e nossa sobrinha?
Chris (sorrindo): Incluindo as meninas apesar delas não comerem nossas comidas ainda.
Dul (sorrindo): Ah, mas logo elas vão poder comer.
Chris (sorrindo): Verdade. Então vamos jantar? (Dulce assentiu e os dois seguiram para sala para jantarem com a família).

Minutos depois o casal se juntou com a família e todos jantaram em meio a conversas mais do que animadas. Blanca, Fernando, Claudia, Flávio, Rodrigo, Christopher, Dulce e as gêmeas ainda ficaram na sala conversando após o jantar. Quando o relógio deu dez da noite Flávio subiu para o quarto acompanhado da mulher e as filhas, ambos cuidaram das meninas e foram deitar. Ás dez e meia Blanca, Fernando Christopher e Dulce seguiram para seus quartos, o primeiro casal logo foi dormir, o segundo casal namoraram um pouco e só uma hora e meia depois conciliaram o sono.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Set 19, 2015 7:57 pm

12 de agosto – Terça - feira

Há três dias do anúncio do fim do RBD, Dulce Maria devia se encontrar com os nervos a flor da pele assim como seus companheiros de banda incluindo seguranças e músicos, mas para o desespero de todos que a amavam, ela estava simplesmente agindo como se nada tivesse acontecendo, ou seja, Dulce agia como se o RBD não tivesse a dois dias do início do fim. Anahí, Alfonso, Maite, Christian, BJ, Catire, Charlie, Bicho, Eddy, Fernando, Marcos, Alexandre, Otávio estavam em suas casas reclusos esperando o dia 15 de agosto e o dia 19 de agosto ao qual eles iam iniciar a turnê da Europa, a última turnê antes do anúncio do fim. Já Pedro, Oso, Guido, Carolina e Lusillo trataram de resolver as últimas pendências da turnê da Europa.

O dia na residência dos Espinoza Saviñón tinha sido relativamente tranqüilo. Fernando, Bianca, Flávio e Claudia tinham saído para trabalhar logo cedo e devido a correria do trabalho nem chegaram a voltar para casa para almoçar. Somente Clau, mãe das gêmeas, apareceu em casa almoçou ficou um pouco com Flávia e Samantha e retornou ao trabalho voltando para o lar a noite assim como Fernando, Bianca, Flávio. No caso de Rodrigo e Christopher apesar de não residirem na casa dos Espinoza Saviñón, eles possuíam um relacionamento com Bianca e Dulce , respectivamente e esse fato lhe davam total acesso a residência. Por isso tanto Rodrigo como Christopher iriam aparecer a noite, após o trabalho. Chris estava passando o dia na Vónego trabalhando dando uma ajuda a Diego, seu sócio, desde segunda – feira, já que não se encontrava trabalhando com o RBD. Agora falando do dia de Blanca, Maria, as gêmeas estavam com seus cinco meses e Dulce podemos afirmar que o dia das cinco foram bem antagônicos. Blanca e Maria passaram o dia atribuladas cuidando de Flávia e Samantha já Dulce passou o dia deitada no silencio total e só levantou para ir ao banheiro. Blanca e Maria ainda tentaram fazer a ruiva se alimentar, mas a mesma não colocou nada na boca durante o dia.

Quando anoiteceu na Cidade do México, Fernando, Bianca, Flávio, Claudia, Rodrigo e Christopher chegaram em casa entre seis da noite e sete da noite. Claudia chegou as seis da noite, Flávio adentrou a casa as seis e cinco, Rodrigo as seis e quinze, Fernando e Bianca as seis e meia e Christopher as sete horas. Chris assim que entrou na casa dos sogros encontrou todos em seus aposentos, o loiro então subiu direto para o quarto de Dulce Maria. Ao entrar no quarto ele deu de cara com a namorada deitada de bruços na cama com o rosto virado ao lado contrário da entrada na porta.

Chris (sorrindo): Oi boa noite (a ruiva não respondeu nada). Como minha Bebê passou o dia? (Dulce mais uma vez não respondeu). Dul está me ouvindo? Não acredito que você da dormindo dorminhoca (ele se aproximou da namorada e viu a mesma acordada olhando para o nada). Bebê (o loiro estalou o dedo na frente de Dulce e ela mais uma vez não respondeu). Já vi que não quer conversa, eu vou tomar banho para jantar então (a ruiva não falou nada mais uma vez, Christopher beijou o rosto da namorada e saiu para o banheiro).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Set 19, 2015 7:58 pm

Uma hora e quinze minutos depois Christopher estava na sala na companhia dos sogros, das cunhadas, do noivo da Clau, do namorado de Bibi e das gêmeas. Todos já tinham terminado de jantar e agora conversavam como todas as noites.

Bibi (seria): Que dia é mesmo que vão anunciar o fim do RBD? (a filha do meio dos Saviñón embalava Flávia nos braços, a afilhada de Bianca).
Chris (serio): Dia 15 sexta – feira.
Fernando (serio): Ainda faltam três dias então.
Rodrigo (serio): Quase dois dia meu sogro, pois o dia de hoje já está terminando.
Fernando (serio): É verdade.
Blanca (seria): O pior é que não estou conseguindo dar atenção para minha Bebê
Clau (seria): Oh mãe se quiser eu desmarco os meus pacientes na clinica e fico com as meninas a tarde (ela embalava Samatha nos braços).
Flávio (serio): Meus pais infelizmente não podem ajudar porque estão viajando.
Blanca (ela sorri amável): Não falo que não dou atenção a minha Bebê pelas minhas netas, mas porque Dulce não permite que eu cuide dela também
Chris (serio): A Bebê é bem difícil de lidar.
Rodrigo (serio): Muito difícil.
Chris (serio): Bom vou lá para o quarto, boa noite á todos.
Bibi (sorrindo): Boa noite Chris até amanhã.
Fernando (sorrindo): Boa noite meu genro até amanhã.
Rodrigo (sorrindo): Boa noite cara até amanhã.
Clau (sorrindo): Boa noite Chris até amanhã.
Flávio (sorrindo): Boa noite cara até amanhã.
Blanca (sorrindo): Boa noite meu genro (Fernando, Claudia, Flávio, Bianca e Rodrigo voltaram a conversar entre si). Gente já volto (todos assentiram. Blanca levanta e Christopher também e os dois caminham até perto das escadas). Ah Chris antes de subir deixa perguntar uma coisa (Christopher assente dizendo para ela perguntar). O que acha de eu levar um achocolatado, a Bebê toma?
Chris (sorrindo): A gente pode tentar.
Blanca (sorrindo): Então eu vou lá fazer o achocolatado e já levo para ela.
Chris (sorrindo): Te espero lá, mas traz o achocolatado naquele copo que lembra uma mamadeira.
Blanca (sorrindo): Pode deixar já nos vemos (Christopher assente, ele sobe para o quarto da namorada e Blanca vai para cozinha preparar o achocolatado).

Uma hora depois Christopher já estava na cama com Dulce ambos dormindo, Blanca tinha aparecido com o achocolatado para filha caçula e logo deixou o quarto direto para cozinha. A senhora lavou o copo e seguiu para o quarto onde o marido esperava por ela, Flávio e Claudia estavam no quarto com as gêmeas e somente esperavam as mesmas terminarem de mamar para dormirem, Bianca também fora deitar e Rodrigo foi embora para casa.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Set 19, 2015 7:58 pm

13 de agosto quarta – feira

Como no dia anterior na residência dos Espinoza Saviñón Fernando, Bianca, Flávio e Claudia tinham saído para trabalhar logo cedo e devido a correria do trabalho nem chegaram a voltar para casa para almoçar. Somente Clau, mãe das gêmeas, apareceu em casa para almoço para ficar um pouco com Flávia e Samantha e retornar ao trabalho agora em sua clinica. Christopher também aparecerá para almoçar, mas este não ia voltar ao trabalho, ele ia ficar em casa com a namorada para dar atenção a mesma.

Na cozinha

Blanca, Maria, Claudia e as gêmeas estavam na cozinha. Blanca e Claudia distraiam Flávia e Samantha ambas em suas cadeiras de balanço que estavam em cima da mesa enquanto Maria terminava o almoço. Já Dulce continuava em seu quarto como ontem em silencio e somente levantou duas vezes para ir ao banheiro.

Chris (sorrindo): E ai família querida o qual tenho sorte de fazer parte. Tudo bem? (Flávia e Samantha ao escutar a voz do tio/padrinho ficaram animadas e felizes soltando todo um repertório de sons).
Clau (sorrindo): Nossa que animação (Christopher sorriu assim como Blanca e Maria. Chris se aproximou da pia beijou Maria e lavou as mãos). Nos estamos bem tio Chris.
Maria (sorrindo): E muito felizes eu diria (ele beijou Blanca, Clau e depois as gêmeas que estenderam o braço pedindo colo).
Blanca (sorrindo): Chris não vai pegar vocês no colo mocinhas , ele vai buscar tia Dul para almoçar com gente.
Chris (sorrindo): Ei nos somos padrinhos e madrinhas também (as três gargalharam e as gêmeas tentaram imitar). Acha que Bebê vem almoçar?
Blanca (sorrindo): Elas não sabem a diferença das duas palavras e para não confundir as duas por enquanto padrinhos e madrinhas também são tios (Claudia assentiu). Não sei mais temos que tentar.
Chris (sorrindo): Então vou lá tentar trazer a Bebê para almoçar (Blanca, Claudia e Maria assentiram). Já volto (ele deu tchau para gêmeas e seguiu para o quarto de Dulce).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Set 19, 2015 7:59 pm

No quarto de Dulce

Christopher chegou de fininho e encontrou a namorada deitada de bruços com o rosto do lado oposto da porta, ele se aproximou da cama e sentou na mesma.

Chris (sorrindo): Bom dia Bebê mais amada e gostosa do México (Dulce virou de barriga para cima e olhou para ele com os olhos cheios de lágrimas. Chris ficou serio e secou as lãgrimas dela). Não vou perguntar se está tudo bem porque sei que não está (a ruiva assentiu). Eu vim te chamar para gente almoçar (Dul negou no ato) sua mãe, a Clau, a Maria e as gêmeas estão nos esperando.
Dul (seria): Não estou com fome.
Chris (serio): Eu sei que não, mas você precisa se alimentar (ela negou mais uma vez). Bebê você não como desde ontem.
Dul (seria): Eu comi ontem, você me deu leite enquanto eu dormia.
Chris (serio): Eu? Não lembro disso (Christopher suspirou com medo dela não aceitar mais o leite a noite).
Dul (seria): Eu acordei de madrugada e sente meu estomago cheio (Chris suspirou vencido e falou a verdade). Pode dizer a verdade, eu prometo que não vou recusar seu leite até porque estou mais dormindo do que acordada (Christoher riu achando graça do que a namorada disse).
Chris (sorrindo): Tudo bem Bebê esperta (ele apertou a bochecha dela que riu, mas voltou a ficar seria), eu confesso que dei o achocolatado para você.
Dul (ela suspira): Eu sabia (ele voltou a ficar serio lembrando que ela tinha acordado e ficou apreensivo querendo saber o motivo).
Chris (serio): Por quê você acordou?
Dul (seria): Tive um pesadelo.
Chris (serio): Devia ter me acordado então Bebê.
Dul (seria): Não queria te acordar para não ter que contar sobre o motivo de eu ter acordado e para não contar sobre o pesadelo.
Chris (serio): Entendi (Dulce suspirou fugindo do olhar dele e direcionando os olhos para as mãos). Ainda não quer me contar sobre o pesadelo? (a ruiva assentiu confirmando que ela não queria falar). Tudo bem (ela olhou surpresa por o namorado não insistir para saber do pesadelo. Christopher sorriu passando tranqüilidade, ele não queria saber do pesadelo ainda, pois Chris não queria força – lá e sabia que Dulce contaria quando quisesse). Eu aceito que não queria me contar sobre o pesadelo, mas eu exigo que você coma pelo menos um pouco a gente (Dulce negou coçando os olhos). Bebê, por favor, você precisa se alimentar (ela negou mais uma vez). Se você não comer, eu não vou forçar você a me contar sobre o pesadelo, mas vou ficar extremamente triste contigo (a ruiva levantou da cama e sentou no colo do namorado abraçando o mesmo).
Dul (ela suspirou chorosa): Não.
Chris (serio): Não quer que eu fique triste com você? (a ruiva assentiu afirmando que não queria ele triste com ela). Então é só você sentar na mesa com a gente e almoçar (ela negou). Bom então eu vou ficar triste.
Dul (ela coçou os olhos chorosa): Não (ele abriu o sorriso e então passou os dedos pelas bochechas dela).
Chris (serio): Então vamos comer? (ela suspirou e assentiu vencida pela insistência do namorado). Oba assim eu fico feliz (Christopher sorriu e Dulce sorriu também por ver o namorado sorrir).
Dul (ela suspira): Você é um bobo.
Chris (sorrindo): Um bobo que te ama.
Dul (ela suspira): Também te amo (Dulce beija o namorado carinhosamente e olha nos olhos num misto de emoção e medo de perder Christopher). Você é tudo para mim Chris não me deixa nunca.
Chris (sorrindo): Você é tudo para mim, eu não vou te deixar nunca (Dulce assentiu e o abraçou. Ele ficou serio e preocupado por ela achar que ele a deixaria). Não quero que se preocupe com isso está bem? (ela assentiu ainda abraçada a ele). Eu te amo e sonho em me casar com você, por isso pode ficar sossegada porque está destinada a viver comigo para sempre (Dulce assentiu emocionada e mais tranqüila após a declaração de amor dele).
Dul (ela suspira): Eu também sonho em me casar com você e quero viver contigo para sempre (Christopher sorriu e beijou a testa dela e depois os lábios dela carinhosamente). Te amo Chris e obrigada por me amar.
Chris (sorrindo): Eu te amo também Bebê e obrigado por me amar também (ele deu um selinho nos lábios dela). Vamos comer? (Dulce assentiu e ele levantou da cama com ela, a ruiva desceu do colo dele e os dois seguiram para cozinha para almoçar).

Assim que Dulce desceu com Christopher, os dois foram para cozinha e almoçaram na compania de Blanca, Claudia e Maria, as gêmeas já tinham almoçado e dormiam em suas cadeiras de balanço. Durante o almoço Blanca, Clau, Maria e Chris conversaram entre si enquanto comiam ao contrário de Dul que permaneceu quieta em seu canto e praticamente não tocou em sua comida. Ao terminarem de almoçar Maria ficou ajeitando a cozinha, Dulce foi para o quarto dela junto com o namorado e Blanca subiu com a filha mais velha para colocarem Flávia e Samantha em seus berços, elas trocaram as fraldas das gêmeas que continuavam dormindo e deixaram as mesmas dormindo. Clau voltou para o trabalho e Blanca retornou a cozinha para ver se Maria precisava de ajuda.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Out 24, 2015 8:17 pm

No quarto de Dulce

Vinte minutos após o almoço Dulce se encontrava deitada sob o peito de Christopher, ela apesar de sonolenta não conseguia dormir pensando no fim do RBD já ele dormiu assim que deitou. Chris mesmo dormindo tinha aprendido com um ano e sete meses de relacionamento com a namorada ao sentir a inquietude da ruiva mesmo quando ela também dormia ou quando estava acordada como agora, ele se punha em alerta. Dulce ao se mover minimamente sob o corpo do namorado acordou o mesmo, ele então sonolento abraçou o corpo da namorada e perguntou a mesma.

Chris (sonolento): Bebê já acordou?
Dul (ela suspira): Eu nem dormi.
Chris (ele suspira e beija a testa dela): Não dormiu Bebê (ela negou balançando a cabeça negativamente). Está sentindo algo? (a ruiva negou novamente). Então por quê não está conseguindo dormir?
Dul (ela suspira): Estou pensativa e meus pensamentos não me deixam dormir.
Chris (ele suspira): Hum (ele faz carinho nas costas dela). Está pensando no que vai ocorrer na sexta - feira e em tudo em que vem por ai? (ela apenas suspirou pesarosa confirmando as suspeitas de Christopher). Quer conversar sobre isso? (a ruiva negou). Quer tentar dormir?
Dul (ela suspira): Hum.
Chris (ele suspira): Então vamos tentar dormir (ele suspirou continuando a fazer carinho nas costas dela). Só vou ter que te acordar ás quinze trinta porque tem terapia ás dezesseis.
Dul (ela suspira): Eu sei.
Chris (ele suspira): Ok.

Christopher suspirou cantarolando uma canção romântica e calma enquanto continuava a fazer carinho nas costas dela. Dez minutos depois Dulce adormeceu, Chris olhou o relógio que marcava quartoze e meia sua Bebê só ia poder dormir uma hora, ele parou de cantar mais ainda ficou acariciando as costas da namorada e logo adormeceu também despreocupado com o horário, pois sabia que o despertador do celular ia tocar quando a hora de despertar chegasse.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Out 24, 2015 8:19 pm

Ás quinze e meia o despertador tocou acordando Christopher, ele foi ao banheiro aliviou a bexiga e voltou para cama. Chris então com extremo carinho despertou a namorada, ela fez um pouco de manha mais acordou faltando cinco minutos para Estella chegar para terapia. Christopher assim que teve certeza que Dulce não dormiria de novo, o loiro beijou a testa dela e saiu do quarto avisando que após a terapeuta ir embora ele voltaria, Dul assentiu meio a contragosto como sempre acontecia antes da terapia começar mais deixou o namorado ir, ela então aproveitou que Estella ainda não tinha chegado e foi ao banheiro aliviar a bexiga também.

Estella (sorrindo): Olá boa tarde!!! (a terapeuta bate na porta, entra e encontra o quarto vazio). Dul!!! (ela já dentro do quarto olha para os lados e não encontra a ruiva). Dulce onde está? (Dulce sai do banheiro e da de cara com a terapeuta).
Dul (seria): Oi eu estava no banheiro.
Estella (sorrindo): Sem problemas (a terapeuta anda até a poltrona e senta na mesma ao lado da cama). Podemos começar a terapia?
Dul (seria): Eu tenho escolha?
Estella (sorrindo): Não (a terapeuta bate na cama). Senta vamos começar a terapia (a ruiva sentou na cama e cruzou as pernas ficando de frente para Estella. A terapeuta ia começar a falar e a introduzir um assunto aleatório para quebrar o gelo inicial da conversa, mas Dulce foi mais rápida e iniciou a conversa).
Dul (seria): Acha que eu sou o que sou hoje porque o “Pedro Damián” é meu pai? Não que eu ache que ele seja, mas eles acham.
Estella (ela fica seria): Quem foi que disse tamanha asneira dessas? Apesar de dizerem besteira Pedro Damián é seu pai sim (Dulce já ia retrucar, mas Estella voltou a falar impedindo a ruiva de se manifestar). É seu pai sim por mais que você não queria (Dul bufou irritada por constatar que a terapeuta tinha razão). Então quem foi que falou isso? (a ruiva se levantou, abriu uma gaveta, tirou umas dez revistas da mesma e voltou para perto de Estella. Ela em pé colocou as revistas em cima da cama, uma do lado da outra, de frente para ela com a terapeuta que ainda continuava sentada na poltrona).Todas essas revistas falam disso (ela suspirou deixando as primeiras lágrimas rolarem de seus lindos olhos).

Estella percorre com os olhos as revistas mostradas por Dulce, a terapeuta então pegou uma por uma e saiu com as revistas nos braços com a ruiva em seu encalço.

Dul (ela suspira aos prantos): Devolve minhas revistas (a ruiva chorando seguia Estella que andava no corredor). Estella (a terapeuta não respondia e já descia as escadas) devolve minhas revistas.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Out 24, 2015 8:21 pm

Blanca, Maria e Christopher tomaram um susto com Estella descendo as escadas com Dulce aos prantos atrás dela, as gêmeas começaram a chorar assustadas e as senhoras pegaram as meninas no colo. Chris em um momento de sabedoria deitou no chão fugindo do olhar de Dulce, pois ela e Estella chegaram na sala logo em seguida. A terapeuta suspirou olhando Blanca e Maria pedindo com o olhar que não perguntassem nada no momento, as duas assentiram com o olhar e Estella prosseguiu.

Estella (seria): Dona Blanca será que a senhora pode me ver uma saca de lixeira?
Dul (ela suspira aos prantos): Devolve minhas revistas (a terapeuta não respondeu ignorando a ruiva).
Blanca (seria): Posso sim vou buscar (a senhora coloca Flávia na cadeira de balanço e sai para buscar a saca de lixo. As gêmeas continuavam chorando, Maria consolava Samantha e Flávia era consolada por Chris já que a cadeira de balanço estava no chão).
Dul (ela suspira aos prantos): Devolve minhas revistas
Estella (seria): Não (a ruiva passou a mão nos olhos), eu vou jogar eles fora.
Dul (ela suspira aos prantos): Não.

A terapeuta suspirou voltando a ignorar a ruiva, Dulce suspirou ao lado desesperada tentando fazer a terapeuta desistir da ideia de jogar as revistas no lixo e as gêmeas seguiam chorando assustadas.

Estella (seria): Dul você está assustando as suas sobrinhas (a ruiva passou a mão nos olhos de novo desesperada).
Dul (ela suspira aos prantos): Devolve minhas revistas (Blanca voltou a sala com a saca de lixo e abriu a boca da mesma).
Estella (seria): Obrigada dona Blanca (Estella colocou as revistas na saca de lixo com uma mão e com a outra impediu a ruiva de colocar as mãos na saca).
Dul (ela suspira aos prantos): Não (a terapeuta colocou a última revista, depois fechou a saca de lixo, pegou a chave do carro dela e deixou em mãos).
Estella (seria): Eu já volto (a terapeuta seguiu para garagem deixando Dulce aos prantos sendo consolada por Blanca).
Dul (ela suspira aos prantos): Não (Christopher seguia no chão consolando Flávia, Maria consolava Samantha e Blanca tentava consolar Dulce). Cadê o Chris?
Blanca (sorrindo): Serve aquele ali? Ele está consolando a Flávia que está chorando (a ruiva assente, ela já ia até ele, mas Blanca a puxou para cozinha). Vamos tomar um copo de água para acalmar (a ruiva suspira coçando os olhos sendo levada pela mãe. Na sala as gêmeas por fim se acalmaram e ficaram quietas).




Última edição por Admin em Seg Jul 24, 2017 8:09 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Out 24, 2015 8:24 pm

Alguns minutos depois Estella voltou da garagem após guardar o saco com as revistas dentro do carro, ela entrou na sala e fechou a porta. Dulce que voltava da cozinha com Blanca lhe abraçando pela cintura, a ruiva ao ver Estella soltou – se da mãe e saiu correndo de volta para o quarto, a terapeuta se aproximou de Blanca.

Estella (seria): Sei que devem está curiosos mais depois explico (Chris levantou do chão e assentiu assim como Blanca). Se quiserem ver as revistas estão lá no meu carro, mas não tirem de lá (os dois assentiram). Aqui a chave (ela entregou a chave para Blanca). Vou continuar a sessão com a Dul até daqui a pouco.
Maria (seria): Boa sorte dona Estella.
Blanca (seria): Boa sorte.
Chris (serio): Qualquer coisa chama.
Estella (seria): Pode deixar vou lá (Christopher e Blanca continuaram a cuidar das gêmeas, Maria foi para cozinha fazer um café e Estella voltou para o quarto de Dulce).

No quarto de Dulce

Estella adentrou o quarto e encontrou a ruiva sentada encostada nos travesseiros, a terapeuta suspirou pensando no que falar, mas mais uma vez foi surpreendida com a voz de Dulce. Estella então se aproximou de Dul e sentou novamente na poltrona ao lado da cama.

Dul (seria): Acha mesmo uma asneira o que as revistas escreveram?
Estella (seria): Eu acho (Dulce suspirou com os olhos cheios de lágrimas certa que a terapeuta concordava com as revistas), na verdade eu tenho certeza disso (a ruiva suspirou aliviada). Dul, você é filha de Pedro Damián, mas é muito mais do que isso (Dulce suspirou sem conseguir retrucar pela primeira vez que não era filha de Pedro Damián, ela estava mais preocupada com o que a terapeuta achava). Você tem talento e não é porque é filha de quem é que está onde está (Dulce suspirou deixando algumas lágrimas caírem de seus olhos). Você toca instrumentos.
Dul (seria): Eu toco violão e guitarra não são tantos instrumentos assim.
Estella (seria): Tem muita gente que não toca nenhum (a ruiva suspirou assentindo dando razão a terapeuta). Eu não falo só dos seus companheiros de banda, mas falo no geral.
Dul (seria): Tem razão (Estella sorriu e Dulce sorriu lembrando também lembrando que Christopher tinha falado que ia ensinar a tocar bateria).
Estella (sorrindo): O que foi por quê está rindo?
Dul (sorrindo): É que o Chris me prometeu ensinar a tocar bateria.
Estella (sorrindo): Que legal (Dulce assentiu). Tenho certeza que você vai apreender bem rápido a tocar.
Dul (sorrindo): Obrigada.
Estella (sorrindo): É tenho certeza que você pode tocar baixo também, já que é bem parecido com violão e guitarra.
Dul (sorrindo): Eu não tinha pensado nisso, mas é uma opção apreender a tocar baixo também.
Estella (sorrindo): Além de atuar, cantar, tocar, você também escreve e pinta.
Dul (ela suspira ficando seria novamente): Eu pinto mais como hobby não é nada serio.
Estella (ela fica seria também): É apenas hobby, mas não deixa de ser um talento.
Dul (ela suspira): É você está certa (Estella assentiu sorrindo). Você acha que eu vou continuar a minha carreira depois que o RBD terminar então?
Estella (seria): Eu não acho, eu tenho certeza (Dulce suspirou se sentindo mais tranquila com tudo dito pela terapeuta, outras pessoas inclusive seus fãs podiam ter a mesma opinião de Estella e ela podia mesmo continuar com sua carreira). Bom eu tenho que ir.


Última edição por Admin em Seg Jul 24, 2017 8:10 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:30 pm

As duas ficaram conversando por mais meia hora e essa conversa tranquilizou a ruiva com relação ao seu futuro após RBD. No final da sessão de terapia Dulce até sorriu lembrando de momentos agradáveis com seu namorado e amigos, o RBD sempre seria um grande marco em sua vida profissional e pessoal, Dul sabia que no fundo a magoa que sentia dos amigos ia se resolver.

Estella (sorrindo): Bom eu tenho que ir nossa sessão por hoje terminou (Estella levantou da poltrona e Dulce levantou da cama). Você quer que eu venha na sexta – feira para gente conversar? (Estella seguiu para fora do quarto acompanhada de Dulce e as duas seguiram até a sala para terapeuta ir embora da residência dos Espinoza Saviñón).
Dul (ela suspira): Não precisa eu vou ficar bem.
Estella (sorrindo): Fico feliz em saber, mas se por acaso quiser conversar ou até mesmo se precisar de algo pode me ligar.
Dul (ela suspira): Pode deixar e obrigada por me ajudar.
Estella (sorrindo): De nada (as duas chegam na sala e encontram Christopher e Blanca com as gêmeas. Maria estava na cozinha cuidando do jantar). Quando voltar da turnê pela Europa nos teremos mais sessões.
Dul (ela suspira): Está bem.
Estella (sorrindo): Dona Blanca e Chris eu já vou (os dois levantaram e cumprimentaram a terapeuta). Tchau Chris e tchau Blanca até a volta.
Chris (sorrindo): Tchau Estella (ele abraçou a terapeuta e depois abraçou a ruiva).
Blanca (sorrindo): Tchau Estella (a senhora abraçou a terapeuta, agradeceu por tudo,  avisou que tinha lido as revistas e pediu para conversarem depois sobre as mesmas, Estella assentiu e soltaram – se uma da outra).
Estella (sorrindo): Tchau meninas (as gêmeas sorriram e fizeram gracinhas sentadas em suas cadeiras de balanços). Tchau Dul (a ruiva soltou o namorado, beijou a terapeuta e a levou até a porta junto com o mesmo. Blanca voltou para junto das gêmeas e ficou cuidando delas). Boa viagem para vocês.
Dul (ela suspira): Obrigada.
Chris (sorrindo): Obrigado.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:33 pm

Depois de Dulce e Christopher agradecerem ao desejo de Estella para que os dois fizessem boa viagem, a ruiva abriu a porta então Estella e os dois passaram para garagem e ficaram ali para se despedirem. A terapeuta entrou no carro, ligou o mesmo e abriu a janela do banco do motorista.

Dul (ela suspira): Estella (a terapeuta que já ia sair com o carro olhou para ruiva e lhe deu atenção). A gente vai ter que conversar sobre aquele assunto quando eu voltar?
Estella (sorrindo): Sim vamos falar sobre Pedro Damián (Dulce suspirou pesarosa preocupada com as futuras sessões, Christopher sorriu e Estella também sabendo que iam ter problemas, os dois apesar de preocupados estavam esperançosos pelos grandes progressos de Dulce). Qualquer coisa me liguem (os dois assentiram, Estella saiu da residência dos Espinoza Saviñón e Christopher e Dulce voltaram para dentro de casa).

Logo que o casal voltou Blanca pediu ajuda dos dois para dar banho nas gêmeas, Dulce e Christopher assentiram enquanto Maria continuou na cozinha cuidando do jantar.

Pouco menos de duas horas depois Flávia e Samantha já estavam dormindo em seus berços, as gêmeas após tomarem banho com a avó com ajuda de Christopher e Dulce, elas ficaram um tempo brincando com a tia ruiva e o tio Chris. Claudia chegou ás seis e quarenta, a irmã mais velha da família Espinoza Saviñón foi direto para o banho e quando terminou ficou um pouco com as filhas, as amamentou e deixou as mesmas dormindo no berço. Fernando e Bianca chegaram em casa no momento que Flávia e Sam se encontravam com Claudia e Blanca mamando então seguiram direto para o banho. Dulce e Christopher já se encontravam de banho tomados no quarto da ruiva só esperando a hora do jantar. Flávio estava na faculdade na aula de pós – graduação em psicologia na área de terapia familiar, no qual Clau também cursava, mas devido ao nascimento das gêmeas Claudia tinha decidido trancar a matricula naquele semestre e no próximo semestre iria voltar a fazer o curso de pós – graduação. Bianca por outro lado não retornou para residência da família, pois foi para casa do namorado e ia dormir por lá.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:34 pm

Ás oito e meia da noite Blanca, Fernando, Claudia, Dulce, Christopher e Maria começaram a jantar. Quando todos acabaram de comer Maria levantou da mesa e começou a retirar a mesa. Blanca, Clau e Dulce ajudaram a tirar a mesa e a arrumar a cozinha. Já Fernando e Christopher após comer foram para o sofá conversar um pouco.

Clau (sorrindo): Já coloquei tudo na geladeira (ela se referia aos molhos, queijos, sobremesas e um suco que tinha sobrado).
Maria (sorrindo): Obrigada Clau (Maria terminava de lavar o último prato e agora ia lavar duas panelas, Dulce ajudava a senhora secando as louças e já secava o último prato. Blanca estava na sala de jantar ajeitando a mesa).
Clau (sorrindo): De nada (ela beijou a senhora). Vou dar uma olhada nas meninas (Maria assentiu, Claudia então seguiu para seu quarto para olhar as gêmeas).
Maria (sorrindo): Dul obrigada pela ajuda também vai lá ficar com seu namorado.
Dul (ela suspira): Ainda falta secar uma panela (Maria tinha lavado uma panela, a ruiva estava secando a mesma e agora a senhora lavava a última panela. Blanca já estava na sala após arrumar a sala de estar, ela e Chris contavam ao marido o que aconteceu mais cedo com Dulce na terapia enquanto Claudia continuava lá em cima com as gêmeas).
Maria (sorrindo): Eu mesmo seco já estou terminando de lavar a panela.
Dul (ela suspira): Não me deixa terminar de te ajudar (a senhora já tinha lavado a tampa da última panela e agora lavava a panela em si).
Maria (sorrindo): Como assim achei que ia me agradecer e sair correndo atrás do Chris?
Dul (ela suspira): Ah só não quero atrapalhar a minha mãe que deve está contando junto com Chris o que houve mais cedo para meu pai (a ruiva pega a tampa da panela e seca).
Maria (ela fica seria): Oh Bebê (a senhora terminou de lavar a última panela e coloca a panela no escorredor) não fica chateada com a sua mãe.
Dul (ela suspira): Eu não estou chateada (Dulce seca a panela, coloca a tapa que já estava seca e Maria guarda as panelas secas). Eu juro.
Maria (sorrindo): Eu acredito (a senhora após guardar as panelas abraça a ruiva). Escuta sua irmã pediu para fazer brigadeiro quer me ajudar a fazer? (Dulce assente). Então pega o leite condensado e o chocolate que eu vou pegar as outras coisas (a ruiva assente novamente, ela e a Maria pegam as coisas para fazer o brigadeiro e as duas então começam a fazer o doce).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:35 pm

Na sala

Claudia tinha dado uma olhada nas gêmeas e agora conversava com os pais e com Christopher. Os quatro conversavam a respeito da terapia mais cedo e das revistas que Estella havia confiscado e jogado fora.

Fernando (serio): Tadinha das gêmeas (Blanca acabou de contar que as gêmeas ficaram assustadas com o choro de Dulce).
Blanca (seria): Nós tentamos acalmar as duas mais foi difícil.
Clau (seria): Acontece mãe, depois elas se acalmaram e pronto.
Chris (serio): Eu fiquei preocupado, mas o importante é que deu tudo certo.
Fernando (serio): Eu gosto da Estella, ela bota quente na Bebê (o senhor sorri fazendo todos sorriem).
Blanca (sorrindo): Bota mesmo.

Nesse momento Maria entra na sala com um prato de brigadeiro e entrega a Claudia.

Clau (sorrindo): Obrigada Má (ela beija a senhora).
Maria (sorrindo): De nada Clau.
Chris (sorrindo): Cadê a Bebê?
Maria (sorrindo): Terminando de raspar a panela (todos sorriem inclusive Maria). Ainda precisam de mim ou eu posso me retirar?
Blanca (sorrindo): Pode se deitar Má.
Maria (sorrindo): Boa noite á todos então.
Blanca (sorrindo): Boa noite Má.
Fernando (sorrindo): Boa noite Má.
Clau (sorrindo): Boa noite Má.
Chris (sorrindo): Boa noite Má.

Maria acena a todos e segue para cozinha, a senhora guarda a panela e a colher de plástico que a ruiva tinha acabado de lavar, Maria então dá boa a Dulce e segue para seu quarto, a ruiva desliga a luz da cozinha e chega a sala com uma colher.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:38 pm

Clau (sorrindo): Não senhora o brigadeiro é meu (Claudia piscou para todos que sorriram), a Má fez para mim (Dulce se aproxima do sofá onde estão todos). Não foi mãe? (Claudia come uma colher no brigadeiro e a ruiva senta ao lado do namorado olhando a irmã comer brigadeiro).
Blanca (sorrindo): Me tira dessa, eu não sei de nada (Claudia, Fernando e Christopher sorriram com Blanca enquanto a ruiva mirava o prato salivando com vontade de comer o brigadeiro).
Fernando (sorrindo): Eu também não sei de nada (Claudia, Blanca e Christopher sorriram). Vou me deitar gente estou cansado (todos assentiram inclusive Dulce que mirou o pai assim como Claudia, Blanca e Christopher). Boa noite para vocês.
Blanca (sorrindo): Boa noite Nando já já vou me deitar também (Fernando assente).
Clau (sorrindo): Boa noite pai.
Dul (sorrindo): Boa noite pai.
Chris (sorrindo): Boa noite sogrão (Fernando acena e segue para o quarto que dividia com a esposa. Dulce coloca a colher no prato de brigadeiro e se preparava para encher a mesma quando Claudia tira o prato brincando com a irmã caçula).
Dul (sorrindo): Me dá o brigadeiro também é meu, a Má falou.
Chris (sorrindo): Quer que eu faça um brigadeiro para você Bebê? (a ruiva nega).
Clau (sorrindo): É melhor você fazer Chris porque esse aqui é meu (Claudia aproxima o prato de brigadeiro, a ruiva tenta pegar a colher e Clau afasta gargalhando fazendo todos sorrirem inclusive Dulce).
Dul (sorrindo): Me dá sua chata (Claudia nega sorrindo). Mãe olha ela.
Blanca (sorrindo): Oh meu Deus parece duas crianças (Claudia, Dulce e Christopher sorriem). Clau deixa sua irmã comer o brigadeiro e Bebê coma o brigadeiro mais divida com seu namorado também.
Chris (sorrindo): Obrigada por se lembrar de mim minha sogra (as três mulheres sorrirem, Claudia em fim deixa a irmã caçula comer brigadeiro e as duas dividem com Chris).
Blanca (sorrindo): De nada meu filho (a senhora vê os três dividindo o brigadeiro e sorri). Chris sua mãe me ligou a alguns dias nos chamando para o aniversário do Luís Fernando, ela me disse quando era mais eu esqueci. Que dia é mesmo o dia do aniversário do seu afilhado e da Dul?
Chris (sorrindo): Sexta – feira dia 15 de agosto (ele se deliciava com uma colher de brigadeiro).
Blanca (sorrindo): Sexta – feira? (Christopher passa a colher para Dulce).
Clau (sorrindo): O mesmo dia do termino do RBD? (Claudia come mais uma colher de brigadeiro).
Dul (ela suspira comendo mais uma colher do brigadeiro): Irônico não é?
Clau (ela fica seria se lamentando de ter citado o termino do RBD): Desculpa Bebê, eu não quis te deixar mau.
Dul (ela suspira comendo mais uma colher do brigadeiro): Tudo bem, eu já estou me conformando com o termino do RBD e a Estella me fez enxergar que não é o fim da minha carreira apenas o recomeço (a ruiva passa a colher para Chris).
Blanca (sorrindo): Estella tem razão filha (Claudia e Christopher assentem orgulhosos por Dulce está enxergando a situação da forma correta assim como Blanca que estava radiante pelo crescimento de sua Bebê)
Clau (sorrindo): Estou orgulhosa também (Claudia sorri comendo brigadeiro).
Chris (sorrindo): Eu também (Christopher sorri comendo brigadeiro e passa para Dulce).
Dul (sorrindo): Obrigada (a ruiva pega a colher e come o brigadeiro).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 14, 2015 6:39 pm

Blanca (sorrindo): Voltando ao aniversário do Luís Fernando se é sexta – feira agora, nos temos que comprar os presentes Clau (Claudia assentiu comendo mais uma colher).
Clau (sorrindo): Eu posso comprar o meu e o seu amanhã depois do almoço, o paciente das duas e meia desmarcou (Dulce passa a colher para Christopher).
Dul (sorrindo): Mas o aniversário não é domingo Chris? (Christopher assente comendo mais uma colher de brigadeiro).
Blanca (sorrindo): O Chris não acabou de dizer que é na sexta – feira? (Christopher passa colher para Dulce sorrindo da confusão que tinha armado, Claudia já satisfeita com o brigadeiro passa o prato para irmã, Dul pega a colher e come o brigadeiro).
Chris (sorrindo): Desculpa a confusão com o brigadeiro eu não me ligue na pergunta (a senhora e Claudia sorriem enquanto a ruiva continuava a saborear o brigadeiro). O aniversário é na sexta – feira, mas a festa é no domingo.
Blanca (sorrindo): Sem problemas Chris (Claudia assentiu). Ah sim agora estou mais sossegada.
Clau (sorrindo): Mesmo tendo mais tempo para comprar os presentes, eu vou logo amanhã.
Blanca (sorrindo): É melhor mesmo (Claudia assentiu).
Dul (sorrindo): A gente precisa comprar nossos presentes também Chris (a ruiva continuava a se deliciar com o brigadeiro).
Chris (sorrindo): Verdade. Você vai em que shopping Clau? A gente pode ir com você amanhã (Christopher também comia mais uma colher de brigadeiro).
Clau (sorrindo): Pensei em ir em uma loja de brinquedos perto daqui, mas não é em shopping não (Chris para de comer, mas Dul continua).
Blanca (sorrindo): É uma boa vocês irem também assim não precisam ir em shopping.
Chris (sorrindo): Tem razão (Dulce para de comer o brigadeiro também). Podemos ir amanhã com sua irmã Bebê?
Dul (sorrindo): Podemos (ela se levanta do sofá segurando o prato de brigadeiro). Vou levar o prato de brigadeiro para cozinha e lavar as colheres (Blanca, Claudia e Christopher assentem). Já volto (Blanca, Clau e Chris assentem novamente e Dul segue para cozinha).
Blanca (sorrindo): Clau o Flávio vai chegar que horas? (Claudia olha o celular e constata que era quase 22 horas.
Clau (sorrindo): Daqui a meia hora mais ou menos, a aula dele termina agora ás 22 horas.
Chris (sorrindo): Não entendi se ele sai agora por quê Flávio só chega em meia hora?
Blanca (sorrindo): Porque a faculdade é do outro lado da cidade.
Chris (sorrindo): Ah entendi (Dulce volta da cozinha e senta novamente ao lado do namorado).
Blanca (sorrindo): Vou para meu quarto ver um pouco de televisão e dormir (Claudia, Christopher e Dulce assentem). Boa noite para vocês.
Chris (sorrindo): Boa noite sogra até amanhã (o loiro beija a sogra).
Blanca (sorrindo): Boa noite Clau até amanhã (Claudia beija a mãe). Depois que o Flávio entrar não esquece de por o alarme na casa
Clau (sorrindo): Pode deixar (Blanca sorriu). Boa noite mãe até amanhã.
Dul (sorrindo): Boa noite mãe até amanhã (ela beijou a mãe com carinho).
Blanca (sorrindo): Boa noite meu Bebê até amanhã (Blanca foi para o quarto que dividia com o marido e deixou as filhas e o genro na sala conversando).

Claudia, Christopher e Dulce ainda ficaram ali na sala por mais meia hora assim que Flávio chegou da faculdade. Ele e Claudia seguiram para seu quarto, cuidaram das gêmeas e foram deitar. Já Christopher e Dulce deitaram – se imediatamente, mas primeiramente ficaram conversando, namorando e só depois de fato dormiram.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Nov 28, 2015 7:19 pm

14 de agosto - quinta – feira

Ás 14 horas e 45 minutos Claudia, Christopher e Dulce saíram de casa rumo a loja de brinquedos. Os três estavam atrasados alguns minutos devido a dificuldade de Clau em colocar as gêmeas para dormirem após as mamadas. Flávia e Samantha tinham ficado extremamente animadas ao verem a casa cheia com todos almoçando juntos. Fernando, Bianca, Flávio, Claudia e Christopher vieram de seus trabalhos para almoçarem com Blanca, Dulce e Maria. Fernando, Bianca e Flávio depois do almoço voltaram para seus trabalhos. Claudia e Christopher permaneceram em casa para irem comprar o presente de Luís Fernando com Dulce Maria. Cinco minutos depois de saírem de casa Clau, Chris e Dul chegaram a loja e estacionaram o carro na entrada do estabelecimento, a loja era perto da residência dos Espinoza Saviñón, mas por a ruiva e Chris estarem com Claudia, a irmã mais velha de Dulce achou melhor usar o carro para comprar os presentes de Luís Fernando.

Clau (sorrindo): Vocês tem ideia de qual presente vão comprar? (os três entraram na loja de brinquedo).
Dul (sorrindo): Ainda não sei (a ruiva suspira olhando em volta).
Chris (sorrindo): Eu tive conversando com meus pais e nós tivemos uma ideia (uma funcionaria olhou os três conversando e esperou o chamado dos mesmos).
Dul (sorrindo): Que ideia? (ela mira o namorado).
Chris (sorrindo): Nos tivemos a ideia de comprar um playground para ele.
Dul (sorrindo): Grande ideia (ela abraça o namorado e o solta ficando de mão dada com ele. Clau sorri e vendo os dois, ela sempre torceu para a irmã e Christopher ficarem juntos assim como Bianca e Blanca. Fernando era neutro, pois morria de ciúmes da filha caçula).
Clau (sorrindo): Será que eu e Flávio podemos participar também desse presente?
Chris (sorrindo): Claro que sim (Claudia agradeceu sorrindo). O playground pode ser presente da Blanca e seu Fernando também e da Bibi se ela quiser também.
Clau (sorrindo): Tem certeza? Vai dar para todo mundo pagar igualmente?
Chris (sorrindo): Vai sim fique tranquila, playground costumam ser bem caros (Dulce observava o local sorrindo, Claudia agradeceu mais uma vez sorrindo e Christopher sorriu de volta aceitando o agradecimento). Acho que tem alguém aqui bastante empolgada (o loiro apontou para Dulce). Será que a Bebê vai gostar mais do playground que o próprio Luís Fernando?
Clau (sorrindo): Bem capaz viu Chris (Dulce suspirou imaginando o afilhado brincando no playground, mas voltou a si rápido ao escutar as risadas do namorado e da irmã).
Dul (sorrindo): Que foi?
Chris (sorrindo): Clau estava perguntando se você vai gostar do playground tanto como Luís Fernando?
Dul (sorrindo): Por quê diz isso Clau?
Clau (sorrindo): Ora nunca vi você tão empolgada nem quando íamos comprar seus presentes.
Dul (sorrindo): Só estou contente por poder dar um presente que eu tenho certeza que Luís Fernando vai amar.
Chris (sorrindo): Clau você não viu no dia que nos compramos brinquedos e presentes para as gêmeas e nosso afilhado (Claudia sorriu, Christopher sorriu e Dulce também).
Clau (sorrindo): Imagino.
Dul (sorrindo): Mas respondendo sua pergunta eu estou empolgada sim, mas ficaria mais empolgada se eu fosse criança para brincar no playground (Dulce gargalhou fazendo Claudia e Christopher gargalharem balançando a cabeça negativamente). Voltando ao motivo da nossa presença na loja será que aqui vende playground?
Clau (sorrindo): Não sei, mas vamos ver agora (Claudia chama a atendente e a mesma se aproxima dos três).
Atendente (sorrindo): Boa tarde, posso ajudar vocês?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Jan 02, 2016 7:10 pm

Clau (sorrindo): Oi boa tarde.
Dul (sorrindo): Oi boa tarde.
Chris (sorrindo): Oi boa tarde. A gente queria saber se a loja vende playground?
Atendente (sorrindo): Vendemos sim, mas infelizmente não temos todos playground aqui na loja porque o espaço externo é pequeno.
Clau (sorrindo): A gente pode ver os playground aqui na loja?
Atendente (sorrindo): Podemos venham comigo (os três seguem a atendente).
Dul (sorrindo): Você tem um catálogo com os playground que não estão aqui?
Atendente (sorrindo): Tenho sim (Dulce, Christopher, Claudia e atendente percorrem a loja para chegarem na área externa). Vou mostrar primeiro os playground que temos aqui, depois eu pego o catálogo para vocês olharem (Dulce, Christopher, Claudia e assentira. Os quatro chegaram a área externa). Pronto aqui temos alguns playground (os três observavam os brinquedos). Fiquem a vontade para olhar os playground que eu vou buscar o catálogo para vocês (Claudia, Christopher e Dulce assentiram e atendente foi buscar o catálogo).


Os três começaram a olhar de perto os playgrounds, eles viram realmente poucos playgrouds ali somente cinco, pois a área externa era bem pequena. Logo a atendente voltou para perto de Claudia, Dulce e Christopher e os convidou para sentar em uma mesa presente no local mesmo.

Atendente (sorrindo): Pronto trouxe o catálago (os quatro sentaram ao redor da mesa). Gostaram dos playgrounds que viram aqui na loja?
Chris (sorrindo): Gostamos de dois playground, os outros três são um pouco grandes para o meu afilhado.
Atendente (sorrindo): Os dois playground que vocês gostaram são para crianças de 2 anos á 5 anos, os outros três são para crianças mais velhas.
Dul (sorrindo): Ele faz um ano amanhã.
Claudia (sorrindo): Será que ele vai aproveitar o playground então?
Atendente (sorrindo): Praticamente um neném (os três assentiram sorrindo). Olha serei bem sincera com vocês (Claudia, Christopher e Dulce sorriram agradecendo a sinceridade da atendente), ele irá aproveitar o playground com idenpendência a partir dos 2 anos, mas com 1 ano e um responsável é possível brincar com segurança.
Chris (sorrindo): Então, por favor, nos mostre outras opções de playground para crianças de 2 anos á 5 anos (Atendente assentiu. Claudia e Dulce sorriram animadas). Ah só uma coisa muito importante, os pais do meu afilhado moram numa casa em uma área externa bem espaçosa, mas não podemos comprar algo muito grande e espaçoso (Atendente assentiu novamente e mostrou então as opções de playground para crianças de 2 anos á 5 anos. Claudia, Christopher e Dulce olharam todas as opções e gostaram de três playground).



Chris (sorrindo): Bom olhando todas essas opções as que mais me agradam são essas três.
Dul (sorrindo): Gosto dessas três também.
Clau (sorrindo): Eu também.
Atendente (sorrindo): São as três melhores para crianças pequenas e não ocupam muito espaço. Mas qual das três vocês escolhem ou melhor qual das cinco vocês vão levar? Porque ainda tem os dois playground aqui da loja.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Jan 02, 2016 7:16 pm

Chris (sorrindo): Costumo ser um homem bem decidido, mas confesso que estou na dúvida.
Atendente (sorrindo): Acontece.
Dul (sorrindo): Eu gostei mais dos playground que tem as piscinas de bolinhas.
Atendente (sorrindo): As crianças que vêem com os pais gostam muito desses playground por causa deste detalhe.
Clau (sorrindo): Confesso que também estou na dúvida.
Atendente (sorrindo): É complicado escolher, mas vocês podem decidir tentando ver o que querem como prioridades para o playground.
Dul (sorrindo): Tem razão (Claudia e Christopher assentiram sorrindo). Bom a minha prioridade é a piscina de bolinha.
Chris (sorrindo): A minha é o balanço.
Clau (sorrindo): A minha é o escorregador porque playground sem escorregador não é playground.
Atendente (sorrindo): Tem razão.
Chris (sorrindo): Playground sem balanço também não é playground.
Atendente (sorrindo): Ele tem razão.
Dul (sorrindo): Nem todo playground tem piscina de bolinha, mas eu acho legal ter uma.
Atendente (sorrindo): Bom eu acho que temos uma playground escolhido (os três assentiram). Vamos fechar negócio? (os três assentiram novamente). Venham comigo então, por favor, vamos efetuar a compra do playground (Atendente levantou e os três a acompanharam até o caixa para efetuarem a compra).

Vinte minutos após levantarem das cadeiras da área externa da loja de brinquedos Dulce, Christopher e Claudia finalmente compraram o playground. Enquanto a funcionaria do caixa efetuava a compra, a atendente anotava o endereço dos pais de Luís Fernando para entregar o playground. O playground ia ser entregue na sexta – feira á tarde e em nome dos avós Alexandra e Luís, Blanca e Fernando, Claudia e Flávio, Christopher e Dulce. Assim que a compra foi efetuada e ficou acertado tudo da entrega, os três agradeceram o atendimento da atendente e da moça do caixa e em seguida deixaram o local.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Jan 02, 2016 7:16 pm

Dul (sorrindo): Acho que nunca vi tantas pessoas darem um único presente (Claudia dirigia de volta para casa dos pais, ela sorriu e Christopher também). E olha que a Claudia ligou para Bianca para perguntar se ela queria participar da compra do playground e a Bibi disse que já tinha comprado um presente para nosso afilhado.
Chris (sorrindo): Verdade (o loiro estava ao lado de Claudia e Dulce no banco de tráz).
Clau (sorrindo): Chris a gente nem perguntou se teu irmão queria participar da nossa cota dos presentes?
Chris (sorrindo): Ah eu não pensei nele porque o Lucas já comprou o presente.
Clau (sorrindo): Ah entendi (os três chegaram na residência dos Espinoza Saviñón). Pronto estão em casa (Claudia entrou na garagem, Dulce beijou a irmã).
Dul (sorrindo): Obrigada Clau até mais tarde.
Clau (sorrindo): De nada Bebê até mais tarde (a ruiva saiu do carro).
Chris (sorrindo): Obrigado Clau até mais tarde.
Clau (sorrindo): De nada Chris até mais tarde (Christopher saiu do carro também, ele e Dul entraram em casa e Claudia seguiu para seu consultório).

Dulce e Christopher ao entrarem na residência dos Espinoza Saviñón encontraram Blanca e Maria na cozinha conversando enquanto davam bananas amassadas para Flávia e Samantha respectivamente. O casal entrou fazendo festa deixando as gêmeas animadas, os dois participaram da papinha das gêmeas e ficaram com as meninas e as duas senhoras pelo resto da tarde.

Á noite Fernando, Bianca e Claudia voltaram para casa, primeiro chegou Clau ás seis e meia da noite e ás sete e meia chegaram Fernando e Bibi. Rodrigo apareceu logo depois que a namorada chegou com pai e Flávio como no dia anterior estava na faculdade fazendo sua especialização. Clau com ajuda das irmãs cuidaram de Flávia e Sam e as colocaram para dormir. Ás oito e meia da noite todos jantaram, Maria se recolheu em seus aposentos logo após o jantar, os demais ficaram conversando até mais tarde. Os primeiros a deitarem foram Fernando e Blanca por volta das dez horas, depois se deitaram Dulce e Christopher ás dez e meia e por últimos deitaram Rodrigo, Bianca, Claudia e Flávio. Os dois primeiros logo dormiram e os outros dois cuidaram de suas filhas e depois caíram no sono assim como os demais.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Jan 02, 2016 7:18 pm

15 de agosto - Sexta – feira

O relógio marcava ás 5h30min da manhã e Blanca encontrava – se sentada na cadeira da cozinha segurando o telefone em cima da mesa com as mãos entrelaçadas enquanto Christopher descia as escadas perdido em pensamentos, ele tomou um susto quando entrou na cozinha e deu de cara com a sogra sentada á mesa também perdida em pensamentos.
Chris (ele suspira): Blanca tudo bem ?(Christopher da porta mirou a sogra preocupado). Aconteceu alguma coisa? (Blanca voltou a si e suspirou mirando o genro caçula, Chris aflito se aproximou da sogra e sentou ao lado da mesma).
Blanca (ela suspirou): Oi Chris estou aqui pensando e esperando a hora passar (a senhora largou o telefone e segurou as mãos do genro), mas respondendo a sua pergunta não aconteceu nada não pelo menos por enquanto.
Chris (ele suspira): Se refere ao termino do RBD e a reação da Bebê?
Blanca (ela suspirou): É estou muito preocupada Chris, eu não sei como a Bebê vai reagir a tudo isso (Christopher suspira demonstrando também sua preocupação). Eu não preguei o olho essa noite pensando nisso.
Chris (ele suspira): Eu também não dormi direito, por isso me levantei da cama para não acorda – lá.
Blanca (ela suspirou): Muito preocupado também?
Chris (ele suspira): Muito (Blanca suspirou deixando algumas lágrimas caírem), mas temos que ter fé que vai ficar tudo bem e que a Bebê vai superar mais essa (a senhora assentiu e Christopher sorriu e secou as lágrimas dela com carinho).
Blanca (ela suspirou): Você tem razão (Blanca sorriu beijando as mãos de Christopher com carinho) e nós vamos ajuda – lá a superar o termino do RBD (a senhora suspira terminando de secar algumas lágrimas).
Chris (ele suspira emocionado): Com certeza (os dois suspiram e entrelaçam as mãos). Para quem está ligando tão cedo?
Blanca (ela suspirou olhando o telefone em cima da mesa): Ainda não liguei, mas pretendo ligar assim que o relógio marcar 6h30min da manhã (Christopher assentiu). Eu estive pensando a madrugada toda e acho que você e a Bebê precisam ir para outro lugar que não seja a minha casa, a casa dos teus pais e o apartamento dela porque os três lugares vão ficar cheios de jornalistas na porta e os telefones de casa não vão parar atrás de vocês.
Chris (ele suspira): Tem razão (Blanca suspira). Bom a gente pode ir para casa do meu irmão mais velho, mas a gente só pode ir a noite porque a loja de brinquedo vai entregar o playground á tarde.
Blanca (ela suspirou): Eu pensei em vocês irem para casa dos padrinhos da Bebê (Chris assentiu pensativo). Foi para eles que eu pensei em ligar.
Chris (ele suspira): Pode ser, mas nós podemos ficar até domingo? Domingo é a festa do Luís Fernando e nós podemos ficar na casa do meu irmão até terça – feira quando vamos viajar em turnê.
Blanca (ela suspirou): Claro que podem e com certeza eles vão fazer questão de vocês ficarem até o dia da viagem.
Chris (ele suspira): Nós podemos ficar por lá até o dia da viagem sem problemas.
Blanca (ela suspirou): Posso ligar para Lê então? (Christopher assentiu, a senhora tocou a mão dele em agradecimento e discou o número do telefone de Letícia).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Jan 02, 2016 7:19 pm

Uma hora e meia depois Christopher desceu a mochila e as duas malas que Dulce ia levar para viagem da turnê Celestial, a senhora desceu em seguida levando uma mala com algumas roupas para passar os próximos dias até o dia da viagem. Blanca mais cedo ligou para Letícia para pedir para ela e Diego hospedarem Christopher e Dulce até domingo, dia da festa de aniversário de Luís Fernando, Chris e Dul iriam para casa do irmão mais velho de Christopher para ficarem até terça – feira, o dia da volta da turnê Celestial. Letícia aceitou de pronto, ela ainda avisou que iria pegar os dois e levar para casa dela. Ás oito da manhã após Christopher colocar as coisas da namorada no canto da sala com ajuda da sogra, ele então foi até a casa dos pais buscar suas coisas, local onde residia com os mesmos e o irmão do meio e voltou ás nove horas da manhã. O loiro assim que entrou na casa dos sogros encontrou a namorada já desperta, de banho tomado e esperando por ele na sala com as gêmeas.

Chris (sorrindo): Já acordou Bebê? (Dulce assentiu seria olhando para as gêmeas deitadas de barriga para cima no tapete de atividades, ele suspirou e ficou serio também). Já vejo que está de banho tomado e vestida com roupa de sair sua mãe falou para você aonde vamos?
Dul (seria): Hum (Christopher se aproximou das gêmeas e de Dulce, ele sentou ao lado da ruiva e a beijou com carinho). A gente já vai?
Chris (serio): Não a gente tem que esperar o sua Madrinha, ela ficou de nos pegar.
Dul (seria): Ah é eu tinha esquecido.

Blanca  nesse momento entrou na sala e encontrou Christopher já na companhia de Dulce e das gêmeas.

Blanca (seria): Oi Chris já voltou? (a senhora se aproximou dos quatro).
Chris (serio): Acabei de chegar sogra, a mamãe mandou beijos para todos.
Dul (seria): Por quê não me disse que ela tinha me mandado beijos?
Chris (serio): Porque não deu tempo de lhe contar (ele a puxou para o colo dele e lhe deu alguns beijos no rosto). Sua sogra lhe mandou muitos beijos (Christopher beijou a namorada que sorriu de leve, Blanca sorriu e as gêmeas soltaram sons animados). Que Bebê ciumenta fui arrumar.
Dul (suspira manhosa): Não sou ciumenta.
Chris (ele sorriu e a abraçou com carinho): Claro que não.
Blanca (sorrindo): Não mesmo (Christopher beijou carinhosamente Dulce nos lábios). Vamos lanchar mocinhas? (a senhora pega Samantha no colo). Dul pega a Flávia para mim e traz para cozinha? (a ruiva assentiu, ela levantou do colo do namorado e pegou Flávia no colo). Os dois me ajudam com o lanche das gêmeas? (Dulce e Christopher assentem. A senhora foi para cozinha com Sam em seu colo na companhada de Dulce que tinha Flávia no colo e de Christopher).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Fev 13, 2016 7:07 pm

Quinze minutos depois Blanca, Christopher, Dulce, Flávia e a Samantha voltaram para sala e começaram a conversar. Maria continuou na cozinha fazendo almoço enquanto Fabiana estava lá em cima arrumando os quartos.

Dul (seria): Mãe liga a televisão!!!
Blanca (seria): Para que Bebê? Estamos conversando e brincando com as meninas.
Chris (serio): Sua mãe tem razão (ele pegou a Flávia no colo). Quero brincar titia (Chris colocou a Flávia na sua frente e escondeu o rosto fingindo falar pela sobrinha arrancando gargalhadas de Blanca e de Christopher que acabou rindo também).
Blanca (sorrindo): Ai Chris essa foi boa (Dulce suspirou, levantou do chão e pegou o controle da televisão fazendo Christopher e Blanca ficarem sérios e suspiraram penosos). Bebê não liga a televisão (para sorte de Blanca e Chris um barulho de carro entrando na garagem se fez presente fazendo com que a ruiva deixasse o controle de lado). Acho que sua Madrinha chegou (Dulce levantou e abriu a porta para Madrinha entrar).

Na garagem

Letícia estacionou o carro e saiu do mesmo encontrando Dulce na porta esperando por ela, a ruiva assim que viu a Madrinha e a abraçou com carinho. Christopher deixou Flávia no tapete indo ao encontro das duas e Blanca foi em seu encalço logo depois. Lê cumprimentou Chris e Blanca quando se aproximaram e os quatro então começaram a conversar claro sempre de olho nas gêmeas deitadas perto do sofá no tapete de atividades.
Lê (sorrindo): Então tudo pronto? (ela sorri abraçando a afilhada).
Chris (sorrindo): Tudo pronto sim, as minhas malas estão no meu carro e a da Dul aqui do lado (Letícia olhou as malas da afilhada, a mochila e sorriu). Posso colocar as malas e as mochilas no seu carro?
Lê (sorrindo): Claro o carro está aberto (Christopher sorri agradecendo, ele pegou a mochila da namorada e colocou nas costas). Deixa eu te ajudar.
Chris (sorrindo): Não precisa eu arrumo tudo (ele sorriu, pegou as duas malas de Dulce e saiu até o carro de Letícia).
Blanca (sorrindo): Chris arruma tudo amiga, ele é forte da conta das malas e mochilas dele e de Dul (Letícia e Blanca sorriram enquanto Dulce suspira olhando o namorado abrir a porta do carro de Lê, guardar a mochila da ruiva e voltar a fechar a porta). Minha Bebê tem muita sorte de ter um namorado assim (Dulce continuava a olhar Christopher guardar as coisas dela, ele abriu a porta da mala do carro de Lê e guardou as duas malas dela).
Lê (sorrindo): Oh se tem (as senhoras sorriram vendo Dulce olhar Christopher, a ruiva não olhava com olhar de cobiça apesar de achar o namorado gostoso. Naquele momento ela somente conseguia enxergar que ia se esconder na casa da Madrinha devido aos jornalistas sensacionalistas na eminência do anúncio do termino do RBD). Dul tudo bem? (Chris agora abriu a porta do banco de trás pegou a mochila dele e as duas malas colocando ambas no chão).
Dul (ela suspira seria e olha para duas): Hum (Christopher fechou a porta do carro, acionou o alarme e voltou a pegar as malas do chão e seguiu para o carro de Letícia).
Blanca (sorrindo): Dul olha as meninas para mamãe enquanto eu e sua Madrinha tomamos um cafezinho? (o loiro abriu a porta do banco de trás, guardou a mochila no banco de atrás junto da mochila da ruiva e fechou a porta).
Dul (ela suspira): Hum, mas não demorem eu quero sair daqui antes dos jornalistas chegarem (as senhoras assentiram e seguiram rumo a cozinha, Dulce foi até as meninas para olhar as duas e Christopher seguia guardando coisas, agora ele guardava as malas dele na mala do carro de Letícia).
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Fev 13, 2016 7:10 pm

Na cozinha

Maria sorriu para Blanca e Letícia ao verem as duas adentarem a cozinha, Maria se aproximou das duas com a garafa de café, Blanca sorriu agradecendo, ela serviu a amiga e se serviu. Maria voltou para o fogão para cozinhar e as senhoras iniciaram uma conversa rápida mais que acalmou o coração da mãe da ruiva do RBD.

Blanca (seria): Queria te agradecer por hospedar a nossa Bebê e o Chris nesses dias.
Lê (seria): Até me ofendes me agradecendo (ela sorri a Blanca enquanto segura as mãos da mesma). Sabe que Dul, Bibi e Clau são como se fossem minhas filhas (Letícia acaricia as mãos da amiga). Amamentei a Bebê, mas do que minha própria filha chegou a mamar então para mim é uma honra poder ajuda – lá (Lê sorrindo larga a mão de Blanca e toma seu café). Por isso apesar dos pesares vou ficar feliz em hospedar a Bebê e o Chris na minha humilde residência.
Blanca (sorrindo): Mais é muito boba minha amiga, ou melhor, irmã (Letícia sorriu). Saiba que eu considero Ivi como minha filha também.
Lê (sorrindo): Sei disso (Blanca sorriu tomando seu café). A Ivi vai passar esses dias lá em casa para fazer companhia para Dul e Chris, ela vai a tarde lá para casa.
Blanca (sorrindo): Que ótimo fico contente em saber (Lê tomou o resto de seu café acompanhada de Blanca).
Lê (sorrindo): Vai nos visitar também?
Blanca (sorrindo): Acho melhor não, eu não quero levantar suspeitas e acabar levando os jornalistas abrustres para tirar a tranqüilidade da Bebê, do Chris e a de vocês também.
Lê (sorrindo): Faz sentido.
Blanca (sorrindo): Mais eu vou ver a Bebê e o Chris na festa de aniversário do Luís Fernando, Ale nos chamou para festinha do neto (Letícia sorriu). Vou aproveitar e ver minha Bebê e meu genro antes da turnê pela Europa que eles vão fazer.
Lê (sorrindo): Bom amiga vou embora, a Bebê quer ir antes dos jornalista aparecerem e acho que é a melhor opção para sairmos sem alarde e com a segurança de não sermos seguidas (Blanca assentiu, ela e Letícia levantaram das cadeiras). Qualquer coisa liga.
Blanca (sorrindo): Pode deixar que eu ligo sim (Letícia sorriu). Peço que me ligue para me dar notícias da Bebê.
Lê (sorrindo): Pode deixar (a senhora se aproximou de Maria e a beijou). Tchau Má até mais.
Maria (sorrindo): Tchau senhora (a empregada olhou para Blanca). Vou me despedir da Bebê e de Chris já volto (Blanca assentiu e a senhora seguiu para se despedir de Christopher e Dulce).

Meia hora depois Letícia já se encontrava em sua residência acompanhada de Christopher e de Dulce, a senhora como tinha combinado com Blanca estava hospedando a afilhada e o namorado dela até domingo, dia do aniversário de Luís Fernando, a partir daquele dia eles iam ficar na casa do irmão mais velho de Chris até terça – feira quando iriam começar a última parte da turnê Celestial. Letícia assim que entrou em sua casa levou o casal para o quarto de hospedes. A ruiva sempre ficava no quarto de Ivalu desde pequena mesmo sem a presença de Ivi, mas como Christopher acompanhava Dulce, a senhora resolveu deixar a afilhada com o namorado. Lê deixou os dois a vontade e saiu rumo a cozinha para providenciar o almoço, a senhora não possuía alguém para ajudar em casa, pois somente tinha ela e o marido em casa, as vezes a filha e o genro. Quando havia mais gente Letícia contava com ajuda de algum buffet ou de alguns ajudantes.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Fev 13, 2016 7:14 pm

Na hora do almoço, ao meio dia e meia Letícia já tinha a comida pronta, a senhora retornou ao quarto de hospedes e encontrou a afilhada e Christopher deitados na cama.

Lê (sorrindo): O almoço está pronto Bebê e Chris!!!
Chris (sorrindo): Obrigado Lê, mas por enquanto o almoço é só para mim a sua afilhada adormeceu a pouco.
Lê (sorrindo): Tudo bem a gente separa o almoço da Bebê (Christopher deixou a cama com cuidado para não acordar a namorada).
Chris (serio): Acho difícil que a Dul queira comer, ela está triste e sem fome (ele falou bem baixo já perto de Letícia). A Bebê dormiu a pouco, depois de chorar bastante ao escutar em uma rádio que entrou no meio de um programa ao vivo noticiando o fim do RBD.
Lê (seria): Imagino que esteja sendo difícil para ela e para você também, mas não podemos deixar a Bebê esmorecer.
Chris (serio): Tem razão (Christopher suspirou e Letícia assentiu). Bom vamos almoçar (Lê assentiu novamente, os dois deixaram o quarto de hospedes da casa de Letícia e seguiram para a cozinha).

Ás 13h30 da tarde, a calmaria na casa de Diego e Letícia foi quebrado pela presença de Ivalu, ela chegou falando alto e chamando pela mãe, por Dulce e por Christopher. Lê avisou que estavam na cozinha, mas que só Chris estava com ela, pois Dul se encontrava dormindo.

Ivi (sorrindo): Não acredito, mas é muito dorminhoca mesmo (Ivalu se encostou na pia onde Christopher secava a louça e guardava. Letícia estava ao lado fazendo café).
Chris (serio): A gente escutou uma rádio que entrou no meio de um programa ao vivo noticiando o fim do RBD, a Bebê chorou muito apesar de já ter ciência do termino da banda e depois ela acabou dormindo (Christopher acabou de secar e guardar a louça. Letícia seguia fazendo o café).
Ivi (seria): Normal a reação da Bebê já sabíamos que ia ser difícil para ela assim como tenho certeza que está sendo difícil para você Chris e para todos os demais.
Chris (serio): Claro todo mundo está sofrendo uns mais outros menos (Letícia e Ivalu assentiram). Estou preocupado é com Pedro, afinal é ele o criador disso tudo.
Ivi (seria): Então fique tranqüilo, pois apesar de tudo Pedro está bem (Christopher suspira tranqüilo). Pedro está triste lógico, mas ele entendeu que realmente a banda estava chegando ao fim, a Mai e Poncho só adiantaram um pouco as coisas (Letícia terminou de fazer o café e colocou na garrafa térmica). Eu penso que ele tem razão e Dudu está começando a se convencer também.
Chris (serio): Ando pensando nisso, não tinha chegado a essa conclusão, mas se Pedro já está certo disso então é porque a conclusão deve ser é a correta.
Lê (seria): Acho que é também (ela leva a garrafa até a mesa da cozinha). Filha você já almoçou?
Ivi (seria): Almocei sim, eu comi com o pai antes de vir para cá.
Lê (seria): Então peguem três xícaras para gente tomar café.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Admin em Sab Abr 30, 2016 8:15 pm

Christopher e Ivalu assentiram, os dois pegaram cada um sua xícara e o pires, na hora de um dos dois pegar a xícara e o pires de Letícia, eles tiveram uma pequena discussão que terminou com um grito de Lê e uma ordem de cada um trazer um útensilio, Ivi e Chris pararam de brigar, os ânimos se tranquilizaram e Chris então trouxe o pires e Ivi a xícara.

Chris (sorrindo): Cheguei primeiro (Christopher sorrindo sentou a mesa onde Letícia já estava sentada, Ivalu chegou logo atrás e sentou também dando língua para Chris).
Ivi (sorrindo): Eu deixei você ganhar (Christopher fingiu gargalhar e Letícia balançou a cabeça brincando).
Chris (sorrindo): Claro que deixou (Ivalu sorriu e Letícia sorriu também servindo ao Christopher, a filha, e a ela mesma).
Lê (sorrindo): Parecem duas crianças (os dois sorriram divertidos, Letícia então terminou de servir a todos e entregou as xícaras a seus respectivos).
Chris (sorrindo): Obrigado tia.
Ivi (sorrindo): Obrigada mãe.
Lê (sorrindo): De nada meus amores (Ivalu e Christopher sorriram e os três começaram a tomar seus cafés. Lê assumiu uma postura seria novamente). Apesar de todos chegarmos a mesma conclusão penso que devemos deixar que a Bebê “curta” essa tristeza e chegue com o tempo que ela decidir a conclusão que nós chegamos.
Chris (serio): Tem razão de novo tia.
Ivi (seria): Concordo mãe, mas não podemos deixar ela se afundar nessa tristeza.
Lê (seria): Claro que não, a tristeza é para durar algum período do dia e não o dia todo.
Chris (serio): Estou te entendendo a gente vai deixar a Bebê “curtir” a tristeza mais não o tempo todo e aos poucos essa tristeza vai espaçando.
Lê (seria): Exatamente (os três terminaram seus cafés, Christopher então levanta da mesa e leva a louça para lavar).
Ivi (seria): Espero que essa tristeza passe logo.
Lê (seria): Vai passar filha (a senhora segura a mão da filha acaricia e levanta da mesa). Chris pode deixar que eu lavo a louça e seco vai lá olhar a Bebê com a Ivi.
Chris (serio): Eu já vou lá (ele já tinha começado a lavar). Antes vou lavar tudo aqui.
Lê (sorrindo): Oh homem teimoso (Christopher sorri. Ivalu e Letícia se aproximam dele).
Ivi (sorrindo): Ele educado mãe e prendado.
Chris (sorrindo): Sou mesmo (ele terminou de lavar tudo e Letícia prontamente começou a secar a louça e Ivalu tratou de guarda – lá em seus lugares) porque se depender da Bebê, eu e ela vamos passar fome.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 567
Data de inscrição : 02/07/2014

Ver perfil do usuário http://dulrevoltsavinon.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Só o amor pode salvar dar dor (continuação) POST INÉDITOS

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum